SEAT vai lançar seis modelos elétricos e híbridos e desenvolver nova plataforma para veículos elétricos em Espanha

§  SEAT obtém recorde nos lucros depois de impostos com quase 300 milhões de euros e um volume de negócios perto dos 10.000 milhões, o maior da sua história

§  Em 2018, a empresa aplicou mais de 1.200 milhões em investimentos e na I+D, um valor recordista

§  O novo CUPRA Formentor será produzido na fábrica da SEAT em Martorell

§  Luca de Meo: “A SEAT pode agora olhar para o seu futuro com confiança”

§  Dr. Herbert Diess: “A SEAT está a jogar um novo papel dentro do Grupo Volkswagen, assumindo cada vez mais responsabilidade”

A SEAT apresentou hoje a sua estratégia elétrica que, até ao início de 2021, incluirá seis modelos elétricos e híbridos plug-in. A versão elétrica do Mii e o el-Born serão os primeiros modelos 100% elétricos da marca, enquanto a nova geração do Leon e o Tarraco contarão com uma versão híbrida plug-in. Por outro lado, o CUPRA Leon e o CUPRA Formentor também terão uma versão híbrida plug-in.

O CEO da SEAT, Luca de Meo, também anunciou hoje, no decurso da apresentação anual de resultaods da empresa, que o CUPRA Formentor, o novo CUV revelado no Salão de Genebra, será produzido na fábrica de Martorell.

Pela primeira vez na história da empresa, a SEAT desenvolverá uma nova plataforma de automóveis em colaboração com a marca Volkswagen. Será uma versão mais pequena da Plataforma Modular de Propulsão Elétrica (MEB) sobre a qual serão produzidos diferentes modelos, com cerca de 4 metros, de várias marcas, entre as quais a SEAT. A nova plataforma tem como objetivo desenvolver veículos elétricos acessíveis, com um preço de entrada abaixo dos 20.000 euros, até 2023. Mais de 300 engenheiros altamente qualificados participarão neste projeto em Espanha.

Fotografia de alta resolução disponível no SEAT Media Center.

Tags:

Sobre nós

Empresa automóvel.

Subscrever

Media

Media