Nova análise Ad-hoc do estudo HELP de Fase 3 avalia a prevenção de ataques de AEH com o TAKHZYRO (Lanadelumab) durante a fase de tratamento precoce

Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de nova informação de segurança. Pede-se aos profissionais de saúde que notifiquem quaisquer suspeitas de reações adversas. Para saber como notificar reações adversas, ver secção 4.8 do RCM.
 
Dados apresentados no Congresso da Academia Europeia de Alergia e Imunologia Clínica
 
A Takeda anunciou novos dados de uma análise ad-hoc do estudo HELP™ de Fase 3, desenhado para avaliar o início de ação de TAKHZYRO® (Lanadelumab) durante os dias 0-69 de tratamento. A análise sugere que o TAKHZYRO® começa a prevenir ataques de angioedema hereditário (AEH) durante esta fase inicial do tratamento, com os doentes a terem uma redução de 80,1% na média da taxa de crises mensal em comparação com o placebo. Os resultados foram apresentados (PD0369) durante o Congresso da Academia Europeia de Alergia e Imunologia Clínica (EAACI) em Lisboa, Portugal. O AEH é uma doença rara, genética e potencialmente fatal que pode resultar em crises recorrentes de edema (inchaço) em várias partes do corpo.

“A natureza imprevisível dos ataques de AEH torna a convivência com a doença, física e emocionalmente desafiadora para os doentes”, disse o Professor Marcus Maurer, MD, do Departamento de Dermatologia e Alergia, Allergie-Centrum-Charité, Charité – Universitätsmedizin Berlim, Alemanha. “O AEH exige uma abordagem individualizada do tratamento, e é importante que o plano de tratamento de um doente ajude a reduzir a frequência de ataques. Estes resultados são empolgantes, uma vez que sugerem que o Lanadelumab começa a prevenir ataques de AEH durante a fase inicial do tratamento.” 

A análise ad-hoc avaliou a eficácia de TAKHZYRO® em comparação com placebo ao longo dos dias 0-69 de tratamento usando a mesma abordagem que foi utilizada para avaliar o parâmetro de avaliação primário e os parâmetros secundários durante o período completo do estudo (dias 0-182). Os resultados da análise mostraram que em doentes que receberam a dose inicial recomendada de TAKHZYRO® 300 mg a cada duas semanas, houve uma redução significativa na média da taxa de crises mensal (redução de 80,1%) em comparação com o placebo (Ajustado P<0.001).>  
 “Dados originais do Estudo HELP mostraram que TAKHZYRO® foi eficaz na prevenção de crises de AEH ao longo do estudo e, de acordo com uma análise exploratória, muitos doentes permaneceram livres de crises durante o período estacionário de 16 semanas”, afirmou Donatello Crocetta, M.D., Franchise Global Medical Unit Head, Rare Immunology and HAE da Takeda "Esta nova análise suporta a evidência de estudos prévios e aumenta o nosso conhecimento de quão rapidamente o TAKHZYRO® pode começar a ajudar a prevenir crises de AEH, suportando o seu uso em doentes com perfil apropriado para uma terapêutica preventiva que pode ser administrada por via subcutânea e começar a atuar rapidamente.”
 
Todos os braços de tratamento com TAKHZYRO®, (300 mg a cada duas semanas, 300 mg a cada quatro semanas, 150 mg a cada quatro semanas), revelaram uma melhoria na média da taxa de crises mensal, taxa mensal de crises moderadas a graves, taxa mensal de crises com recurso a tratamento agudo e o número de dias sem crise, versus placebo, durante todo o período do estudo.
 
A reação adversa observada com mais frequência (52,4%) associada a TAKHZYRO® foi reação no local da injeção. Destas, 97% eram de intensidade média. Foram observadas reações de hipersensibilidade (prurido ligeiro e moderado, desconforto e formigueiro na língua) (1,2%).1
 
TAKHZYRO®, 300 mg está aprovado na União Europeia e Austrália para a prevenção de rotina de crises recorrentes de AEH em doentes com 12 anos ou mais.
 
O estudo HELP™
O estudo HELP™ (Hereditary Angioedema Long-Term Prophylaxis) foi um estudo multicêntrico, aleatorizado, com dupla ocultação, controlado por placebo que avaliou a eficácia e segurança de TAKHZYRO® administrado por via subcutânea versus placebo durante 26 semanas em 125 doentes com 12 anos de idade ou mais com AEH.
 
