Navigator apresenta marca de papel Discovery mais ecológica e eficiente

A The Navigator Company acaba de lançar um novo rebranding no papel de escritório Discovery, marca líder na Europa na sua categoria de produto que apresenta agora um desempenho mais eficiente, mais sustentável e mais amigo do ambiente.
 
A marca Discovery, cuja comunicação está focada na sustentabilidade, oferece um papel mais leve, dada a sua baixa gramagem, e apresenta uma boa espessura e rigidez, graças às propriedades das fibras que utiliza na sua composição. Especialmente destinado para a impressão de alto volume, o papel Discovery apresenta uma excelente performance com poupanças garantidas e ecoeficiência.
 
Para o relançamento da marca tudo foi pensado ao pormenor, desde o logotipo, a embalagem, assim como os novos argumentos em matéria de sustentabilidade. A nova gama Discovery é produzida a partir de fibras de Eucalyptus globulus que, enquanto matéria-prima, tem grandes vantagens sobre outras espécies - maior rendimento na produção de celulose, menor utilização de produtos químicos nos processos de cozimento e branqueamento e a obtenção de uma pasta de melhor qualidade para muitas utilizações.
 
Ao ser produzida pela The Navigator Company, a primeira empresa portuguesa e uma das primeiras a nível mundial que assumiu formalmente o compromisso de atingir a neutralidade carbónica em 2035, antecipando em 15 anos as metas estabelecidas pela União Europeia e por Portugal, a marca Discovery vem contribuir também, com o seu novo posicionamento mais sustentável e eficiente, para o cumprimento dessa meta: uma resma de papel da gama compensa, por exemplo, o CO2 emitido por um carro a gasóleo que percorra até 34 Km.
 
A produção de pasta e papel por parte da The Navigator Company é feita através da utilização de florestas que são plantadas exclusivamente para esse efeito.
 
Sobre a The Navigator Company
A The Navigator Company é um produtor integrado de floresta, pasta e papel, tissue e energia, cuja atividade está alicerçada em fábricas modernas de grande escala, com tecnologia de ponta e que constituem uma referência de qualidade no setor.
A produção de pasta e papel por parte da The Navigator Company é feita através da utilização de florestas que são plantadas exclusivamente para esse efeito. Todos os anos os nossos viveiros dão vida a mais de 12 milhões de plantas. Estes viveiros, os maiores da Europa, produzem 135 espécies diferentes de árvores e arbustos, grande parte, não tendo viabilidade económica, e que são financiadas pela Navigator com o objetivo e manter a diversidade e de garantir a continuidade da espécie.
As florestas sob gestão da The Navigator Company em Portugal, por exemplo, tinham, em 2019, um stock de carbono, excluindo o carbono no solo, equivalente a 5,3 milhões de toneladas de CO2. Este montante é o equivalente às emissões que seriam geradas por 1,5 milhões de carros a percorrer uma distância equivalente ao perímetro do planeta Terra.
A The Navigator Company assumiu formalmente o compromisso de atingir a neutralidade carbónica em 2035, antecipando em 15 anos as metas estabelecidas pela União Europeia e por Portugal. A Companhia tornou-se, assim, a primeira empresa portuguesa, e uma das primeiras a nível mundial, a definir este ambicioso objetivo, para o qual alocou um investimento total de €158 milhões, dos quais €24 milhões já efectuados em 2019.
Este compromisso é o culminar de uma estratégia de sustentabilidade que já havia sido distinguida, no início de 2019, com a classificação pelo Carbon Disclosure Project (CDP) de líder global no combate às alterações climáticas, alcançando um lugar de destaque na lista “A” desta organização. A The Navigator Company foi reconhecida pela sua atuação, em 2018, na redução de emissões, diminuição dos riscos climáticos e desenvolvimento de uma economia de baixo impacto de carbono, sendo a única empresa portuguesa a obter a classificação máxima, integrando o lote das únicas cinco empresas a nível mundial do sector de pasta, papel e floresta que receberam esta distinção.
A Empresa é a terceira maior exportadora portuguesa, representa aproximadamente 1% do PIB nacional e 2,4% das exportações nacionais de bens, sendo a que gera o maior Valor Acrescentado Nacional. Em 2019, a The Navigator Company teve um volume de negócios de € 1,68 mil milhões. Cerca de 91% dos produtos do Grupo são vendidos para fora de Portugal e têm por destino aproximadamente 130 países.
Com uma atividade florestal verticalmente integrada, o Grupo dispõe de um Instituto de Investigação Florestal próprio, referência mundial no melhoramento genético do Eucalyptus globulus. Gere em Portugal Continental uma vasta área florestal, 100% certificada pelos sistemas internacionais FSC® (FSC C010852) e PEFC™ (PEFC/13-23-001). Dispõe de uma capacidade instalada de 1,6 milhões de toneladas de papel, de 1,6 milhões de toneladas de pasta (80% integradas em papel), 120 mil toneladas de tissue produto acabado, e 2,5 Twh anuais de eletricidade, sendo responsável por cerca de 4% da produção de energia de Portugal e de 52% da energia produzida a partir de biomassa.

Tags:

Sobre nós

Empresa ligada à indústria da pasta e do papel, bem como à produção de energia elétrica e de energia a partir da biomassa.

Subscrever

Media

Media