MDS desenvolve seguro para telemóveis e tablets em parceria com a NOS e a Chubb

Solução de seguro para danos e roubo foi desenvolvida em parceria entre a MDS, a Chubb e a NOS e está acessível a todos os clientes da operadora no momento de compra do seu telemóvel ou tablet por valores a partir de apenas 1,99 euros por mês.

A MDS, multinacional portuguesa líder na consultoria de riscos e seguros, desenvolveu um novo seguro para os clientes da NOS que protege os seus telemóveis e tablets contra danos acidentais e roubos, quebras de ecrã ou derrame de líquidos, em Portugal e no estrangeiro.

O novo seguro de Danos e Roubo para os clientes da NOS foi criado em parceria com a seguradora norte-americana Chubb, líder mundial neste segmento, e permite segurar os equipamentos adquiridos na NOS por valores a partir de apenas 1,99 euros/mês. O seguro deverá ser subscrito no momento da compra do novo telemóvel, smartphone ou tablet, numa loja NOS ou na loja online, com oferta do primeiro mês.

Mário Vinhas, administrador da MDS, afirma: “A MDS tem vindo a desenvolver a sua área de affinities, criando soluções de seguros inovadoras e customizadas para as empresas que pretendem disponibilizar produtos e serviços de valor acrescentado aos seus clientes. Este novo seguro desenvolvido para os clientes da NOS, em parceria com a Chubb, traduz a capacidade da MDS de oferecer soluções distintivas no mercado, apoiada na qualidade das suas equipas e na sua capacidade de network e atuação global, trabalhando com os melhores especialistas a nível mundial para responder às necessidades dos seus clientes”.

Proporcionando uma poupança significativa para o cliente e rapidez de resposta em caso de sinistro, o seguro garante reparação e substituição do equipamento, numa loja NOS, e cobertura a nível mundial contra situações de roubo, furto por/com arrombamento, dano acidental, quebra de ecrã, derrame de líquidos e acessórios.


(Comunicado integral e fotografia de Mário Vinhas em anexo)

Tags:

Sobre nós

Grupo de corretagem criado em 1984, com sede no Porto. É detida pela Sonae, a maior multinacional privada portuguesa e pela Suzano, um grupo industrial brasileiro com atividades ligadas às indústrias de papel e energia renovável.

Subscrever

Media

Media