SONAE SUBSCREVE MANIFESTO DE APOIO AO PACTO ECOLÓGICO EUROPEU

Iniciativa do Fórum Económico Mundial reúne presidentes executivos de 30 multinacionais

Líderes empresariais, entre os quais Cláudia Azevedo, defendem um novo modelo de crescimento europeu, baseado na circularidade, nas energias renováveis e nas indústrias de baixo carbono.

A pandemia COVID-19, com o seu impacto na vida das pessoas, nos rendimentos, nas economias e nas sociedades, veio acelerar a necessidade de uma transformação para criar um futuro mais justo, sustentável e resiliente. Por isso, cerca de 30 presidentes executivos (CEOs) e representantes de multinacionais, entre os quais a presidente executiva da Sonae Cláudia Azevedo, promoveram um manifesto que defende que a Europa tem de aproveitar esta oportunidade para potenciar um novo modelo de crescimento, baseado na circularidade, nas energias renováveis e nas indústrias de baixo carbono.

Os subscritores manifestaram, assim, o seu apoio ao Pacto Ecológico Europeu (European Green Deal) como parte da estratégia de crescimento para a Europa. A declaração conjunta resulta do Grupo de Ação de CEOs do Fórum Económico Mundial para o Pacto Ecológico Europeu e realça que é fundamental a cooperação entre governos, empresas e sociedade civil para a Europa se tornar na região mais sustentável, inovadora e inclusiva do mundo.

Os promotores da iniciativa acreditam que nenhum governo ou empresa pode levar a cabo esta monumental transformação de forma isolada e que a saída da atual crise não será possível fazendo “mais do mesmo”. Por isso, comprometem-se em desenvolver e participar em parcerias robustas que visam reduzir a pegada de carbono e adotar novos modelos de produção e de trabalho nas suas organizações, contribuindo para a descarbonização da economia europeia e para alcançar a neutralidade climática até 2050.

Cláudia Azevedo, presidente executiva da Sonae e membro deste grupo do Fórum Económico Mundial, realça que “a recuperação da pandemia é a oportunidade para a economia europeia se reinventar e avançar de forma decisiva na implementação de um modelo de crescimento sustentável, que respeite o ambiente, crie valor económico e social e proteja as gerações vindouras.”.

A subscrição da declaração conjunta enquadra-se na política de sustentabilidade da Sonae, que há mais de duas décadas integrou o Conselho Económico Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, e que tem no combate às alterações climáticas e na proteção da natureza e da biodiversidade dois dos seus eixos estratégicos.

No CEO Action Group para o Pacto Ecológico Europeu, que foi lançado no outono de 2019 em cooperação com o Fórum Económico Mundial e a Comissão Europeia, a Sonae prossegue a sua missão ao procurar mobilizar empresas europeias para assumirem os compromissos de redução de gases com efeito de estufa da União Europeia até 2030, a fim de impulsionar uma recuperação económica limpa e inclusiva.

Frans Timmermans, vice-presidente executivo da Comissão Europeia responsável pelo Pacto Ecológico Europeu, congratulou-se com a declaração deste grupo de CEOs: “O Green Deal é uma oportunidade única para transformar a nossa economia nesta geração. É crucial ter as empresas europeias a bordo, pois precisamos que todas as empresas contribuam para a neutralidade climática e ajudem a concretizar o Pacto Ecológico Europeu. Apoio muito os esforços do Grupo de Ação para implementar a agenda europeia do clima”.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, no seu discurso de ontem sobre o Estado da União Europeia, reafirmou o Pacto Ecológico Europeu como elemento central da estratégia de crescimento da Europa e dos esforços de recuperação da região. A presidente revelou que a União Europeia vai propor um aumento do objetivo de redução de emissões em 2030, de 40% para 55%, de forma a atingir o objetivo de neutralidade climática em 2050 e cumprir as suas metas do Acordo de Paris. Para tal, a Comissão Europeia vai rever toda a legislação europeia sobre clima e energia, de modo a atingir o novo objetivo.

Declaração conjunta dos CEOs disponível aqui.
Comunicado do Fórum Económico Mundial sobre a iniciativa disponível aqui.
Informação adicional sobre o CEO Action Group para o Pacto Ecológico Europeu disponível aqui.


Presidentes executivos e responsáveis que subscrevem a declaração:
• Michael Altendorf, Co-Founder e CEO, Adtelligence GmbH, Alemanha
• Marco Alverà, CEO, Snam S.p.A., Itália
• Claudia Azevedo, CEO, Sonae, Portugal
• Kai Beckmann, CEO, Performance Materials, Membro da CE, Merck, Alemanha
• Dick Benschop, Presidente e CEO, Royal Schiphol Group, Holanda
• Jesper Brodin, CEO, Ingka Group (IKEA), Holanda
• Thomas Buberl, CEO, AXA SA, França
• Levent Cakiroglu, CEO, Koç Holding AS, Turquia
• Bertrand Camus, CEO, SUEZ, França
• Liam Condon, Presidente, Bayer Crop Science, Bayer AG, Alemanha
• Claudio Descalzi, CEO, Eni SpA, Itália
• Hanneke Faber, Presidente, Foods and Refreshment Division, Unilever, Holanda
• Camilla Hagen Sørli, Membro do CA, Canica AS, Noruega
• André Hoffmann, Vice-Chairman, F. Hoffmann-La Roche Ltd, Suíça
• John Holland-Kaye, CEO, Heathrow Airport Holdings Limited, Reino Unido
• Svein Tore Holsether, Presidente e CEO, Yara International ASA, Noruega
• Paul Hudson, CEO, Sanofi, França
• Nuno Matos, Chief Executive Europe, HSBC Holdings Plc, Reino Unido
• Gerald Podobnik, CFO Corporate Bank, Deutsche Bank AG, Alemanha
• Jonas Prising, Chairman e CEO, ManpowerGroup, EUA
• François Riahi, CEO, Natixis, França
• Yves Robert-Charrue, Membro da CE, Bank Julius Baer & Co. Ltd, Suíça
• Michael Schernthaner, CEO, Schur Flexibles Group, Áustria
• Veronica Scotti, Presidente, Public Sector Solutions, Swiss Re Management Ltd, Suíça
• Marco Settembri, Executive Vice-President e CEO, EMEA, Nestlé, Suíça
• Feike Sybesma, Chairman honorário, Royal DSM NV, Holanda
• Jean-Pascal Tricoire, Chairman e CEO, Schneider Electric, França
• Loic Tassel, President, Europe, Procter & Gamble, Suíça
• Bernhardt von Spreckelsen, Brand Owner, Bernhardt von Spreckelsen, Reino Unido
 

Tags:

Sobre nós

Empresa de retalho.

Subscrever

Media

Media