O parâmetro primário de avaliação do estudo HELP™ foi o número de crises de AEH confirmadas pelo investigador ao longo das 26 semanas do estudo. TAKHZYRO® demonstrou que injeções subcutâneas a cada duas ou quatro semanas reduziram a média do número de crises mensal nos três braços de tratamento do estudo com TAKHZYRO®: 300 mg a cada duas semanas, 300 mg a cada quatro semanas e 150 mg de TAKHZYRO® a cada quatro semanas. Com 300 mg a cada duas semanas, TAKHZYRO® reduziu a média do número de crises mensal de AEH em 87% vs placebo (P <0,001).
 
Os parâmetros de avaliação secundários incluíram: 1) número de crises que requerem tratamento agudo e 2) número de crises avaliadas como moderadas ou graves. No geral, cada braço de tratamento TAKHZYRO® demonstrou reduções estatisticamente significativas na taxa de crises em comparação com placebo para todos os parâmetros de avaliação secundários de eficácia (Ajustado P <0,001> Resultados completos do estudo HELP™ fase 3 foram publicados no Journal of American Medical Association (JAMA) em 27 de novembro de 2018.2
 
Sobre o Angioedema Hereditário
AEH é um distúrbio genético raro que resulta em crises recorrentes de edema - inchaço - em várias partes do corpo, incluindo o abdómen, face, pés, genitais, mãos e garganta. O inchaço pode ser debilitante e doloroso.3-5 Crises que obstruem as vias respiratórias podem causar asfixia e são potencialmente fatais. 4,5
AEH afeta cerca de 1 em 10.000 a 1 em 50.000 pessoas em todo o mundo. Muitas vezes é pouco reconhecida, sub-diagnosticada e sub-tratada.3,6
 
Sobre o TAKHZYRO®® (Lanadelumab)
O TAKHZYRO® (Lanadelumab) é um anticorpo monoclonal totalmente humano que se liga especificamente à calicreína plasmática, diminuindo a sua atividade. O TAKHZYRO® é produzido em células de Ovário de Hamster Chinês (CHO) por tecnologia de ADN recombinante. O TAKHZYRO® destina-se apenas à administração subcutânea (SC) e tem uma semi-vida de aproximadamente duas semanas em doentes com AEH. TAKHZYRO® destina-se à auto-administração ou administração por um cuidador, somente após formação sobre a técnica de injeção SC dada por um profissional de cuidados de saúde.
 
Informações de segurança de TAKHZYRO® para a Europa
 
Consulte por favor o Resumo das Características do Medicamento (RCM) de TAKHZYRO® antes de prescrever.
O tratamento com TAKHZYRO® deve ser iniciado sob a supervisão de um médico com experiência no tratamento de doentes com angioedema hereditário (AEH). TAKHZYRO® apenas pode ser autoadministrado ou administrado por um cuidador após formação sobre a técnica de injeção SC dada por um profissional de cuidados de saúde.
 
Contraindicações
Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos excipientes.
 
Advertências e Precauções
Rastreabilidade: De forma a melhorar a rastreabilidade dos medicamentos biológicos, o nome e o número de lote do medicamento administrado deverá ser claramente registado.
Foram observadas reações de hipersensibilidade. Em caso de uma reação de hipersensibilidade grave, a administração de TAKHZYRO® deve ser imediatamente interrompida e iniciado o tratamento adequado.
 
Geral: TAKHZYRO® não se destina ao tratamento de crises agudas de AEH. Em caso de crise abrupta de AEH, deverá ser iniciado tratamento individualizado, com medicação de resgate aprovada. Não existe informação clínica disponível sobre a utilização de Lanadelumab em doentes com AEH com atividade normal de C1-INH.
 
Interferência com testes de coagulação: Lanadelumab pode aumentar o tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPa) devido a uma interação de Lanadelumab com o ensaio de TTPa. Os reagentes usados no teste laboratorial de TTPa iniciam a coagulação intrínseca através da ativação da calicreína plasmática no sistema de contacto. A inibição da calicreína plasmática pelo Lanadelumab pode aumentar o TTPa neste ensaio. Nenhum dos aumentos no TTPa em doentes tratados com TAKHZYRO® foi associado a eventos adversos de hemorragias anormais. Não existem diferenças no Rácio Internacional Normalizado (RIN) entre grupos de tratamento.
 
Teor de sódio: Este medicamento contém menos de 1 mmol de sódio (23 mg) por frasco, ou seja, é basicamente "isento de sódio".
 
Interações
Não foram realizados estudos dedicados a interações medicamentosas. Com base nas características do Lanadelumab, não são esperadas interações farmacocinéticas com medicamentos administrados em simultâneo.
 
Como esperado, a utilização concomitante da medicação de resgate com inibidores da esterase C1 resulta num efeito aditivo na resposta Lanadelumab-cHMWK com base no mecanismo de ação do Lanadelumab e do inibidor da esterase C1.
 
