Primeira instituição portuguesa no círculo restrito de Bruxelas de transferência de tecnologia

O Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) é a primeira instituição portuguesa a fazer parte do TTO Circle, isto é, o Círculo de Gabinetes de Transferência de Tecnologia (ou na versão anglo-saxónica European Technology Transfer Offices circle), iniciativa da Comissão Europeia.

O TTO Circle reúne algumas das maiores instituições de investigação europeias, como o CERN, a ESA (Agência Espacial Europeia), o Fraunhofer, a Tecnalia ou o TNO, com o objetivo de partilhar as melhores práticas e conhecimentos em transferência de tecnologia, de modo a desenvolverem atividades conjuntas e uma abordagem comum relativamente a padrões internacionais, profissionalizando assim a atividade e promovendo-a para os mercados Europeus.

A transferência de tecnologia do contexto de investigação académica para as empresas é muito europeia e apresenta, cada vez mais, semelhanças com uma indústria emergente – existem inúmeras tecnologias de alto valor, mas a paisagem é altamente fragmentada, com falta de massa crítica e com grandes disparidades em termos de desempenho e de práticas. Há estudos que indicam que a falta de escala é um dos principais problemas nesta área. É precisamente este paradigma que a União Europeia quer mudar. É, por isso, estratégico para a Comissão Europeia que os gabinetes de transferência de tecnologia dos principais institutos de investigação se agrupem e atuem como pioneiros na melhoria desta área.

“Só fazem parte do TTO Circle 31 instituições de investigação, todas elas de grande dimensão e com uma estratégia sólida e bem definida. O INESC TEC reúne todas estas condições - é o maior instituto a atuar na área de engenharia em Portugal e é também uma das instituições com maior número de patentes submetidas a nível nacional nos últimos anos. Só em 2018 foram realizados 28 pedidos de patentes nas áreas de processamento de sinal digital e elétrico, tecnologia médica e segurança em redes de comunicações sem fios. Fomos ainda a instituição nacional a fazer mais pedidos de patente junto do Instituto Europeu de Patentes em 2018. Atualmente, encontramo-nos a criar várias spin-offs baseadas em tecnologias proprietárias”, explica Catarina Maia, responsável pelo Serviço de Apoio ao Licenciamento do INESC TEC e a representante da instituição no TTO Circle.

Só nos últimos três anos foram concedidas oito patentes às invenções do INESC TEC – duas em análise de voz, cinco em processamento de sinal digital e elétrico e uma em eletrónica de potência. As patentes foram concedidas nos EUA (3), Japão (2), Europa (2) e Coreia do Sul (1). Olhando para os últimos três anos, foram criadas quatro spin-offs – a MitMyNid, a LTPLabs, a Ubirider e a InSignals Neurotech.

Com o objetivo de influenciar algumas políticas europeias e promover as melhores práticas de transferência de tecnologia, a criação desta rede surge pela necessidade que a União Europeia tem de gerar mais inovação, aproveitar a base do seu conhecimento, reforçar a sua posição económica e enfrentar os grandes desafios societais deste século, de modo a impulsionar a sua competitividade global.

“A criação do TTO Circle prova que a inovação está no centro da agenda política de Bruxelas. A transferência de tecnologia vai permitir enfrentar os desafios societais mais críticos com que atualmente nos deparamos a nível europeu, como por exemplo a saúde, segurança energética, alterações climáticas, entre outros”, conclui a representante do INESC TEC.

Tags:

Sobre nós

O Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência - INESC TEC é um Laboratório Associado que conta com mais de 30 anos de experiência em I&D e Transferência de Tecnologia. Com 6 polos no Porto (sede), Braga e Vila Real, o INESC TEC agrega 13 Centros de I&D e uma Unidade Associada com competências complementares e vocacionadas para o mercado internacional.

Subscrever