Servilusa reforça Central Operacional de Lisboa

Report this content

Investimento de 97 mil euros e melhora capacidade operacional
 

Alinhando com o crescimento registado nos últimos anos, a Servilusa – Agências Funerárias inaugurou as obras de ampliação das instalações da Central Operacional de Lisboa na sede da Empresa, Amadora, base habitual de trabalho (em tempos pré-pandemia) para 117 dos seus 320 Colaboradores, em todo o País.
 
Mantendo a dinâmica de investimento anual e crescimento da atividade, estas obras nas instalações da Central Operacional de Lisboa envolveram um investimento de 97 mil euros para reforço da capacidade de condicionamento de pessoas falecidas em câmara frigorífica da Servilusa na área da Grande Lisboa, expansão do espaço de armazenamento e melhorias da área privada destinada a Colaboradores.
 
Paulo Carreira, diretor-geral de negócio da Servilusa destaca «a nova câmara frigorífica, com capacidade até 19 corpos, (extensível num futuro até 30), que eleva a capacidade permanente até um máximo de 32 corpos, o que representa um reforço de 146% na nossa Central Operacional de Lisboa». O mesmo responsável nota ainda que «a capacidade da Servilusa na Grande Lisboa aumentou para 47 falecidos (+67,9%), e a nível nacional para um total de 69 falecidos (+38%), com este investimento!»

Em paralelo e também numa perspetiva de acompanhar o crescimento da empresa, garantindo a manutenção do seu nível elevado de serviço ao Cliente, a Servilusa alargou o espaço de armazenamento disponível para urnas, que pode agora receber mais de 400 urnas.
 
Destaque também para as melhorias introduzidas pela Servilusa na área reservada a Colaboradores, que foi remodelada e aumentada, sendo instalados 70 cacifos individuais e reforçado o número de duches disponíveis, proporcionando assim melhores condições e mais conforto à equipa de operações.
 
 

Tags:

Subscrever

Media

Media