SONAE AUMENTA VOLUME DE NEGÓCIOS EM 5,5% E REFORÇA POSIÇÕES DE LIDERANÇA

1.PRINCIPAIS DESTAQUES DOS RESULTADOS DO 1º SEMESTRE DE 2021:

  • Portefólio demonstrou resiliência e solidez, apesar do contexto desafiante causado pela pandemia
  • Volume de negócios consolidado cresceu 5,5% para 3.222 milhões de euros (M€)
  • A rentabilidade operacional melhorou, com o EBITDA subjacente a aumentar 11,4% para 246 M€
  • Resultado líquido consolidado atribuível a acionistas situou-se em 62 M€, claramente acima dos valores de 2019 e 2020, ainda que impactado por restrições relacionadas com a Covid-19
  • Vendas online cresceram 33%, comprovando competências e propostas de valor digitais dos negócios
  • Estrutura de capitais sólida e condições de financiamento confortáveis com um baixo custo de dívida
  • Investimento aumentou 65% para 186 M€, refletindo aquisições e expansão orgânica
  • Sonae prossegue gestão ativa do portefólio, com reforço e posição na Sonae Sierra para 80%, acordo para alienação da Maxmat e da Bizdirect, e surgimento do 3º unicórnio do portefólio da Sonae IM com a Feedzai
  • Reforço do compromisso da Sonae com as Pessoas e o Planeta, com o apoio à comunidade a aumentar 20%, a criação de 850 empregos e contratos de energia verde rumo à neutralidade carbónica.

2.MENSAGEM DE CLÁUDIA AZEVEDO, PRESIDENTE DA COMISSÃO EXECUTIVA:

Cláudia Azevedo, CEO da Sonae, afirma: “O segundo trimestre de 2021 foi globalmente um período positivo e encorajador para a Sonae, apesar dos desafios que continuamos a enfrentar em cada um dos nossos negócios. Foi um período em que continuámos a dar passos importantes no sentido de sermos cada vez mais digitais, centrados no cliente, internacionais e sustentáveis.
Após um período de fortes limitações às nossas operações, o abrandamento das restrições no início do segundo trimestre permitiu que os nossos negócios assistissem a bons sinais de recuperação em diferentes geografias e comprovassem a competitividade e robustez das suas propostas de valor, alavancadas num conhecimento único dos clientes e em competências digitais distintivas.
Até ao final de junho, o nosso portefólio diversificado continuou a apresentar um desempenho muito sólido com o volume de negócios consolidado a crescer 5,5%, as vendas online a aumentar mais de 30% e o EBITDA subjacente a melhorar 11,4%, face ao período homólogo. Alcançámos ainda desempenhos operacionais e financeiros acima dos níveis atingidos em 2019. A nossa estratégia recente de investimento e de gestão de portefólio posicionou-nos melhor para enfrentar o futuro e isso é já bem visível no nosso desempenho.
Enquanto escrevo esta carta, ainda estamos a assistir a uma volatilidade significativa em todos os nossos mercados. Apesar deste contexto, não tenho dúvidas de que as nossas equipas continuarão a mostrar a mesma resiliência, dedicação e compromisso dos últimos meses. Acredito que nos estamos a aproximar de um novo normal e continuo confiante de que estamos bem preparados para aproveitar as oportunidades que irão surgir.
Gostaria de deixar uma palavra final para a MaxMat, a Bizdirect e as suas equipas. Ambas as empresas formam uma parte importante da nossa história, uma história da qual temos muito orgulho. Ambas têm um percurso notável de muitos anos e uma clara identificação com a missão e os valores da Sonae. Acreditamos que as transações anunciadas recentemente irão garantir que estes negócios ficam bem posicionados para continuar os seus caminhos de sucesso. Desejamos a todos, em ambas as empresas, que corra tudo bem neste novo capítulo das suas vidas.”
 

3.ANÁLISE CONSOLIDADA DE 1S21

Durante o 1S21, a Sonae enfrentou um contexto desafiante em Portugal, nomeadamente: (i) um período de confinamento desde meados de janeiro até meados de abril, em que as lojas com produtos não essenciais foram novamente encerradas; e (ii) um período pós-confinamento, a partir de meados de abril, com um gradual abrandamento das restrições e com a reabertura integral de todas as lojas, incluindo centros comerciais, em maio, ainda que com limites de capacidade e horário de funcionamento. Para além disso, é importante recordar que as últimas duas semanas de março e os meses de abril e maio de 2020 foram fortemente atingidos pelos efeitos da Covid-19.
 
