SEAT Tarraco mais atrativo com versão 2.0 litros TDI 150CV DSG de tração dianteira

 

  •  Variante tração dianteira oferece unidade 4 cilindros 2.0 TDI com 150cv e caixa DSG de dupla embraiagem de 7 velocidades
  • A configuração mais recente adiciona uma nova dimensão ao maior SUV da marca, ajudando-o a aumentar ainda mais a sua atratividade, reforçando a sua oferta no mercado das frotas
 
Martorell, 02/09/2020 – A SEAT continua a fortalecer a sua posição no mercado, atraindo uma base de clientes cada vez maior, com uma variedade de veículos que respondem às necessidades de variados estilos de vida. E a chegada da unidade 2.0 TDI 150CV DSG com tração dianteira do SEAT Tarraco acrescenta outra dimensão ao modelo.
 
Até agora, quando equipado com um motor TDI, o Tarraco estava disponível em tração dianteira com caixa manual ou em 4Drive com caixa DSG. A introdução da tração dianteira 2.0 TDI 150CV DSG muda isso, já que o Tarraco está agora disponível com uma combinação de um motor TDI com tração dianteira e DSG.
 
A nova opção irá aumentar ainda mais a escolha do SEAT Tarraco não só entre os clientes de frotas, mas também entre os particulares em mercados onde a combinação de tração dianteira, diesel e DSG desempenha um papel fundamental graças à sua maior eficiência e consumo de combustível.
 
A unidade TDI de 2.0 litros produz 150cv (110 kW) de potência entre 3.000 e 4.200 rpm e 360 Nm de torque, fornecendo desempenho suficiente para atender às necessidades de qualquer pessoa que esteja atrás do volante, independentemente da viagem que fizer.
 
O motor está ligado a uma caixa de velocidades automática DSG de dupla embraiagem que torna as mudanças mais suaves e rápidas, proporcionando uma experiência mais dinâmica atrás do volante, ao mesmo tempo que aumenta os níveis de conforto para os ocupantes.
 
Com emissões de CO2 de 140-157 g/km com base no ciclo de teste WLTP e consumo de combustível de 5,4-6,0 litros/100 km, o irmão mais velho da linha de SUV da SEAT torna-se uma opção ainda mais competitiva, sem comprometer a sua capacidade dinâmica.
 
Com as versões Style, Xcellence e FR disponíveis, de cinco e sete lugares, os clientes podem combinar os atributos de desempenho, praticidade e estilo de que precisam para a sua vida.
 
O SEAT Tarraco, projetado e desenvolvido na sede da SEAT, em Martorell, e produzido em Wolfsburg, contribuiu para o aumento da presença mundial da marca e agora a família continua a crescer. A introdução deste modelo TDI 150CV DSG com tração dianteira de 2.0 litros será seguida pelo lançamento de uma versão híbrida plug-in no início de 2021.
 
 
Informação técnica
Motor 2.0 TDI 150PS/110kW
Tipo de Motor 4-cyl - 16v
Cilindrada 1,968cc
Diâmetro e Curso 81 x 95.5
Taxa de Compressão 16
Binário máximo 360Nm
Transmissão 7 velocidades DSG
Emissões de CO2 WLTP: 140-157 g/km
Consumo de combustível WLTP: 5.4-6.0 litros/100km
 
 
SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell (Barcelona) e vende veículos com as marcas SEAT e CUPRA, enquanto SEAT MÓ abrange produtos e soluções de mobilidade urbana, exportando 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. Em 2019, a SEAT vendeu 574.100 automóveis e alcançou um lucro após impostos de 346 milhões de euros e um volume de negócios recorde de mais de 11 mil milhões de euros.
 
A SEAT emprega mais de 15.000 profissionais e conta com três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, Arona e o Leon. A empresa também produz o Ateca na República Checa, o Tarraco na Alemanha, o Alhambra em Portugal e o Mii electric, o primeiro veículo 100% elétrico da SEAT, na Eslováquia. A estas instalações juntam-se SEAT:CODE, o centro de desenvolvimento de software localizado em Barcelona.
 
A SEAT irá investir 5 mil milhões de euros até 2025 em projetos de I&D para desenvolver veículos, especialmente para eletrificar a gama, em equipamento e instalações. A empresa pretende fazer da Martorell uma fábrica de impressão com zero emissões de carbono até 2050.
 
 

CI 139 /2020

Tags:

Subscrever

Media

Media