Parque Atlântico recebe Retrospetiva RARA

É no próximo dia 9 de julho, pelas 19h00, que inaugura a Retrospetiva RARA no Parque Atlântico. A mostra de objetos de design e artesanato contemporâneo criados no âmbito das Residências de Artesanato da Região dos Açores (RARA), que se realiza desde 2014 durante o festival Walk&Talk, vai estar patente no Piso 0 até dia 31 de julho. Durante o período da exposição estão também programados diversos workshops e uma conversa com o curador Miguel Flor, os designers e artesãos participantes no projeto.  
 
Com curadoria de Miguel Flor, o designer que acompanha o projeto RARA desde o seu lançamento em 2014, a Restrospetiva RARA destaca os projetos, na sua maioria protótipos, que nasceram do trabalho conjunto entre designers, oriundos de múltiplas geografias, artesãos açorianos e oficinas locais que trabalham materiais e técnicas como madeira, basalto, vimes, escamas de peixe, cerâmica, tecelagem e tipografia. Além de uma experiência ‘RARA’, de encontro entre pessoas de diferentes gerações, origens e saberes, as residências que estão na origem desta mostra são, sobretudo, momentos de troca de afetos, motivados pelo apreço e desejo de inovar o património cultural dos Açores, esta iniciativa assinala uma parceria inédita entre o Parque Atlântico e o Walk&Talk – Festival de Artes.
 
A mostra será apresentada numa estrutura fabricada em madeira de criptoméria, especialmente concebida pelo arquiteto Nuno Paiva para atuar na transformação do ambiente e na circulação do centro, adicionando-lhe um novo objeto de carácter escultórico, táctil e aberto a ser explorado pelos visitantes.
 
Durante a exposição, acontecem ainda diversas sessões no Piso 0: no dia 13 de julho, um Workshop Escama de Peixe com artista artesã Idalina Negalha, das 10h00 às 14h00 e das 17h00 às 21h00; no dia 17 de julho, pelas 13h00, o Parque Atlântico acolhe uma conversa com o curador Miguel Flor, os designers e artesãos que participam na actual na edição de 2019 das residências RARA. Por fim, no dia 20 de julho, entre as 10h00 e as 14h00, ainda os visitantes do centro podem participar num Workshop de Vime com o artesão Alcídio Andrade.
 
Os objetos em exposição integram o portefólio da marca homónima e alguns estão disponíveis para venda. A receita das vendas da marca RARA apoia a atividade dos artesãos e a continuidade das residências, que em 2019 juntam os designers Filipe Alarcão e Soraia Gomes e os artesãos Horácio Raposo e Alcídio Andrade, contam com o apoio da Embaixada dos EUA e são acolhidas pela Quinta do Priôlo e a Associação Arrisca. Nos dias 17 e 18 de julho, às 17h, o festival Walk&Talk promove visitas-guiadas e gratuitas, à Quinta do Priôlo onde os participantes poderão conhecer os novos projetos e acompanhar os trabalhos em curso nas residências.
 
Sobre o Parque Atlântico
Em funcionamento desde 2003, o Parque Atlântico é o maior Centro Comercial e de Lazer da Ilha de S. Miguel. Com vista sobre Ponta Delgada, o Centro oferece 87 lojas, a maior parte das quais únicas no arquipélago, de domingo a 5ª das 10h00 às 22h00, sextas, sábados e vésperas de feriados das 10h00 às 23h00.  Os 1.115 lugares de estacionamento gratuitos servem 22.425 m2 de Área Bruta Locável. A área de restauração variada, o hipermercado Continente, e as lojas especializadas em eletrónica e eletrodomésticos distinguem o Parque Atlântico como o mais diversificado espaço comercial da ilha.
A par da experiência única de compras e de lazer que oferece aos seus clientes, o Parque Atlântico assume a responsabilidade de dar um contributo positivo para um mundo mais sustentável, trabalhando ativamente para um desempenho excecional nas áreas ambiental e social. Todas as iniciativas e novidades sobre o Centro Comercial e de Lazer podem ser acompanhadas pelo site www.parqueatlanticoshopping.pt.
 
Sobre o Walk&Talk
O Walk&Talk é Festival de Artes dos Açores, que se realiza desde 2011 durante duas semanas no mês de julho, e o Programa de Residências Artísticas que decorre ao longo do ano. Experimental e participativo, o projeto incentiva a criação de novos objetos em diálogo com o território e as especificidades socioculturais do arquipélago açoriano. Foca-se no envolvimento de comunidades locais e visitantes, através do conhecimento que é gerado pela pesquisa e práticas artísticas atuais, e interseta arte, dança, performance, teatro, arquitetura, design, cinema e música.
Em 2019, o festival Walk&Talk completa a sua nona edição e reúne artistas, curadores, arquitetos, designers, performers e músicos, convidados a criar e a apresentar os seus trabalhos, a maioria dos quais novos projetos desenvolvidos em residência no arquipélago Atlântico, em mais de vinte locais diferentes na ilha de São Miguel e integrados em cinco circuitos de arte - Circuito Ilha, Circuito de Exposições, Circuito Performativo, Circuito de Residências - onde se integra a RARA – Residências de Artesanato da Região dos Açores, e Circuito de Conhecimento.
www.walktalkazores.org

Tags:

Sobre nós

Especialista internacional em centros comerciais.

Subscrever

Media

Media