Imunogenicidade
O tratamento com Lanadelumab foi associado ao desenvolvimento de anticorpos anti-medicamento (AAM) emergentes do tratamento em 11,9% (10/84) dos participantes. Todos os títulos de anticorpos estavam baixos. A resposta de AAM foi transitória em 20% (2/10) dos participantes com AAM positivos. 2,4% (2/84) dos participantes tratados com Lanadelumab testaram positivo para anticorpos neutralizantes.
 
O desenvolvimento de AAM incluindo anticorpos neutralizantes contra o TAKHZYRO® não pareceu afetar de forma adversa os perfis de farmacocinética (FC) e farmacodinâmica (FD) ou resposta clínica.
 
Reações adversas
A reação adversa observada com mais frequência (52,4%) associada a TAKHZYRO® foi reação no
local da injeção (RLI), incluindo dor no local da injeção, eritema no local da injeção e hematoma no local da injeção. Destas RLIs, 97% foram de intensidade média, 90% foram resolvidas no período de 1 dia após o início dos sintomas, com uma duração média de 6 minutos.
 
Foram observadas reações de hipersensibilidade (prurido ligeiro e moderado, desconforto e formigueiro na língua) (1,2%).
 

Muito frequentes
(frequência ≥1/10):
Reações no local da injeção*
Frequentes
(≥1/100 ,
Hipersensibilidade**, tonturas, erupção cutânea maculopapular, mialgia, alanina aminotransferase aumentada, aspartato aminotransferase aumentada.
* As reações no local da injeção incluem: dor, eritema, nódoas negras, desconforto, hematomas, hemorragia, prurido, inchaço, endurecimento, parestesia, reação, ardor, edema e erupção cutânea.
** Hipersensibilidade inclui: prurido, desconforto e formigueiro na língua.
 
Para informação completa sobre a prescrição deste medicamento, incluindo as indicações aprovadas e informação de segurança importante, por favor consulte do Resumo de Características do Medicamento:
https://www.ema.europa.eu/en/documents/product-information/Takhzyro®-epar-product-information_pt.pdf
TAKHZYRO® não está comercializado em Portugal.
 
Sobre a Takeda Pharmaceutical Company Limited
A Takeda é uma companhia farmacêutica mundial, orientada para a investigação e desenvolvimento, empenhada em proporcionar melhores cuidados de saúde e um futuro melhor aos doentes, convertendo a ciência nos medicamentos que mudam a vida das pessoas. A Takeda centra os seus esforços de I&D na Oncologia, Gastrenterologia e Doenças Raras. Está focada em desenvolver terapêuticas altamente inovadoras que façam a diferença na vida das pessoas. Os seus colaboradores estão empenhados em melhorar a qualidade de vida dos doentes, desenvolvendo atividade em mais de 80 países e regiões. https://www.takeda.com
 

1 TAKHZYRO®® (Lanadelumab) Resumo das Características do Medicamento.

2 Banerji A, Riedl MA, Bernstein JA, et al; for the HELP Investigators. Effect of Lanadelumab compared with placebo on prevention of hereditary angioedema attacks: a randomized clinical trial. JAMA. 2018;320(20):2108-2121.

3 Cicardi M, Bork K, Caballero T, et al, on behalf of HAWK (Hereditary Angioedema International Working Group). Evidence-based recommendations for the therapeutic management of angioedema owing to hereditary C1 inhibitor deficiency: consensus report of an International Working Group. Allergy. 2012; 67(2):147-157.

4 Zuraw BL. Hereditary angioedema. N Engl J Med. 2008;359(10):1027-1036.

5 Banerji A. The burden of illness in patients with hereditary angioedema. Ann Allergy Asthma Immunol. 2013;111(5):329-336.

6 Longhurst HJ, Bork K. Hereditary angioedema: causes, manifestations, and treatment. Br J Hosp Med. 2006;67(12):654-657.

Tags:

Sobre nós

A Takeda é uma companhia farmacêutica mundial, orientada para a investigação e desenvolvimento, empenhada em proporcionar melhores cuidados de saúde e um futuro melhor aos doentes, convertendo a ciência nos medicamentos que mudam a vida das pessoas. A Takeda centra os seus esforços de I&D na Oncologia, Gastrenterologia e Doenças Raras. Está focada em desenvolver terapêuticas altamente inovadoras que façam a diferença na vida das pessoas. Os seus colaboradores estão empenhados em melhorar a qualidade de vida dos doentes, desenvolvendo atividade em mais de 80 países e regiões.

Subscrever