COMUNICADO

Depois de uma análise pormenorizada às condições da via, da linha aérea e do veículo, e depois de recolhidos os depoimentos dos intervenientes e testemunhas, a CARRIS pode agora fazer uma avaliação dos factos que levaram ao acidente de 14 de Dezembro na carreira 25E.

A Comissão de Inquérito concluiu que o acidente ocorreu por erro humano, não tendo o guarda-freio respeitado sinalização específica existente na Rua S. Domingos à Lapa, e não tendo posteriormente accionado de forma correcta os sistemas de frenagem disponíveis no eléctrico.

O acidente não pode ser justificado por anomalias no veículo, tendo-se provado que os respectivos sistemas de frenagem estavam em perfeitas condições de funcionamento.

Constatou-se que o acidente não pode ser imputável às condições da linha nem da via férrea, uma vez que todas as medições realizadas comprovam que o seu estado se encontra dentro dos limites definidos de segurança.

No link abaixo, pode encontrar-se o Relatório Final ao Acidente Grave ocorrido em 14.12.2018 envolvendo o eléctrico 576, elaborado pela Comissão de Inquérito a Acidentes Graves, e respectivos anexos. Nos termos da Lei foram retiradas todas as informações nele contidas de natureza nominativa.

https://we.tl/t-fXkpbpTcB7

Mais uma vez a CARRIS lamenta profundamente o sucedido, tendo sido disponibilizado todo o acompanhamento necessário às vítimas deste acidente.

O cumprimento das regras e a segurança dos clientes é uma prioridade para a CARRIS.

Tags:

Sobre nós

Empresa de transporte público.

Subscrever