Cidadãos dos oito municípios da Lipor atingem em 2019 o maior valor de sempre na Reciclagem

Em 2019 recebemos mais 1.857,93 toneladas de biorresíduos (+4,24% que em 2018), mais 6.654,96 toneladas de materiais entregues para reciclagem nos Ecopontos, Ecocentros e Zonas de Recolha Seletiva (+13,58% que em 2018 - papel, plástico e vidro) e menos 2.077,10 toneladas de lixo (-0,51% que em 2018).

Estes valores são fruto do forte investimento e da aposta que a LIPOR e os Municípios associados têm desenvolvido, com vista a maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem.

Neste momento os cidadãos dos 8 Municípios da LIPOR têm à sua disposição um sistema completo de infraestruturas, equipamentos e serviços para a entrega seletiva dos resíduos, nomeadamente, Ecocentros, Ecopontos e zonas de recolha seletiva porta-a-porta.

Este conjunto de infraestruturas é ainda, complementado por um conjunto de serviços especiais de recolha e pelo Centro de Triagem e Plataformas de apoio, onde os materiais separados pelos cidadãos sofrem uma separação suplementar mais pormenorizada (triagem), sendo posteriormente enviados para as indústrias de reciclagem.
 

Sobre a LIPOR

A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.

Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.

A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

Tags: