Projeto D-NOSES incentiva a população a registar possíveis odores no Rio Tinto

Colocação de painéis nos passadiços do Rio Tinto, nos municípios do Porto e Gondomar

No âmbito do Projeto D-Noses foram instalados painéis informativos junto dos passadiços do rio Tinto, nos municípios do Porto e Gondomar. Nos dias 26 e 27 de maio no passadiço do Parque Oriental do Porto e no dia 1 de junho na zona do passadiço de Gondomar, entre o Parque Urbano de Rio Tinto e o Parque Oriental do Porto. Já em 2019 foram colocados os mesmos painéis no Trilho Ecológico da LIPOR.

O objetivo da colocação destes painéis é incentivar uma participação ativa da população destes municípios no mapeamento e medição do problema de odores, utilizando a aplicação com a denominação “odourcollect”, disponível em www.lipor.pt ou na PlayStore e Applestore (versão para ios).

Este é mais um passo da LIPOR, dos seus Municípios Associados e dos Cidadãos em prol da proteção do Rito Tinto e de um ambiente melhor.

Sobre a LIPOR

A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados. 

Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.

A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

Para mais informações: https://www.lipor.pt/pt/

Sobre o Projeto D-Noses

O Projeto D-Noses (Distributed network for odour sensing, empowerment, and sustainability) é financiado pela UE, foi lançado nos dias 25 e 26 de abril de 2018, no campus da University College London. O consórcio do projeto, coordenado pela Fundação Ibercivis (Espanha), é uma parceria de nível mundial composta por 15 parceiros que combina especialistas em Pesquisa e Inovação Responsável (RRI), Ciência Cidadã e Co-criação, Associações Internacionais, cientistas de odores, Universidades e PMEs, Administração Local e Órgãos Públicos de 9 países.

A poluição por odores é a segunda razão para as queixas dos cidadãos em toda a Europa. A exposição frequente ao odor está associada a dores de cabeça, stress e problemas respiratórios. O incómodo do odor é um indicador de problemas ambientais maiores, como por exemplo, a poluição da água.

O Projeto D-Noses pretende criar ferramentas para resolver o problema dos odores a uma escala global, tendo como ponto de partida casos de estudo locais, coordenados em 10 países.

Este caso de estudo (D-Noses/Rio Tinto) pretende envolver os cidadãos para se tornarem uma força motriz que conduza à mudança, através da utilização de uma aplicação para registar e medir o problema dos “maus odores”. Com base na informação recolhida será possível identificar as intervenções necessárias para recuperar o rio Tinto, e em conjunto com partes interessadas encontrar soluções sustentáveis.

Para mais informações: https://dnoses.eu

Tags:

Media

Media