Investigador português ganha bolsa de 250 mil dólares

A Gilead Sciences atribuiu recentemente a Bolsa de Investigação Internacional na área da Fibrose Quística considerando, pela primeira vez, projetos provenientes da Região Europeia, além de projetos dos Estados Unidos da América e do Canadá.

Das três bolsas de 250 mil euros atribuídas este ano pela farmacêutica americana, uma foi atribuída pela primeira vez na Europa, e veio para Portugal, para a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde Miquéias Lopes-Pacheco desenvolve a investigação: “Identification of Novel CFTR Traffic Correctors Among FDA-Approved Drugs”, no departamento dirigido pela professora Margarida Amaral, reconhecida investigadora nacional. O valor total do prémio será distribuído ao longo de dois anos.

O objetivo do projeto é identificar potenciais princípios ativos que possam ser selecionados para desenvolvimento de novas moléculas com potencial terapêutico na Fibrose Quística.

A missão deste programa da Gilead Sciences em Fibrose Quística é contribuir para a investigação inovadora geradora de conhecimento nos campos da fibrose quística pediátrica e do adulto e apoiar investigadores juniores do Canadá, da Europa ou dos Estados Unidos.

A Gilead Sciences tem a expetativa de que os projetos de investigação apoiados por estas bolsas aperfeiçoem a compreensão da fibrose quística.

Nota. Informação em anexo.

Tags:

Sobre nós

Empresa farmacêutica.

Contactos

Subscrever