Pais portugueses consideram que escolas têm grande responsabilidade na educação das crianças em gestão financeira

No dia em que se comemora o Dia Internacional da Família, a Intrum revela os últimos dados de um inquérito realizado a mais de 24 mil cidadãos, em 24 países europeus, e o otimismo económico parece ser generalizado em Portugal, mas a educação financeira das crianças e a sua preparação para o futuro é um tema que preocupa os portugueses.

Grande parte dos entrevistados, 83% dos pais portugueses, defende ainda que as crianças deveriam aprender mais sobre economia doméstica nas escolas e 68% considera mesmo que as escolas têm uma grande responsabilidade quando se trata de educar as crianças na área da gestão financeira.

Esta preocupação expressa-se noutros resultados deste inquérito. Em Portugal 90% dos pais tenta ensinar os filhos a gerir o dinheiro, registando a taxa mais alta dos países analisados. Já na Europa, a média surge ligeiramente abaixo com 85% dos pais inquiridos a concordar que devem ensinar os filhos a fazer essa gestão do dinheiro.

De acordo com as conclusões apresentadas, 46% dos entrevistados portugueses acredita que a economia do país está a melhorar, face a 16% no ano anterior. Um aumento substancial e que coloca Portugal no maior nível de otimismo observado entre todos os países participantes no inquérito, comparado com a média europeia que se situa nos 29%.

Este nível de otimismo explica porque apenas 15% dos portugueses pondera emigrar por causa da situação financeira do país, valor que compara com 19% na União Europeia. Já Espanha situa-se nos 21%, a Hungria é o país em que existe maior vontade de emigrar (36%) por causa da situação financeira do país, enquanto a Dinamarca e a Noruega são os país com o valor mais baixo (9%) e com menos vontade de emigrar.

De acordo com Luís Salvaterra, Diretor Geral da Intrum,“os jovens precisam de aprender a gerir as suas finanças pessoais e esta é uma responsabilidade das famílias e das escolas, que desempenham um papel fundamental na transmissão de conhecimentos e que podem e devem incluir esta temática. Uma das principais funções das famílias e das escolas passa pela preparação adequada das crianças e dos jovens para a possível realidade económica complexa que vão encontrar na sua vida adulta e compreende-se que os pais portugueses revelem essa preocupação”.

Sobre a Intrum

A Intrum é a empresa líder na indústria de Serviços de Gestão de Crédito, com presença em 24 mercados na Europa. A Intrum oferece um vasto leque de serviços, incluindo a compra de créditos, tendo como missão melhorar o cash flow e a rentabilidade a longo prazo dos clientes e garantir que pessoas e empresas recebem o apoio que precisam para não terem dívidas. A Intrum tem mais de 8.000 profissionais dedicados e experientes que servem cerca de 80.000 empresas em toda a Europa. Em 2017, a empresa gerou receitas estimadas no valor de 1.269 milhões de euros. A Intrum tem a sua sede em Estocolmo, Suécia, e está cotada na bolsa Nasdaq de Estocolmo. Em Portugal desde 1997, a Intrum tem mais de 220 colaboradores. Para mais informações, por favor visite www.intrum.com.

Sobre o European Consumer Payment Report 2017

Foram recolhidas respostas de 24 401 entrevistados em 24 países europeus, com idades entre os 18 e os 65 anos. O Inquérito colocou questões relativas à economia doméstica e foi realizado em setembro de 2017.

Tags:

Subscrever