VOOS PARA FEZ, EM MARROCOS, JÁ ESTÃO DISPONÍVEIS PARA RESERVA NA TAP

A partir de hoje a TAP acrescenta à sua rede mais um destino em Marrocos. A cidade de Fez é parte de uma das zonas mais exóticas e atrativas de Marrocos, tendo ainda a vantagem da sua proximidade à igualmente turística Meknés. É agora a quarta cidade marroquina servida pela Companhia. Com início da operação a 30 de outubro, a TAP irá oferecer seis voos semanais para este destino no período do inverno IATA, passando a operar voos diários no verão de 2018. Fez junta-se assim aos novos destinos para os quais a Companhia começou a operar recentemente – Toronto, Estugarda, Colónia, Gran Canaria, Alicante, Bucareste, Budapeste, Abidjan, Lomé – e a London City (aeroporto), cujo início de operação tem data marcada para 29 de outubro deste ano. As ligações diretas entre Lisboa a Fez serão operadas em ATR-72, com capacidade para 70 passageiros, de segunda a sábado, com partida de Lisboa às 14:00 e regresso de Fez às 16:35, passando para voos diários no verão IATA de 2018. Em 2016, a TAP transportou para Marrocos – Casablanca, Marraquexe e Tânger – aproximadamente 110 mil passageiros, tendo entre janeiro e junho deste ano registado já um crescimento homólogo superior a 200 por cento no conjunto das rotas marroquinas. Ao acrescentar Fez ao mapa de destinos, a TAP prevê um aumento de capacidade para Marrocos na ordem dos 20 por cento. Aproveitando as enormes vantagens oferecidas pelo hub de Lisboa, que permite ligações a perto de 70 destinos na Europa e nas Américas, os Passageiros TAP proveniente dos destinos marroquinos privilegiam atualmente as ligações ao Porto, a Paris, a Barcelona e a Londres. Por outro lado, Passageiros TAP com destino às cidades marroquinas servidas pela Companhia têm maioritariamente origem na Europa, nomeadamente Porto, Paris, Bruxelas, Hamburgo, Zurique, Berlim, Barcelona e Londres. Se o destino final não for Lisboa ou o Porto, os Passageiros podem ainda usufruir do programa Portugal Stopover, na ida ou no regresso, e fazer uma paragem em Portugal – que pode agora ser até cinco noites –, sem qualquer custo adicional na tarifa. Desde o seu início, no verão de 2016, e até ao final de julho deste ano, quase 70 mil Passageiros tinham já aproveitado esta possibilidade oferecida pela Companhia, e espera-se agora que estes destinos venham reforçar estes números.A inclusão de Fez na Rede da TAP vem reforçar o seu posicionamento estratégico no continente africano, que continua a ser uma das fortes apostas da Companhia. Com a abertura de voos para Fez, a TAP passa a servir 17 destinos em 11 países africanos, quatro dos quais em Marrocos. No total, a TAP integra uma rede global de 85 destinos em 35 países. Comunicação Corporativa | Relações com os Media   E-mail: corpcom@tap.pt | Tel.: 218 416 017 | Fax: 218 415 881

Sonae junta-se à Porto Tech Hub e promove conferência com gurus em tecnologia a 20 de Setembro

