“MAAT, powered by Volvo”. Marca sueca inicia parceria com a fundação EDP.

A Volvo não só será o carro oficial do Museu de Arte Arquitetura e Tecnologia e da Central Tejo/Museu da Eletricidade como também tem planos para dinamizar esta parceria já a partir da primavera com instalações que possam ativar a sua presença no local.  Aira de Mello, diretora de Marketing e Relações Publicas da Volvo Car Portugal sobre a pertinência e abrangência desta ligação:
 

“A parceria com a Fundação EDP que engloba o MAAT e a Central Tejo faz, nesta fase, todo o sentido. 
Nos últimos quatro anos renovámos por completo a nossa gama lançando sete importantes modelos, chegou o momento de direcionar a nossa comunicação para a Marca e mostrar porque somos diferentes. 
A Volvo sempre se preocupou, acima de tudo, com as pessoas. Para nós, a inovação em segurança, a preocupação ambiental e a partilha pro bono das invenções nessas áreas com todas as outras marcas foi sempre mais valiosa que a concorrência, que a competição. É uma filosofia de Marca muito própria, altruísta e diferente.
A nossa presença no MAAT será mais uma das ocasiões em que procuraremos fazer passar essa e outras mensagens de forma inovadora, inspiradora e criativa. Queremos mostrar, dentro e fora do MAAT, através de instalações que irão mudando ao longo do tempo o que é, hoje, a Volvo, a sua aposta presente e futura em soluções de sustentabilidade, mobilidade e segurança. 
Esperamos que, mais que com automóveis bonitos e de qualidade superior, todos possam, sabendo mais sobre nós, identificar-se com a Marca e com o que nos faz especiais”.

Miguel Coutinho, Administrador e Diretor Geral da Fundação EDP acrescenta:

A Fundação EDP e o MAAT têm vindo a desenvolver parcerias com empresas que connosco partilham os mesmos valores e causas e a mesma forma interventiva de estar na Sociedade. É nesse contexto que nos congratulamos agora com a parceria assinada com a Volvo - que assim passa a ser um dos parceiros estratégicos do MAAT.

Acreditamos que esta parceria acrescentará valor a um museu que investe fortemente na arte contemporânea e no seu diálogo com outras disciplinas como a arquitetura e a tecnologia.

 

 

Imagem relacionada

 

 

 

 

 

 

 

Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Inaugurado a 5 de Outubro de 2016, o MAAT tem vindo a assumir-se como a nova proposta cultural para a cidade de Lisboa. 
Um projeto inovador que coloca em comunicação um novo edifício, desenhado pelo atelier de Amanda Levete Architects, e a Central Tejo, um dos exemplos nacionais de arquitetura industrial da primeira metade do século XX, e um dos polos museológicos mais visitados do país.
Este museu cruza três áreas num espaço de debate, de descoberta, de pensamento crítico e de diálogo internacional, traduzindo a ambição de apresentar exposições nacionais e internacionais com o contributo de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos. 
Desde a sua inauguração que o MAAT tem vindo a oferecer um novo impulso cultural e paisagístico à cidade de Lisboa. A diversidade de programas e de espaços tornam-no num importante ponto no roteiro cultural da cidade. Uma proposta pensada para todos os públicos, para todas as idades.


 

Central Tejo

 

 

 

 

 

 

 

Central Tejo / Museu da Eletricidade 

A Central Tejo é um exemplar único do património histórico, industrial e arquitetónico da primeira metade do século XX. Classificado como imóvel de interesse público, encontra-se hoje totalmente conservado, incluindo a sua maquinaria original.
Integrada no MAAT, a Central Tejo continua a contar história da eletricidade, evocando o funcionamento e o ambiente de trabalho da antiga fábrica. No novo Circuito Central Elétrica confluem a memória tecnológica e as energias do futuro. Através do maior acervo nacional sobre a história da eletricidade em Portugal e de um conjunto de propostas expositivas que percorrem a evolução da eletricidade até às energias renováveis, disponibilizam-se ao público conhecimentos fascinantes sobre este tema.

Sobre nós

Empresa de automóveis.

Subscrever

Media

Media