SEAT obtém o maior lucro operacional da sua história

  • A empresa de automóveis ganha 254 milhões de euros em 2018, um aumento de 33,4%
  • Volume de negócios ultrapassa 10.000 milhões de euros e bate um novo recorde
  • Colaboradores da  SEAT irão receber uma remuneração extra de 1.068 euros

Em 2018, a SEAT alcançou os melhores resultados* da sua história, após aumentar o lucro operacional em 33,4% e atingir um valor recorde de 254 milhões de euros (2017: 191 milhões de euros). De acordo com os resultados apresentados ontem pelo Grupo Volkswagen, a SEAT fechou 2018 com um volume de negócios de 10.202 milhões, 3,1% a mais que em 2017 (9.892 milhões) e também o maior número da história da empresa.

O recorde de vendas em 2018, bem como a comercialização de modelos com maior margem de contribuição, impulsionaram o lucro operacional da SEAT. Em 2018, a empresa vendeu 517.600 veículos, 10,5% a mais que em 2017. 

O Presidente da SEAT, Luca de Meo, afirmou que “2018 foi mais uma vez um ano recorde. A nossa situação financeira atravessa o melhor momento da história graças a dados de vendas que demonstram a confiança dos nossos clientes. Com o lançamento do Tarraco, fechámos um primeiro ciclo de renovação da nossa oferta e em breve iniciaremos uma segunda fase com a ambição de sermos grandes players em termos de eletrificação, conectividade e mobilidade partilhada. Ao mesmo tempo, também enfrentamos desafios e incertezas decorrentes das metas de redução de emissões e da situação macroeconómica”.

Nota: Ver comunicado completo em anexo.

Fotografias de alta resolução disponíveis em SEAT Media Center.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media