Ao volante de um Leon sem sair de casa

  • Um vídeo de 360º mostra o interior do novo SEAT Leon
  • Um habitáculo mais espaçoso e mais ergonómico com bancos dianteiros mais largos e 50 milímetros de espaço adicional para as pernas na parte de trás
  • Um tablier flutuante e um painel de 10" para uma funcionalidade máxima com o menor número de botões possível
 
Martorell, 21/04/2020.  A realidade virtual está cada vez mais presente no mundo automóvel. Os designers podem conduzir futuros automóveis muito antes de estes entrarem em produção e até mesmo definir as suas linhas interiores antes mesmo de construírem um protótipo. Aproveitando esta tecnologia, vamos ao volante de um Leon para descobrir o seu interior e percorrer as ruas de Barcelona, sem ter de sair de casa (*).
 
No centro do design. "Quando se entra no novo Leon, um sentimento envolve o condutor e os outros passageiros, o de estar no centro do habitáculo", diz David Jofré, designer de interiores da SEAT. Esse era um dos principais objetivos da equipa de design. No novo Leon, tudo se concentra em produzir um efeito acolhedor para os ocupantes. "Introduzimos novas funcionalidades de design no tablier e nas portas para criar um efeito envolvente. Esta sensação é criada pelas molduras decorativas que envolvem o tablier e continuam ao longo das portas da frente", explica David Jofré.
 
Como uma luva. Todos os elementos foram concebidos com precisão ergonómica para tornar o espaço interior mais confortável. "Nos bancos, os ombros altos e a máxima largura possível na zona superior oferecem mais conforto e proteção, ao mesmo tempo que realçam o carácter desportivo do automóvel", diz o designer.
 
Superfícies lisas e uma grande área de contacto com o ocupante fazem com que caiba como uma luva, oferecendo uma sensação de segurança. Os bancos traseiros também se tornaram mais confortáveis graças ao aumento de 50 milímetros na distância entre eixos do novo Leon, o que teve um impacto direto neste espaço. "Pode parecer que 50 milímetros não é assim tanto, mas é a diferença entre os joelhos tocarem ou não nos bancos da frente. É muito espaço quando falamos de conforto, e foi um dos principais desafios que nos colocámos", salienta Jaume Sala, Chefe de Design de Interiores da SEAT.
 
Iluminação envolvente. Se no exterior os faróis Full LED e a luz traseira coast-to-coast marcaram uma evolução no design do novo Leon, no interior a iluminação é também a chave para esta transformação. A luz envolve todo o painel de instrumentos e continua através das portas, aumentando o efeito de invólucro. Além disso, não é apenas decorativo. "Tem também uma série de características excecionais, tais como indicadores da presença de motociclos a aproximarem-se pela traseira", explica David Jofré.
 
A revolução digital. Como principal protagonista do interior, o ecrã central da informação e entretenimento com um painel de 10", apresenta um sistema de controlo por gestos que facilita muito a interação do utilizador. "A posição elevada do ecrã no interior melhora a experiência do condutor de ter o controlo do automóvel na ponta dos dedos, seja interagindo com multimédia, controlando o clima ou os com os assistentes de condução", diz Jaume Sala. Outra vantagem do ecrã flutuante é que o painel de instrumentos foi descido, aumentando assim a visibilidade.
Além disso, esta é a primeira vez que toda a interface de design foi criada no novo laboratório digital da SEAT. "Os departamentos de design e digital têm funcionado como um só, desde o início, para fazer sobressair o melhor de cada mundo. O objetivo era proporcionar uma experiência totalmente digital, reduzindo o mais possível os botões físicos, para que com apenas um olhar se pudesse aceder a todos os conteúdos", explica David Jofré. Para Jaume Sala "tem sido uma revolução completa nas nossas áreas, digital e de design de interiores, e podemos dizer com orgulho que conseguimos transformá-la em algo de grande beleza".
 
Ecossistema 360º. "Todas as áreas da consola são facilmente acessíveis e visíveis, a fim de proporcionar a máxima funcionalidade. Os espaços dedicados a diferentes tipos de objetos do quotidiano foram maximizados, sem comprometer a essência do design limpo do ambiente", diz Jaume Sala. Em suma, é um interior concebido para valorizar a experiência que vai além da condução do veículo.
 
 
(*) Para desfrutar da experiência em dispositivos móveis com o sistema operativo IOS é recomendada a utilização através da aplicação Youtube: https://youtu.be/KcGjh-HOjj0
 
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell (Barcelona), exportando 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. Em 2019, a SEAT vendeu 574.100 automóveis, o valor mais alto dos seus 70 anos de história, e alcançou um lucro após impostos de 346 milhões de euros e um volume de negócios recorde de mais de 11 mil milhões de euros.
 
Em 2019, a SEAT destinou 1,259 bilhões para impulsionar o seu programa de investimentos, principalmente para o desenvolvimento de novos modelos eletrificados. Além disso, e como parte de seu compromisso com a descarbonização, investiu 27 milhões em iniciativas sustentáveis e está a trabalhar numa ambiciosa estratégia ambiental, chamada Move to Zero, que visa tornar Martorell uma fábrica de impressão com zero emissões de carbono até 2030.
 
A SEAT emprega mais de 15.000 profissionais e conta com três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Arona e o Leon. A empresa também produz o Ateca na República Checa, o Tarraco na Alemanha, o Alhambra em Portugal e o Mii eléctric, o primeiro veículo 100% elétrico da SEAT, na Eslováquia.
 

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media