O Grupo Renault e a Empresa de Eletricidade da Madeira (EEM) criam, no Porto Santo, a primeira «ilha inteligente»

   O Grupo Renault, líder dos mercados Europeu e Português de veículos elétricos, e a Empresa de Eletricidade da Madeira, fornecedor de energia, associaram-se para implementar um projeto para a transição energética da ilha de Porto Santo, em Portugal.
•  O ecossistema elétrico inteligente a implementar apoia-se em quatro pilares: os veículos elétricos, a armazenagem de energia, a recarga inteligente e a reversão da recarga (Vehicle to Grid ou V2G).
 
Porto Santo, 21 de fevereiro de 2018 – O Grupo Renault, líder Europeu (e em Portugal) do mercado de automóveis elétricos, e a EEM-Empresa de Eletricidade da Madeira, S.A. (EEM), produtor, e distribuidor de energia nas ilhas do arquipélago da Madeira, anunciam, hoje, o lançamento de um ecossistema elétrico inteligente para a ilha de Porto Santo. O Governo Regional da Madeira pretende implementar um inovador – a nível mundial – programa na ilha de Porto Santo. Designado por “Porto Santo Sustentável - Smart Fossil Free Island”, tem como objetivo fazer a transição energética da ilha. A EEM, que tem a responsabilidade dos projetos associados à energia e à mobilidade elétrica no arquipélago, escolheu o Grupo Renault como parceiro para o desenvolvimento das soluções de mobilidade elétrica.

A primeira Smart Island mundial utiliza os veículos elétricos, a segunda vida das baterias, o carregamento inteligente e a reversão do carregamento (V2G) para ser energeticamente independente e estimular a produção de energias renováveis. O Grupo Renault, a EEM e outros parceiros trabalham, desde o início deste ano, no projeto. Com um tempo de execução de 18 meses, existe a intenção de o implementar, em seguida, em todo o arquipélago da Madeira.

Um projeto que ilustra o compromisso do grupo Renault no estabelecimento de parcerias públicas e privadas que visem a criação de soluções de mobilidade sustentável ao alcance de todos, em linha com a estratégia do grupo, que pretende ser um ator incontornável no desenvolvimento de ecossistemas elétricos e um fornecedor de soluções inteligentes de mobilidade para as cidades do futuro.
«Estamos muito satisfeitos com esta associação com a EEM e com o Governo Regional da Madeira para o desenvolvimento deste inédito ecossistema elétrico inteligente. Um projeto que demonstra que, para além dos transportes, a revolução elétrica vai mudar o nosso quotidiano. O nosso objetivo é o de construirmos um modelo reproduzível noutras ilhas, cidades ou bairros… sempre com o mesmo espírito e a mesma vocação; implementar, em larga escala, soluções de mobilidade elétrica ao alcance de todos.», explica Eric Feunteun, Diretor do Programa Veículos Elétricos e New Business.

Para a conceção deste ecossistema, o Grupo Renault utilizará os seus automóveis elétricos, que são uma referência no mercado Europeu, mas também recorrerá a soluções tecnológicas testadas e comprovadas.

O projeto comporta três vertentes complementares.
Numa primeira fase, 20 famílias/entidades voluntárias da ilha de Porto Santo utilizarão 14 unidades do modelo ZOE e seis unidades do Kangoo Z.E. em utilização quotidiana. Viaturas que poderão ser carregadas de forma inteligente (smartcharging) nos 40 postos de carregamento conectados, públicos e privados, instalados na ilha pela EEM e pela Renault.
Numa segunda fase, estes automóveis irão mais longe na sua interação com a rede elétrica e serão capazes de injetar eletricidade na rede, nos picos de maior consumo de eletricidade na ilha. Para além do carregamento inteligente, as viaturas também servirão de unidades de armazenamento temporário de energia.
Em terceiro lugar, as baterias, em segunda vida, oriundas de modelos elétricos da Renault, irão armazenar a energia, por definição intermitente, produzida pelas centrais solares e eólicas do Porto Santo. Esta energia armazenada será restituída à rede quando tal for necessário. O Grupo Renault demonstra assim, pela primeira vez, que é possível reutilizar as baterias, em segunda vida, em benefício de um ecossistema local.
 
Em estreita colaboração com os parceiros
 
Enquanto Grupo pioneiro e líder da mobilidade elétrica na Europa, o Grupo Renault vai para além do seu papel de construtor automóvel, tornando-se num ator de todo o ecossistema elétrico e energético, com a ajuda dos seus parceiros. No quadro do projeto de Porto Santo, o Grupo Renault associou-se a outros relevantes atores do setor da energia: Bouygues Energies et Services, The Mobility House e ABB.

Sobre o ecossistema elétrico inteligente
O carregamento inteligente, ou smartcharging, modula o carregamento do veículo em função das necessidades do utilizador e da oferta de eletricidade disponível na rede. O carregamento efetua-se à máxima potência quando a disponibilidade de eletricidade é superior às necessidades, por exemplo, nos picos de produção das fontes renováveis. O carregamento é interrompido se a procura de eletricidade for superior à oferta disponível na rede. Estes procedimentos permitem assim otimizar o aproveitamento da produção de eletricidade oriunda de fontes renováveis locais.
Com o carregamento reversível (Vehicle-to-grid), os veículos são capazes de injetar eletricidade na rede aquando dos picos de consumo. Para além do carregamento inteligente, os veículos elétricos podem também funcionar como unidades de armazenamento temporário de energia.

Mesmo após a sua «vida no automóvel», a bateria de um veículo elétrico conserva uma importante capacidade de armazenagem, podendo ser reutilizada, por exemplo, no armazenamento de energia estacionária. Com a segunda vida das baterias, a Renault pode responder a toda uma vasta panóplia de necessidades de armazenamento de energia: de habitações a imóveis de escritórios, de edifícios de utilização profissional ou académica ou, mesmo, para o armazenamento de energia nos postos de carregamento de veículos elétricos.

Tags:

Sobre nós

Comércio automóvel.

Subscrever

Media

Media