DOIS ESTUDOS DE DESNERVAÇÃO RENAL APRESENTADOS NO EUROPCR MOSTRAM RESULTADOS POSITIVOS EM DOENTES HIPERTENSOS DE ALTO RISCO

Foram recentemente revelados no Congresso Europeu de Cardiologia de Intervenção, o EuroPCR 2019, os resultados mais recentes de um estudo da iniciativa do investigador sobre Desnervação Renal (RDN, sigla em inglês Renal Denervation).

Os dados indicam que a RDN com o cateter Medtronic Simplicity™ foi associada à redução de ocorrência de fibrilhação auricular (FA) subclínica num pequeno subconjunto de doentes hipertensos de alto risco, durante um período médio de acompanhamento de mais de dois anos. Os resultados do estudo realizado num único centro, aleatorizado e controlado por simulação, foram apresentados durante uma sessão de Late-Breaking Clinical Trial no congresso da especialidade que decorreu em Paris de 21 a 24 de maio.

No estudo, liderado por um investigador e financiado pela Medtronic, foram selecionados aleatoriamente 80 doentes para tratar com o sistema de RDN Symplicity ou com um procedimento “simulado”. A RDN é um procedimento minimamente invasivo, no qual se usa um cateter que fornece energia aos nervos hiperativos do rim, diminuindo a sua atividade que é considerada a causa de hipertensão e de arritmias. A ocorrência de FA foi monitorizada pela tecnologia de diagnóstico implantável da Medtronic. Os resultados do estudo demonstram que a FA subclínica desenvolveu-se numa taxa mais baixa no grupo de doentes tratados com RDN do que no grupo daqueles que receberam o procedimento simulado (19% versus 47%).

“Neste grupo de doentes hipertensos de alto risco, que estão em risco de fibrilhação auricular e morte cardiovascular, o estudo sugere que pode haver um importante benefício proporcionado pela desnervação renal”, disse Marshall J Heradien, M.D., cardiologista e médico especialista na Universidade de Stellenbosch na Cidade do Cabo, África do Sul, e principal investigador no estudo. “Estes dados são consistentes com estudos anteriores e mostram que o procedimento de RDN oferece um efeito duradouro e positivo que pode traduzir-se em melhores resultados clínicos.”

 

Novos dados do Global SYMPLICITY Registry

Ainda no mesmo congresso, os investigadores reportaram também novos dados a três anos do Global Symplicity Registry (GSR), o maior registo sobre a segurança e efetividade a longo prazo dos sistemas de RDN da Medtronic, num cenário real em doentes com hipertensão não-controlada. Até ao momento, o GSR incluiu mais de 2600 doentes submetidos a RDN e 3 anos de acompanhamento de mais de 2300 doentes.

Os resultados mais recentes do GSR apresentados no EuroPCR mostraram que a desnervação renal conduziu a reduções clinicamente significativas na pressão arterial medida em consultório e em ambulatório, que foram mantidas até 3 anos após o procedimento (16,5 mmHg OSBP e 8,9 mmHg 24h SystolicABPM). Os registos demonstraram que as reduções da pressão arterial foram consistentes e mantiveram-se em vários subgrupos de doentes de alto risco, incluindo aqueles com diabetes, hipertensão sistólica isolada, doença renal crónica, hipertensão resistente e com 65 anos de idade ou mais.

“Como comprovado pelos estudos apresentados no EuroPCR, os novos dados continuam a mostrar que a desnervação renal é um procedimento complementar seguro e útil para gerir a hipertensão não-controlada, com doentes a apresentarem reduções significativas da pressão arterial até vários anos e no contexto da prática clínica diária”, referiu Dave Moeller, vice-presidente e diretor geral da área Coronary and Renal Denervation, que integra o Cardiac and Vascular Group da Medtronic. “Os resultados destes estudos vão contribuir para continuar a fortalecer a já robusta evidência clínica da desnervação renal e podem ser importantes para considerar doentes que sofrem de hipertensão não-controlada.”

A hipertensão é a patologia que sozinha mais contribui para a morte por doença cardiovascular e aumenta drasticamente o risco de enfarte, AVC, insuficiência cardíaca e insuficiência renal. Estima-se que os custos diretos anuais da hipertensão rondem os 500 mil milhões de dólares em todo o mundo. Estima-se ainda que quase 20% dos doentes não aderem por completo às terapias orais, enquanto cerca de metade não adere parcialmente à toma diária de medicação, dados que vêm destacar a necessidade de opções alternativas de tratamento.

Além do Global SYMPLICITY Registry, o Medtronic SPYRAL HTN Global Clinical Program inclui os estudos clínicos SPYRAL HTN PIVOTAL e SPYRAL HTN-ON MED, ambos prospetivos, aleatorizados e controlados por simulação, que avaliam doentes com pressão arterial não-controlada, respetivamente, na ausência e presença de medicamentos anti-hipertensivos prescritos. A Medtronic está ainda a conduzir um estudo de 70 doentes, o SYMPLICITY AF, para avaliar a desnervação renal em doentes com fibrilhação auricular paroxística e persistente. Aprovado para uso comercial em mais de 50 países em todo o mundo, o sistema Symplicity Spyral™ é limitado para uso em investigação nos Estados Unidos, Japão e Canadá.

Sobre a Medtronic

A Medtronic (http://www.medtronic.pt) é uma das maiores empresas de tecnologia médica do mundo e dispõe de serviços e soluções que aliviam a dor, restabelecem a saúde e prolongam a vida de milhões de pessoas em todo o mundo. A Medtronic conta com mais de 86.000 colaboradores, que trabalham com médicos, hospitais e doentes em mais de 150 países. A Medtronic está empenhada na colaboração com stakeholders em todo o mundo para levar os cuidados de saúde Further, Together.

Tags:

Sobre nós

É uma das maiores empresas globais em tecnologia, serviços e soluções médicas, que contribuem para aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a vida de milhões de pessoas, todos os anos, em todo o mundo. A nível global a Medtronic emprega mais de 88.000 pessoas, chegando a médicos, hospitais e pacientes em aproximadamente 160 países. A empresa está focada numa relação colaborativa com os seus parceiros no sentido de levar os cuidados de saúde Further, Together.

Subscrever