Campanha Praias “Há Rio e Mar, Há Lixo para Transformar” no areal das Praias dos Municípios da LIPOR

Há Rio e Mar, Há Lixo para Transformar é o projeto da LIPOR para a mudança de comportamentos e prevenção do Lixo Marinho
Apostados na mudança de comportamentos dos cidadãos, mostrando que o lixo marítimo começa com as escolhas que fazemos em casa e que é imperativo preservar os oceanos, a LIPOR e os seus Municípios Associados lançaram a campanha “Há Rio e Mar, Há Lixo para Transformar” 
 
Desde o dia 24 de julho e até 15 de agosto, a Campanha de Praias percorrerá 8 (oito) Praias dos Municípios da LIPOR, onde, no areal, os banhistas e a comunidade em geral terão acesso a informação sobre as Boas Práticas de Prevenção e Combate do Lixo Marinho.
 
Os promotores afetos à iniciativa, entregarão, ainda, aos banhistas um saco para colocarem os resíduos produzidos na praia. À saída, caso se dirijam ao espaço do “Há rio e mar”, e entreguem o saco com os resíduos para reciclagem, receberão um saco de pano com as 10 dicas do Guia de Boas Práticas.
 
As datas e locais da Ação de Praia são os seguintes:
 

Município Ação Praias
Data Local
Espinho 24 de julho Praia da Baía
Gondomar 25 de julho Praia da Lomba
Porto 31 de julho Praia do Carneiro
Matosinhos 01 de agosto Praia de Matosinhos, junto ao Bar do Titã
07 de agosto Praia de Leça, à frente da Restaurante Cascata
Póvoa de Varzim 08 de agosto Praia dos Beijinhos
Vila do Conde 14 de agosto Praia da Olinda
15 de agosto Praia de Vila Chã
 
 
Informações sempre atualizadas em https://www.lipor.pt/pt/recicla-te/ha-rio-e-mar/
 
"Há Rio e Mar, Há Lixo para Transformar”, é um projeto ao abrigo do Programa Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono ‘Programa Ambiente’, do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu 2014-2021- Small Grants Scheme #1.

Sobre a LIPOR
 
 
A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.
 
A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.
 
Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.
A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

Tags:

Media

Media