PAN participa na Marcha Animal para celebrar o caminho feito e reivindicar mais direitos para os animais

O PAN, Pessoas-Animais-Natureza, volta a juntar-se à Marcha Animal no próximo dia 6 de abril, com concentração pelas 15h00, no Campo Pequeno. A marcha, que tem como finalidade atrair maior visibilidade aos Direitos dos Animais, inicia-se pelas 16h00 em direção ao Parlamento (Trajeto: Campo Pequeno - Av. da República - Saldanha - Marquês - Rato - São Bento).

Esta é uma ocasião para celebrar as vitórias políticas alcançadas neste âmbito, concretizações que honram os votos que os portugueses confiaram ao PAN para alcançar mudanças como o: o fim do abate de animais de companhia como forma de controlo da população; a dedução de despesas médico veterinárias em sede de IRS; a alteração do estatuto jurídico do animal; apoios aos municípios na construção de centros de recolha oficial de animais; a regulamentação do comércio de animais pela internet; a possibilidade da permissão de entrada de animais em estabelecimentos comerciais ou o fim da utilização de animais selvagens nos circos.

No entanto, este também é o momento de continuar a reivindicar mudanças que continuam a ser rejeitadas na Assembleia da República, mas que o PAN não tem deixado, e não pretende deixar, esquecer, como a abolição da tauromaquia, o fim do tiro ao voo e de métodos de caça particularmente cruéis como a caça com matilhas ou à paulada, a instalação de câmaras de vigilância em matadouros, a não atribuição de apoios financeiros do estado à experimentação científica com animais, a criminalização de maus tratos a animais de pecuária ou a adoção de normas que confiram maior proteção dos animais transportados vivos.

“A Marcha Animal é um momento importante porque traz maior visibilidade às reivindicações de uma sociedade cada vez mais empática, à qual a classe política continua indiferente e de costas voltadas. Permite-nos interagir sobre alguns avanços, mas também nos recorda que a exploração ilimitada e irresponsável dos recursos naturais e dos animais, sem qualquer consideração pela sua natureza sensível, tem vindo a causar o esgotamento dos ecossistemas, as alterações climáticas, a extinção de espécies e um sofrimento enorme e desnecessário na vida de milhões de seres”, afirma André Silva, Deputado do PAN na Assembleia da República.

Tags:

Sobre nós

PAN – Pessoas Animais Natureza

Subscrever