CENTRO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DO PORTO PIONEIRO NA UTILIZAÇÃO DE SISTEMA INOVADOR PARA A CIRURGIA DA AORTA

O novo dispositivo para tratar a doença torácica da aorta dá aos médicos a possibilidade de tratar mais doentes com uma abordagem minimamente invasiva

O Centro Hospitalar Universitário do Porto realizou hoje, pela primeira vez em Portugal, um procedimento com o recurso ao Sistema Valiant Navion™, uma endoprótese torácica utilizada para tratar uma condição potencialmente fatal, conhecida como doença da aorta torácica. A cirurgia foi efetuada no serviço de angiologia e cirurgia vascular, dirigido por Rui Almeida, num doente com úlcera penetrante da aorta e foi liderada por Rui Machado, professor e cirurgião vascular responsável pela área de endovascular do serviço de angiologia e cirurgia vascular do Centro Hospitalar Universitário do Porto, com a colaboração da cirurgiã Joana Martins.

O Centro Hospitalar Universitário do Porto tem o compromisso de disponibilizar a tecnologia minimamente invasiva mais avançada para dar resposta às necessidades dos nossos doentes com doença da aorta torácica. A realização desta cirurgia é um exemplo desse compromisso”, refere Rui Machado. “O doente está a recuperar bem do procedimento e estamos satisfeitos por podermos contar com este novo dispositivo - o sistema Valiant Navion - em futuros procedimentos.”

A úlcera penetrante é uma fragilização focal da parede da aorta que pode dilatar até à rutura, exsanguinamento e morte do paciente. A colocação de uma endoprótese por via femoral reveste a aorta frágil de um novo conduto protésico, evitando assim a progressão da dilatação e consequente rutura.

A maioria das pessoas são diagnosticadas com esta doença enquanto fazem exames para diagnosticar outra condição. Os fatores de risco incluem tabagismo, obesidade, hereditariedade, lesão ou outras doenças.

“Devido ao seu perfil mais baixo, o sistema de endoprótese Valiant Navion pode ser utilizado para tratar doentes com vasos sanguíneos mais pequenos e tortuosos, de uma forma menos invasiva. Anteriormente, era um desafio tratar doentes com estas características e com este tipo de procedimento, incluindo muitos doentes do sexo feminino”, sublinha o cirurgião vascular do Centro Hospitalar Universitário do Porto.

O Sistema de endoprótese Valiant Navion é utilizado para reparar de forma minimamente invasiva todas as lesões da aorta torácica descendente. Essa indicação abrange uma ampla categoria de condições da aorta torácica, incluindo aneurismas, dissecções e lesão aórtica traumática contundente. Este Sistema é um produto da Medtronic plc e recebeu aprovação de marca CE em novembro de 2018.

Sobre a Medtronic
A Medtronic (www.medtronic.pt) é uma das maiores empresas globais em tecnologia, serviços e soluções médicas, que contribuem para aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a vida de milhões de pessoas, todos os anos, em todo o mundo. A nível global a Medtronic emprega mais de 88.000 pessoas, chegando a médicos, hospitais e pacientes em aproximadamente 160 países. A empresa está focada numa relação colaborativa com os seus parceiros no sentido de levar os cuidados de saúde Further, Together.

Tags:

Sobre nós

É uma das maiores empresas globais em tecnologia, serviços e soluções médicas, que contribuem para aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a vida de milhões de pessoas, todos os anos, em todo o mundo. A nível global a Medtronic emprega mais de 88.000 pessoas, chegando a médicos, hospitais e pacientes em aproximadamente 160 países. A empresa está focada numa relação colaborativa com os seus parceiros no sentido de levar os cuidados de saúde Further, Together.

Subscrever