Observatório da Prevenção de Resíduos: 13 719 toneladas de bens materiais reaproveitados! Todos os dias construímos um mundo melhor!

Comunicado de Imprensa
24 de fevereiro de 2021
 

Observatório da Prevenção de Resíduos: 13 719 toneladas de bens materiais reaproveitados! Todos os dias construímos um mundo melhor!

 
Em 2017, sete (7) entidades juntaram-se à Lipor para criar o primeiro Observatório na área da Redução e Reutilização de Resíduos.
 
O Observatório integra-se na Estratégia de Prevenção de Resíduos e pretende traduzir em números o resultado do esforço de todos os Parceiros, da LIPOR e Municípios Associados no combate ao desperdício e no incentivo à reutilização, minimizando a produção de resíduos.
 
Abrangendo os três pilares da sustentabilidade: social, ambiental e económico, em 2020 conseguimos que 13 719 toneladas de bens materiais fossem reaproveitadas, transformadas ou valorizadas localmente, correspondendo a 684 034 € evitados com o tratamento destes resíduos e a 2 872 t emissões de CO2eq evitadas, o equivalente a 19 802 viagens aéreas, ida e volta, entre Porto e Lisboa!
 
Hoje, na área de intervenção da LIPOR, somos 15:
 
Alexandra Arnóbio—Upcycling Projects; Associação Dariacordar—Zero Desperdício; Banco Alimentar do Porto; Centro Social de Ermesinde; Entrajuda; Fruta Feia - Delegação do Porto; Fruta Feia – Delegação de Matosinhos; Goodafter; Refood - Núcleo Maia Centro; Refood - Núcleo de Ermesinde; Refood - Núcleo Senhora da Hora; Refood - Núcleo Leça da Palmeira; Too Good To Go; Vintage for a Cause e LIPOR.
 
 
 
Todos juntos, com propósitos distintos, mas em prol de um objetivo comum: promover uma economia circular, onde as parcerias são o elemento-chave.
 
 
 
Saiba mais sobre a iniciativa em:
https://www.lipor.pt/pt/noticias/observatorio-lipor-contabilizar-a-prevencao/
 
 
 

 
 
Sobre a LIPOR
 
 
A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.
 
A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.
 
Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.
A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.
 
 
 
Sobre a Estratégia de Prevenção de Resíduos da LIPOR
 
A Prevenção de Resíduos é essencial para a preservação dos recursos naturais, constituindo uma área de atuação obrigatória à luz da legislação Europeia e Nacional.  Deste modo, a LIPOR e os Municípios Associados assumem a Prevenção como o pilar fundamental do seu modelo circular de gestão de resíduos.
 
A Estratégia de Prevenção de Resíduos da LIPOR, traduz-se na promoção de ações que conduzam a uma redução quantitativa e qualitativa dos resíduos e respetivos impactes no Ambiente e na Saúde Humana, privilegiando duas áreas de atuação fundamentais: a Circularidade dos Biorresíduos e a Reutilização e Recuperação de Materiais
 
Esta Estratégia corporiza-se no Plano Anual de Atividades de Prevenção da LIPOR, que abrange os resíduos urbanos em geral, com especial enfoque nos fluxos prioritários, suporta-se numa estreita sinergia com os Municípios Associados e demais Parceiros, assim como na Educação e Sensibilização, na Capacitação, na Comunicação e Envolvimento da Comunidade, na Recolha de Dados e Monitorização de Indicadores e na promoção da Produção de Conhecimento. 

Tags:

Media

Media