Recolha seletiva porta-a-porta chega a mais cerca de 400 fogos! Espinho e a LIPOR dão mais um passo em frente na Reciclagem

Espinho, 20 de abril de 2021:
 
Arrancou uma nova fase da recolha seletiva porta-a-porta de resíduos de embalagem na Zona da Junta de Freguesia de Anta-Guetim, em Espinho, passando este serviço a abranger mais cerca de 400 habitações. Neste novo circuito os cidadãos receberão também um Mini bag para a Recolha de resíduos verdes e serão ainda, sensibilizados para a compostagem caseira podendo ter acesso a um compostor gratuito.
 
Com este alargamento, o município de Espinho chegará assim aos cerca de 2.100 fogos servidos pela recolha seletiva porta-a-porta e que contribuirão para o aumento dos quantitativos de materiais recolhidos para reciclagem.
 
Com o mote “Reciclar é dar +”, a ação baseia-se numa abordagem positiva por contacto pró-ativo, pela qual se somam e apresentam vantagens individuais (funcionais e financeiras) e sociais de adesão a este sistema específico de recolha de resíduos urbanos: proximidade, comodidade, sustentabilidade e solidariedade, uma vez que os resíduos recicláveis entregues reverterão a favor dos Núcleo da Cruz Vermelha de Espinho e Associação Proteção animais "Patinhas sem Lar".
 
O novo sistema de recolha seletiva porta-a-porta arrancou em Espinho em junho de 2018, em uma zona piloto, com o objetivo de aumentar os quantitativos de resíduos recolhidos.
 
Mais informações: https://www.lipor.pt/darmais/
 
Sobre a LIPOR
A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.
A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.
Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.
A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

Tags:

Media

Media