?DESEMPENHO DO 2ºTRIMESTRE DE 2021 E 1º SEMESTRE DE 202

Report this content


Depois de um primeiro trimestre marcado por novas vagas de contágio de Covid-19 e períodos de confinamento na maior parte dos mercados chave do Grupo, os últimos três meses registaram uma reabertura progressiva das economias e uma recuperação na procura de papel. Na sequência da forte recuperação verificada ao nível do preço da pasta, o preço do papel evidencia uma continuada recuperação no segundo trimestre. Análise do 2ºTrimestre 2021 vs. 1º Trimestre 2021 e vs. 2º Trimestre 2020 · O 2ºtrimestre de 2021 apresenta uma clara melhoria face ao 1ºtrimestre do ano e, naturalmente, em relação ao 2ºtrimestre de 2020, período durante o qual a actividade do Grupo foi particularmente afectada pela pandemia;
· Os volumes de papel situaram-se 9% acima do 1ºtrimestre 2021 e 58% acima do 2ºtrimestre de 2020; já os volumes de venda de pasta evoluíram de forma distinta dada a menor disponibilidade de pasta para mercado (-6,5% face ao 1ºT2021 e -33% face ao 2ºT2020) por via da maior integração em papel, e os volumes de tissue ficaram também aquém dos trimestres anteriores (-7% vs. 1ºT2021 e -4% vs. 2ºT2020);
· Embora o período tenha sido marcado por uma forte recuperação dos preços da pasta (com o índice de referência na Europa a subir 31% em USD vs. 1ºT2021 e +51% vs. 2ºT2020), o índice do papel na Europa registou uma variação negativa de 3% vs. o 2ºtrimestre de 2020, evidenciando no entanto já uma recuperação em relação ao início de 2021 (+1,3%);
· O volume de negócios de € 374 milhões cresceu 10% vs. 1ºtrimestre de 2021 e 29% vs. 2020, com recuperação dos volumes de papel e melhoria dos preços da pasta;
· Assim, o EBITDA no trimestre totalizou € 80 milhões (+13% relativamente ao 1ºtrimestre e +55% em relação ao 2ºT2020), a que corresponde uma margem de 21,4% (+0,7 pp que no 1ºT2021 e +3,5 pp que no 2ºT2020);
· Os resultados líquidos do 2ºtrimestre de 2021 foram de € 41 milhões e comparam com € 23,5 milhões obtidos no 1ºT2021 (+74%) e € 13,4 milhões 2ºT2020 (+205%);
· Forte geração de caixa com um montante de Free Cash Flow de € 65 milhões (vs. € 56 milhões no trimestre anterior e vs. € 99 milhões no 2ºtrimestre de 2020);
· A Navigator procedeu à distribuição de € 100 milhões no final de Maio, tendo o endividamento líquido registado uma redução de cerca de € 22 milhões (vs.2020) para € 658 milhões, melhorando o rácio de Net Debt / EBITDA de 2,38 para 2,22 X;
· A Empresa negociou um Sustainability Linked Bond, um financiamento de € 100 milhões com maturidade de 5 anos, cujas condições estão indexadas ao cumprimento de indicadores ESG, traduzindo o pleno compromisso da empresa com objetivos de sustentabilidade.
Análise do 1ºSemestre 2021 vs. 1ºSemestre 2020
· Melhoria das condições de mercado de papel com aumento progressivo dos volumes, mas ainda com um preço de venda abaixo do semestre homólogo;
· Paragem de manutenção anual da fábrica de pasta e das máquinas de papel da Figueira da Foz, com um impacto de 11 dias no 1º trimestre e paragem anual de tissue em Aveiro com impacto de 5 dias em Junho;
· O volume de vendas de papel totalizou 700 mil toneladas (+17%), de pasta 152 mil toneladas (-21%) e de tissue situaram-se em linha com o semestre homólogo, em 52 mil toneladas;
2 | 13
· O volume de negócios recuperou 3% para € 715 milhões, tendo o aumento dos volumes de papel compensado o nível mais baixo de preços;
· A Empresa atingiu um EBITDA de € 150 milhões e uma margem sobre vendas de 21,1% (vs. € 140 milhões e 20% de margem no 1ºS 2020), beneficiando da melhoria dos volumes de papel, dos preços de venda de pasta e de poupanças nos custos variáveis unitários;
· Os resultados líquidos do semestre totalizaram € 64 milhões e comparam com € 44 milhões registados no 1º Semestre de 2020 (+46%);
· Forte geração de Free Cash Flow de € 121,5 milhões vs. um montante de € 114 milhões;
· Os investimentos no semestre totalizaram € 32,8 milhões, incluindo essencialmente investimentos de manutenção e ambientais;
· Em linha com o seu objetivo de criação de valor sustentável e de contribuir para a redução de utilização dos plásticos através da sua substituição por materiais sustentáveis, a Navigator deu mais um passo importante na sua estratégia de diversificação, entrando numa nova área de negócio e desenvolvendo um conjunto de produtos dirigidos ao segmento de packaging.
 
(Para mais informações consultar anexo)

Tags:

Subscrever