SEAT ultrapassa barreira dos 10 milhões de veículos fabricados em Martorell

/         A fábrica produziu 39 modelos diferentes num quarto de século
/         Mais de 12.500 empregados a trabalhar nas instalações de Martorell
/         Realidade virtual, robots colaborativos, impressão 3D e realidade aumentada fazem parte dos processos de desenvolvimento e de produção de veículos
 
A fábrica da SEAT em Martorell, que celebra este ano o seu 25° aniversário, alcançou em 2018 mais uma marca ao superar os 10 milhões de unidades produzidas. Neste quarto de século, saíram das linhas de produção da maior fábrica de automóveis de Espanha 39 modelos diferentes, desde a segunda geração do SEAT Ibiza e do primeiro SEAT Cordoba até ao SEAT Arona e Audi A1, que começou a ser fabricado há poucas semanas.
 
A fábrica foi inaugurada no ano de 1993 depois de um investimento de 244.500 milhões de pesetas (1.470 milhões de euros). A SEAT transferiu a produção da antiga fábrica da Zona Franca de Barcelona depois de 40 anos nessas instalações. Desde então, fabricaram-se em Martorell os principais modelos da marca, bem como os Audi Q3 e A1. A fábrica, que é a terceira maior unidade fabril do Grupo Volkswagen na Europa, converteu-se na smart factory referência na Indústria 4.0.
 
O veículo 10 milhões, um Arona FR 1.5 TSI que combina as cores vermelho Desire e preto Midnight, fica exposto esta semana na fábrica de Martorell, numa exposição que celebra o 25° aniversário. Este Arona foi fabricado sobre a plataforma MQB A0, que reparte com o modelo Ibiza e o recém-chegado Audi A1. A SEAT foi a primeira marca do Grupo Volkswagen a utilizar esta plataforma que permite uma maior flexibilidade de fabrico, já que suporta diferentes modelos e tipos de carroçaria dentro do mesmo segmento, o que tornou possível que Martorell integrasse nas suas linhas três novos modelos nos últimos 18 meses.
 
Dr. Christian Vollmer, vice-presidente de Produção e Logística da SEAT, afirma que “desde a sua inauguração em 1993, o coração da SEAT tem-se caracterizado por estar na vanguarda da inovação. Graças ao contínuo investimento na tecnologia e à equipa humana altamente qualificada, a fábrica melhorou ano após ano na qualidade dos produtos e dos processos até conseguir converter-se no que é atualmente: a fábrica que mais automóveis produz em Espanha e uma referência na Indústria 4.0 e na digitalização”.
 
Com o olhar no futuro: a Indústria 4.0
Nestes 25 anos, os processos de produção da fábrica evoluíram consideravelmente. Neste sentido, a SEAT aposta convictamente na conversão da fábrica de Martorell à Indústria 4.0, com o objetivo de criar uma fábrica inteligente, digitalizada e conectada, que se adapte às necessidades e aos processos de produção e que gira da forma mais eficaz os recursos e a comunicação entre as áreas.
Como exemplo desta transformação, a fábrica conta com mais de 2.000 robots que têm um papel essencial, já que se encontram em constante movimento a trabalhar num novo automóvel, montando as mais de 3.000 peças que o compõem, e a desempenhar um papel ainda mais importante nos próximos anos. Todas estas novidades 4.0 convivem com os 8.000 trabalhadores da fábrica, que pode chegar ao fabrico de 2.400 veículos por dia, ou seja, um automóvel aproximadamente a cada 30 segundos.
 
Uma referência em investimento, emprego e produção
A ofensiva de produto da SEAT dos últimos anos implicou um valor recorde em investimento e em gastos de I+D, que no passado exercício foi de 962 milhões de euros. Atualmente, a fábrica produz o Ibiza, o Leon, que em 2019 estreará uma nova geração, bem como o crossover urbano Arona. Além disso, acaba de integrar nas suas linhas de produção o Audi A1, que é exclusivamente construído na fábrica da SEAT e distribuído em todos os mercados onde é comercializado; tendo a Audi escolhido Martorell depois do êxito na produção do Audi Q3, que se fabricou nesta fábrica durante sete anos.
 
O aumento da produção e de modelos na fábrica de Martorell, bem como o lançamento de projetos estratégicos relacionados com a conetividade automóvel e a digitalização da empresa, juntamente com o desenvolvimento e lançamento do Tarraco, aumentaram a força de trabalho da empresa para mais de 15.000 profissionais. Destes, mais de 12.500 trabalham em Martorell, tanto na linha de produção como nos serviços centrais da empresa e no Centro Técnico da SEAT, onde se desenham e desenvolvem todos os veículos da marca. Apenas em 2018, foram integrados na empresa mais de 500 trabalhadores com contratos sem termo.
 
Compromisso com a sustentabilidade
A SEAT multiplicou os seus projetos em matéria de sustentabilidade nos últimos anos e a aposta compreende todas as atividades, incluindo as do I+D, produção, logística e vendas, entre outras.
 
Neste sentido, a fábrica de Martorell conta com o plano ECOMOTIVE FACTORY desde 2011 com o propósito de se tornar numa fábrica eficiente, sustentável e que respeite o meio ambiente. O objetivo da empresa é o de reduzir para metade a sua pegada ambiental até 2025, em comparação com 2010.

Nos últimos 7 anos, a SEAT reduziu em 35,5% o seu impacto no meio ambiente graças a iniciativas como o SEAT Al Sol, a maior fábrica solar da indústria automóvel na Europa; uma instalação que recupera a energia das estufas de secagem, ou o pavimento que reduz a contaminação em 40%, entre outras iniciativas.

SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell (Barcelona), exportando 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países dos cinco continentes. Em 2017, a SEAT obteve 281 milhões de euros de lucros depois de impostos, vendeu perto de 470.000 veículos e alcançou um volume de negócios recorde superior a 9.500 milhões de euros.
 
O Grupo SEAT emprega mais de 15.000 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica o Ibiza, o Leon e o Arona. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Tarraco na Alemanha, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia.
 
A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo impulsionarem a inovação do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media