LIPOR lança Ações de Formação para um Oceano mais Sustentável

As ações iniciam-se a 18 de maio e contam com a participação de formadores da LIPOR e do Oceanário de Lisboa.
 
Estas ações, que se iniciam no dia 18 de maio, serão desenvolvidas no âmbito do projeto "Há Rio e Mar, Há Lixo para Transformar”, em parceria com o IPDJ e ao abrigo do Programa Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono ‘Programa Ambiente’, do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu 2014-2021- Small Grants Scheme #1.
 
Dada a crescente necessidade de Literacia do Oceano torna-se fundamental o aumento do conhecimento e o envolvimento ativo dos cidadãos para a preservação do Oceano e dos seus serviços. Como tal, as ações de formação Oceano Sustentável, têm como objetivos:

  • Compreender a importância do Oceano e as consequências das alterações climáticas e do lixo marinho;
  • Disponibilizar ferramentas que contribuam para a mudança de comportamentos a nível ambiental;
  • Esclarecer a importância da Prevenção e da Reciclagem dos resíduos como contributo ao combate do lixo marinho.
 
As ações são respetivamente direcionadas a técnicos e decisores políticos dos 8 municípios da LIPOR, profissionais do mar (pescadores, vendedores das lotas, operadores turísticos, operadores dos concessionários de praia), membros de organizações com interesse na preservação do oceano, agentes educativos, bem como à população em geral.
 
As formações são gratuitas para formandos que residam ou exerçam a sua atividade profissional nos oito municípios da LIPOR.

Sobre a LIPOR
 
A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.
 
A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.
 
Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.
A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

Tags:

Media

Media