MAIA DISPONIBILIZA CALENDÁRIOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS PARA O 2º SEMESTRE

Consulta online já está acessível em www.maiambiente.pt

Na Maia, os Calendários de Recolha de Resíduos, que estarão em vigor no 2º semestre de 2019, no âmbito do serviço Ecoponto em Casa, já começaram a ser enviados para casa dos munícipes, através de carta endereçada. Entretanto, estes calendários já podem ser consultados online no site www.maiambiente.pt. Para isso, basta digitar o nome do arruamento, clicar sobre o mesmo e posteriormente selecionar o número de porta.

De forma a permitir a otimização dos circuitos de recolha existentes, em função das necessidades sentidas no terreno ao longo do ano, o Calendário de Recolha de Resíduos passou a ser de base semestral e não anual como acontecia até o ano transato. O objetivo é efetuar um serviço de recolha que vá cada vez mais ao encontro das necessidades dos munícipes da Maia.

ATUALIZAÇÃO DE REGISTO DE CONTENTORES

No caso das moradias unifamiliares, das empresas e dos comércios, com contentores de recolha seletiva e indiferenciada de uso exclusivo, vão receber, anexo ao calendário, um postal RSF para atualização dos equipamentos de recolha que dispõem. Após verificação, o RSF pode ser devolvido através dos CTT (envio gratuito) ou preenchido o formulário online. Os formulários são exclusivos de cada morada e estão disponíveis através do QRCode e do link indicado no postal.  O objetivo é garantir um serviço cada vez mais próximo e eficiente.

Com o serviço de recolha Seletiva Porta a Porta - Ecoponto em Casa - continuam a ser distribuídos contentores de uso particular (individual ou coletivo) para deposição separada e posterior recolha porta a porta das frações seletivas - papel, embalagens e vidro - e da fração indiferenciada.

Tags:

Sobre nós

Empresa pública municipal que tem como objeto principal, por delegação da Câmara Municipal da Maia, a remoção dos resíduos sólidos urbanos e equiparados a urbanos, a recolha selectiva de materiais recicláveis e a manutenção da higiene e limpeza dos locais públicos.

Subscrever

Media

Media