SEAT 1400: o primeiro automóvel SEAT celebra o seu 65° aniversário

/   SEAT 1400, automóvel de passageiros elegante e luxuoso, nasceu a 13 de novembro de 1953 dando início à história da marca automóvel
/   O tecnologicamente avançado SEAT 1400 recorria a uma carroçaria autoportante em estilo “Ponton”, em vez de ter uma carroçaria aparafusada ao chassis – um dos primeiros deste tipo na Europa
/   98,978 foi o número de unidades saídas da fábrica de Barcelona durante o período de produção do 1400, compreendido entre 1953 e 1964
 
 
Martorell, 12/11/2018.- O carro que lançou a SEAT vai celebrar o seu 65° aniversário amanhã. O SEAT 1400, um luxuoso e elegante sedan, marcou o princípio da história do construtor formando a base para o seu futuro sucesso.
 
O primeiro SEAT 1400 – com a matrícula B-87.223 – saiu da fábrica da Zona Franca em Barcelona a 13 de novembro de 1953, apenas três anos depois da constituição da marca. Nessa fase, o ritmo de produção era de apenas cinco veículos por dia durante o primeiro ano, número que rapidamente subiu, e o preço de venda era de 117,000 pesetas (cerca de 705€).
 
Concebido como o veículo que formaria a base do negócio SEAT, o 1400 era um quatro portas com uma execução impressionante, motor dianteiro, um sedan com tração traseira, tão à-vontade como veículo oficial das autoridades ou a garantir o transporte das massas em serviço de táxi.
 
Performance para impressionar
Construído na fábrica SEAT em Barcelona, com uma força de trabalho inicial de 925 empregados, as especificações do 1400 refletiam a tecnologia da época: motor a gasolina de montagem longitudinal e colocação dianteira com a potência entregue a um eixo traseiro rígido com diferencial integrado.
 
Esse motor era um quatro cilindros com uma cilindrada de 1,395cc, acoplado a uma caixa manual de quatro velocidades e com a potência máxima de 44 CV, garantindo uma velocidade de topo de 120km/h.
 
O chassis recebia molas helicoidais de efeito elástico na suspensão traseira com molas do tipo cantilever – que atuam como braços de guiamento – com efeito estabilizador, no eixo dianteiro. Uma barra Panhard garante o guiamento do eixo. Esta arquitetura era ultramoderna para o seu tempo.
 
O design exterior do 1400 inspirava-se nos veículos americanos da época, com uma secção traseira de formas arredondadas marcadas por farolins de formato cónico, mas também introduziu no mercado o para-brisas de vidro único curvo e o sistema de aquecimento.
 
Bem como a estética apelativa, o SEAT 1400 também garantia performances mais do que suficientes. O depósito de combustível de 48 litros garantia uma autonomia significativa graças a um consumo de 10.5 litros/100 km e a velocidade de cruzeiro de 100km/h podia ser mantida sem dificuldade.
 
Fabricado para o sucesso
No final da produção inicial do SEAT 1400 em 1954, tinham sido fabricadas 1,345 unidades, que seriam apenas o início da carreira do automóvel. A família do 1400 cresceu com o 1400 A em 1954, o 1400 B em 1956 e o 1400 C em 1960, em conjunto com várias versões especiais.
 
Em cada nova versão houve ganhos de performance e de design, contribuindo para a consolidação da sua posição no mercado e crescimento da SEAT como marca.
 
O 1400 ajudou ao crescimento vertiginoso da SEAT e, apesar dos números pequenos da produção inicial, no final de 1954 tinham sido entregues 959 unidades, um ano depois a produção anual estava a tocar nas 3,000 – fabricados com quase 100% de componentes nacionais. Em 1956 foram fabricados 7,000 veículos, número que cresceu para 10,000 unidades um ano depois. No final da sua vida comercial tinham sido vendidas 98,978 unidades, garantindo o seu lugar na história.

SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell (Barcelona), exportando 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países dos cinco continentes. Em 2017, a SEAT obteve 281 milhões de euros de lucros depois de impostos, vendeu perto de 470.000 veículos e alcançou um volume de negócios recorde superior a 9.500 milhões de euros.
 
O Grupo SEAT emprega mais de 15.000 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, o Leon e o Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Tarraco na Alemanha, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionarem a inovação do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media