Semestre de crescimento em contexto desafiante
Neste contexto, o volume de negócios consolidado aumentou 5,5% em termos homólogos no 1S21, para 3.222 M€, suportado pelos sólidos desempenhos da Sonae MC e da Worten, que continuaram a conquistar quota de mercado apesar do período comparável desafiante, e pelos sinais encorajadores da Sonae Fashion e da Sonae Sierra no 2T21, período em que o grupo registou um crescimento de 5,1% para mais de 1,6 mil M€.
As vendas online cresceram 33% no 1S21, em termos homólogos, com todos os negócios integramente consolidados a crescerem face aos desempenhos excecionais do ano passado, comprovando claramente a robustez do trajeto digital do grupo.
Em termos de rentabilidade, tanto o EBITDA subjacente como o EBITDA total registaram taxas de crescimento de dois dígitos no 1S21, suportados pelo forte crescimento do volume de negócios. O EBITDA subjacente aumentou 11,4% para 246 M€ no semestre, sendo que no 2T21 a Sonae conseguiu apresentar uma melhoria de 9,9% em termos homólogos, para 136 M€, devido sobretudo à recuperação da Sonae Fashion e à evolução da Worten em Espanha. Este desempenho impulsionou o EBITDA em 15,5% no 1S21 para 292 M€, e em 31,2% no 2T21 para 165 M€, uma melhoria significativa quando comparada com os períodos homólogos de 2T20, suportada maioritariamente pela recuperação operacional dos negócios afetados pelas restrições da Covid-19 no ano passado, pela melhoria do resultado líquido da ISRG face a 2020 e pela mais-valia resultante da diluição da participação da Sonae IM na Arctic Wolf.
O Resultado Direto melhorou significativamente, atingindo 54 M€ no 1S21 e 55 M€ no 2T21, devido ao desempenho operacional de 2021 e ao elevado nível de provisões e custos extraordinários relacionados com a Covid-19 registadas no 1T20. O Resultado Indireto foi positivo em 15 M€ no 1S21 e em 10 M€ no 2T21, refletindo a evolução do valor de portefólio da Sonae IM e os dividendos recebidos pela participação direta na NOS.
Assim, o resultado líquido da Sonae atribuível a acionistas situou-se em 62 M€ no 1S21 e no 2T21, refletindo o forte desempenho operacional, com crescimento de vendas e rentabilidade, bem como o sucesso da estratégia de gestão de portefólio.
 
Investimento cresce 65,4% para 186 M€ com aquisições e expansão orgânica
O investimento total da Sonae no 1S21 atingiu 186 M€, crescendo 65,4% face ao período homólogo, com os negócios a continuarem a investir nas suas propostas de valor, assim como nas suas estratégias digitais, e o grupo a prosseguir com a sua gestão ativa do portefólio, nomeadamente com a aquisição da participação adicional na Sonae Sierra por 82 M€.
Nos últimos 12 meses, a Sonae reforçou a sua posição acionista na NOS (7,38%), na Salsa (50%) e mais recentemente na Sonae Sierra (10%), num investimento total de 323 M€ (incluindo também investimentos da Sonae IM). Este forte investimento foi acompanhado por um encaixe de 109 M€ proveniente da venda de ativos, essencialmente relacionado com a Sonae IM e com as transações de sale and leaseback da Sonae MC.
 
Estrutura de capital sólida e forte geração de cash flow operacional
Em termos de cash flow operacional, o portefólio diversificado da Sonae gerou 123 M€ durante os últimos 12 meses. A Sonae continua a possuir uma estrutura de capitais sólida com uma posição de financiamento confortável, apresentando um baixo custo da dívida de 1,1% e um perfil de maturidade médio de 3,6 anos. A dívida líquida consolidada da Sonae ascendeu a 1.496 M€, +239 M€ em termos homólogos, refletindo as diversas aquisições realizadas nos últimos 12 meses e o pagamento de dividendos em maio.
 
Gestão ativa do portefólio dinamiza negócios
Durante o 1S21, a Sonae prosseguiu a sua política ativa de gestão de portefólio. A Worten anunciou o seu plano de otimização da operação espanhola; a Sonae aumentou a sua participação na Sonae Sierra para 80%, após a compra adicional de 10% à Grosvenor; a Sonae FS e o Banco CTT assinaram um acordo de parceria para os próximos cinco anos para a operação do cartão Universo; a Sonae IM acordou a venda da Bizdirect por 12 M€; e a Sonae MC acordou a venda dos seus 50% na Maxmat por 65 M€.
A Sonae IM viu uma terceira empresa do seu portefólio atingir o estatuto de unicórnio no início do 2021 – Feedzai – e, no 2T21, vendeu parte da sua participação na Arctic Wolf por um montante de 36,4 M€ (encaixe bruto), com uma mais-valia de 12,3 M€.
 
Apoio à comunidade aumenta 20%, criação de emprego supera 850 e neutralidade carbónica acelera
No 1S21 a Sonae prosseguiu a sua missão e reforçou o seu compromisso com as Pessoas e o Planeta. O apoio direto à comunidade dado pela Sonae e pelas suas participadas aumentou 20% e superou os 9,4 M€, beneficiando famílias e instituições em todo o país com bens, competências e recursos financeiros.
A Sonae e as suas participadas também continuaram a criar emprego, tendo nos últimos 12 meses reforçado as suas equipas com mais de 850 colaboradores, sendo de destacar os negócios de retalho, centros comerciais e serviços financeiros.
O grupo continuou empenhado na melhoria da sua pegada ambiental, tendo acelerado no caminho rumo à neutralidade carbónica, com os seus negócios a promover a remoção de plástico da cadeia de valor, a apostar na celebração de contratos de abastecimento de energia renovável ou de produtos mais ecoeficientes.

(Comunicado Integral em Anexo)

Tags:

Subscrever

Media

Media