Saúde Mental nas Empresas afeta 300 Milhões de Pessoas

- Estudo elaborado pela Michael Page revela que os altos executivos tendem a sofrer maiores níveis de stress e ansiedade, e destaca a importância de criar um espaço que fomente e proteja a saúde mental dos trabalhadores

- Atualmente, mais de 300 milhões de pessoas sofrem de problemas de saúde mental, o que implica para um setor empresarial perdas de 246 mil milhões de dólares a nível mundial

- Estigma: 36% dos afetados acreditam que falar de saúde mental no trabalho pode ser prejudicial para a sua carreira

A Michael Page apresentou o estudo “8 tendências para executivos 2019,” sobre os atuais desafios para os líderes de negócio. O relatório, na sua 4ª edição, explica a importância em fomentar a cultura da empatia e da compreensão nas empresas, destacando o aumento dos problemas de saúde mental dos trabalhadores, incluindo os altos cargos de direção.

De acordo com o estudo, existem atualmente, mais de 300 milhões de pessoas que sofrem de problemas de saúde mental, o que pressupõe para o setor empresarial perdas significativas, que em 2017, se avaliaram em 246 mil milhões de dólares a nível mundial.

Estes resultados mostram a necessidade de se considerar a saúde mental como uma preocupação de negócio e se criarem ferramentas que permitam desenvolver ambientes de trabalho saudáveis, nos quais se possa tratar de forma adequada qualquer tipo de problema que possa afetar todos os trabalhadores, incluindo os que desempenham funções de direção.

Em anexo, segue o comunicado de imprensa.

Tags:

Sobre nós

Empresa de Recrutamento e Seleção de Recursos Humanos.

Subscrever

Media

Media