Grupo LEGO apresenta um crescimento acima das expectativas na primeira metade de 2019 e prepara bases para investimento em futuras iniciativas.

-As vendas ao consumidor cresceram 5% a nível global em comparação com o período homólogo do ano anterior;

-As receitas aumentaram 4% para 14.8 mil milhões DKK (Coroas Dinamarquesas). Em moeda constante, as receitas aumentaram 2%, quando comparadas com o mesmo período em 2018;

-O lucro operacional foi de 3,5 mil milhões, um decréscimo de 16%. O lucro líquido foi de 2,7 mil milhões, uma descida de 12%, justificada pelos investimentos a longo prazo feitos ao longo do ano.

 

O Grupo LEGO apresentou hoje os seus resultados financeiros para a primeira metade de 2019 (Janeiro a Junho). As receitas durante esse período cresceram cerca de 4%, para 14,8 mil milhões DKK, comparado com o mesmo período do ano anterior. As vendas ao consumidor também aumentaram em 5%, comparadas com a primeira metade de 2018 e a marca aumentou a quota nos seus maiores mercados.

O lucro operacional foi de 3,5 mil milhões DKK. O decréscimo de 16% em relação à primeira metade do ano anterior, justifica-se pelo investimento em várias iniciativas que visam o crescimento a longo prazo.

O CEO do Grupo LEGO Niels B. Christiansen disse: “Estamos satisfeitos com a nossa performance, dado todas as mudanças que estão continuamente a mudar o paradigma do mercado dos brinquedos. Apesar deste cenário, continuámos a ter um aumento das vendas ao consumidor e das quotas nos nossos maiores mercados. Isto deve-se aos nossos colaboradores, sempre focados em colaborar com os nossos valiosos parceiros de retalho e em criar as melhores experiências para os fãs de todas as idades.

Ao mesmo tempo, estamos a fazer uma série de investimentos para criar uma base sólida para o crescimento futuro e poder continuar a inspirar as próximas gerações. Isto inclui a abertura de novos mercados, expansão na China e a criação de experiências inovadoras e o desenvolvimento de produtos novos e estimulantes.”

o crescimento das vendas ao consumidor em mercados estabelecidos, como as Américas e a Europa Ocidental, foi de um dígito. Na China, um mercado estratégico para o Grupo LEGO, continuou o crescimento de dois dígitos nas vendas ao consumidor.

As gamas mais vendidas foram um mix dos clássicos da marca e de produtos licenciados. Sem nenhuma ordem específica, LEGO® City, LEGO Creator, LEGO Friends, LEGO Ninjago®, LEGO Technic e LEGO Star Wars™. LEGO Marvel Avengers teve resultados especialmente impressionantes e os sets do O Filme LEGO 2 também contribuíram muito para o aumento das vendas ao consumidor.

“Estamos muito satisfeitos com a performance das nossas gamas LEGO City e LEGO Technic que nunca saem de moda,” disse Christiansen. “Estamos também muito entusiasmados por explorar novas formas de trazer os tijolos à vida, através de experiências de brincadeira digitais como a nova gama LEGO Hidden Side™ que conjuga o melhor da construção com a espetacularidade da realidade aumentada.”

 

Crescimento nos novos mercados

O Grupo LEGO fez vários investimentos no sentido de aumentar o seu alcance físico e digital para chegar a mais crianças em todo o Mundo. O Grupo LEGO continua a investir no mercado chinês, estando a caminho de abrir 140 lojas em 35 cidades até ao fim de 2019.

Vai ser também aberto um escritório em Mumbai no início de 2020, plataforma através da qual o grupo vai expandir a sua presença no mercado indiano.

“Vimos uma oportunidade de chegar a mais crianças e famílias indianas, que valorizem os benefícios de aprender a brincar. O aumento da classe média e da importância da educação e o crescimento económico fazem da Índia um passo lógico nos nossos esforços para chegar a mais crianças em todo o Mundo.” Disse Christiansen.

 

Evolução do ecommerce e experiências físicas no retalho

O Grupo está a investir no upgrade das plataformas de ecommerce, para melhorar a experiência dos consumidores e os seus serviços a parceiros do retalho. Adicionalmente, mais de 70 lojas LEGO vão abrir fora da China durante 2019, incluindo uma flagship store em Amesterdão, em Dezembro. Vai ser a quinta flagship store da marca.

Segundo Christiansen: “Estamos a fazer estes sólidos investimentos para aproveitar as oportunidades criadas pelas mega-modas como a digitalização e as mudanças demográficas e económicas, que estão a mudar o paradigma da indústria. Estar à frente destas mudanças, vai permitir que inspiremos as futuras gerações de crianças.”

 

Uma força global para aprender a brincar

A ambição do Grupo LEGO de levar a aprendizagem através da brincadeira a todas as crianças do Mundo continua a ser o seu principal foco.

Diz Christiansen: “Brincar nunca foi tão importante. Quando as crianças brincam, aprendem competências que vão ser essenciais para o seu sucesso no futuro. O Fórum Económico Mundial estima que 65% das crianças que hoje estão no infantário vão ter empregos que ainda não existem. A única forma de uma criança ter sucesso neste futuro incerto é ter competências como criatividade, resolução de problemas, resiliência e a colaboração – todas elas desenvolvidas desde cedo através de brincadeiras com LEGO.

Assegurar que as crianças podem atingir o seu potencial é o que nos move a todos no Grupo LEGO para fazer o melhor para inspirar os construtores de amanhã – agora e para as próximas gerações.”

 

 

Sobre nós

Agência de Comunicação.

Subscrever

Media

Media