Cidade do Porto recebe mais de 500 especialistas mundiais na área da informática

Tony Hoare, vencedor de um Turing Award – reconhecido como o Prémio Nobel da Computação – vai marcar presença, juntamente com representantes da grande indústria tecnológica como Apple, Airbus, NASA, Samsung, AWS, Google e Sony.  

Chama-se “Congresso Mundial dos Métodos Formais” e é um evento que reúne os especialistas de todo o mundo na área da informática, realizando-se apenas de 10 em 10 anos. Portugal foi o país escolhido para receber aquela que é a terceira edição deste congresso. O Porto é a cidade que vai acolher durante cinco dias mais de 500 especialistas de 40 nacionalidades diferentes.

O objetivo? Reunir investigadores, académicos e profissionais da indústria tecnológica com atividade na área da informática, e em concreto no tópico de Métodos Formais, para promover a qualidade e fiabilidade num setor com cada vez mais relevância tecnológica e social – o desenvolvimento de software confiável.

Vão decorrer mais de 30 sessões em simultâneo durante os dias do Congresso em três locais da cidade do Porto – edifício da Alfândega, Museu World of Discoveries e Hotel Vincci – divididas entre 9 conferências, 16 workshops, 7 tutoriais e outros eventos, tais como o dia da Indústria e o simpósio doutoral, entre outros. Serão vários os oradores convidados de renome, com destaque para a sessão do dia 8 de outubro, às 09h00, no edifício da Alfândega do Porto, em que o investigador britânico Tony Hoare dará uma palestra a convite de várias das conferências associadas ao congresso.

Tony Hoare recebeu um Turing Award, uma distinção na área da informática geralmente reconhecida como o Prémio Nobel da Computação. A palestra que o especialista irá dar no dia 8 de outubro marca precisamente os 50 anos (outubro de 1969) da publicação de um dos seus artigos, que continua a ser dos mais citados de sempre nas Ciências da Computação – “An Axiomatic Basis for Computer Programming”.

Mas o que são os métodos formais? “São técnicas de programação que atingem elevados níveis de qualidade e fiabilidade através do recurso ao tratamento matemático dos problemas que podem ser abordados por software. Todos os sistemas militares, de segurança, de energia, de saúde, de ensino, todos os back offices e sistemas operacionais das empresas - enfim, todos os sistemas em que a nossa civilização assenta - dependem de software sofisticado que se desenvolve continuamente para que possam operar e servir-nos. Em problemas de segurança crítica, os erros de programação podem ter consequências devastadoras. É aqui que os métodos formais se tornam ferramentas muito importantes. Uma das linhas de investigação do Laboratório de Software Confiável (HASLab) do INESC TEC tem uma vasta experiência nesta área, aplicando os métodos formais em áreas como a segurança, a interface humano-computador, o model checking, o cálculo e verificação de programas e, mais recentemente, a programação quântica”, explica José Nuno Oliveira, presidente do comité organizador, investigador do INESC TEC e docente na Universidade do Minho. São aliás estas duas instituições as organizadoras deste congresso, juntamente com a Formal Methods Europe.

O 3rd World Congress on Formal Methods vai contar com a apresentação de cerca de 400 artigos científicos submetidos por investigadores, académicos e profissionais da indústria. Da parte da indústria tecnológica é de destacar a presença de instituições de renome, tais como Apple, Airbus, Booking.com, ESA, Fraunhofer, Microsoft, MathWorks, NASA, Samsung, VERIMAG, entre outras.

O congresso tem início na próxima segunda-feira, dia 7 de outubro, às 18h00, momento em que os mais de 500 especialistas serão recebidos no cais da Alfândega do Porto.

Mais informações sobre o congresso podem ser consultadas aqui: http://formalmethods2019.inesctec.pt/

Tags:

Sobre nós

O Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência - INESC TEC é um Laboratório Associado que conta com mais de 30 anos de experiência em I&D e Transferência de Tecnologia. Com 6 polos no Porto (sede), Braga e Vila Real, o INESC TEC agrega 13 Centros de I&D e uma Unidade Associada com competências complementares e vocacionadas para o mercado internacional.

Subscrever