A Sonae, através da sua área de sistemas de informação Sonae BIT, aderiu ao Porto Tech Hub com o objetivo de promover o Grande Porto como centro tecnológico de excelência a nível internacional. Esta parceria enquadra-se na estratégia da Sonae BIT de criação de uma comunidade tecnológica que una empresas e entidades ligadas à tecnologia, facilitando o desenvolvimento de uma política de inovação aberta. Rui Cohen, diretor de tecnologias de informação da Sonae BIT, afirma: “A criação de clusters tecnológicos de referência implica a exploração de sinergias entre empresas da área das TIC, nomeadamente na atração de talento e na capacidade de inovação. A Sonae está empenhada em contribuir para o desenvolvimento tecnológico em Portugal, pelo que, entre outras iniciativas, está a colocar sua dimensão, competências e conhecimento ao serviço da comunidade tecnológica facilitando a criação de um centro tecnológico de excelência no Grande Porto”. A Porto Tech Hub é uma associação de empresas líderes de mercado que tem como missão reunir as empresas tecnológicas da região do Grande Porto, no sentido de construir os alicerces para que a região seja reconhecida globalmente como um centro tecnológico de excelência, aumentar a notoriedade da cidade como um excelente local para viver e trabalhar na área das tecnologias de inovação e aumentar o networking entre empresas e entidades da área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). No âmbito da parceria estabelecida, a Sonae está a co-organizar um dos maiores eventos de tecnologia em Portugal, o Porto Tech Hub Conference. A iniciativa terá lugar no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, onde a 20 de setembro são esperadas mais de 1.000 pessoas para assistir à conferência internacional onde estarão alguns dos mais reputados especialistas mundiais da área tecnológica para debater e apresentar as últimas tendências do setor. Este ano, o maior evento de tecnologia realizado no Porto vai, apresentar oito oradores que vão abordar, ao longo de um dia inteiro, temas diversos que vão desde o conteúdo técnico a tendências tecnológicas, passando por perspetivas mais abrangentes sobre as tecnologias de informação. Entre os oradores confirmados estão Simona Cotin, Cloud Developer Advocate da Microsoft; Benjamin Fuentes, Bluemix & Blockchain Advocate da IBM; e Simon Ritter, Deputy Chief Technology Officer da Azul Systems. Os bilhetes para assistir à conferência estão à venda através do site: https://portotechhub.com/ Sonae acolhe estudantes e comunidades tecnológicas No âmbito da associação Porto Tech Hub, a Sonae BIT acolheu estudantes e comunidades tecnológicas, promovendo o conhecimento e a partilha de experiências. Entre as comunidades que já participaram estão Net.Ponto, Girl Geek Dinner, Porto Lean Coffee Portugal ou Startup Coffee. Esta abertura de portas à comunidade tecnológica é já hoje uma aposta na Sonae BIT, nomeadamente através do programa Switch, uma pós-graduação que irá decorrer no ISEP e que tem como objetivos dar ferramentas digitais a licenciados em ciência, tecnologia, engenharia e matemática, dando-lhe novas competências e permitindo-lhes reconverter a sua carreira para a área das TICs. “Todo este trabalho vem ao encontro da nossa estratégia de aproximação à comunidade tecnológica e que conta com projetos como o HeartBit Tours, uma iniciativa que abriu as portas do nosso edifício a estudantes de ensino superior, o BIT Wise, um evento mensal de partilha de conhecimento que tem trazido à BIT especialistas de várias áreas, ou os vários eventos externos que temos participado, sobretudo junto das universidades”, conclui Rui Cohen.(Comunicado integral e imagens ilustrativas em anexo) BANDiogo Simão Director T.  +351 213 195 643 M. +351 936 528 639E.  ds@ban.pt

PROJETO VENCEDOR “SOL POENTE” DA UCC CUBO MÁGICO DA SAÚDE VAI RECEBER DONATIVO DA MISSÃO CONTINENTE

A Missão Continente vai entregar no próximo dia 22 de setembro, pelas 10h30, no Centro de Saúde de Oliveira do Bairro*, o donativo de 10.176,13€ à Unidade de Cuidados na Comunidade Cubo Mágico da Saúde, para financiar o projeto “Sol Poente”, um dos 40 projetos vencedores do Concurso Anual da Missão Continente. O projeto “Sol Poente” resulta de uma parceria entre a Unidade de Cuidados na Comunidade Cubo Mágico da Saúde e da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, é direcionado à população com 65 ou mais anos e pretende diagnosticar e despistar possíveis problemas de saúde dos mais idosos. Além disso, o “Sol Poente” quer também procurar soluções para problemas identificados e atribuir capacidades ao idoso para gerir processos de saúde-doença. A iniciativa contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, os Presidentes das Juntas de Freguesia de Oliveira do Bairro, Oiã, Palhaça e da União de Juntas de Freguesia de Bustos, Troviscal e Mamarrosa, além dos coordenadores das UCC Baixo Vouga, entre outros. O Concurso Missão Continente tem como objetivo a adoção de um estilo de vida mais saudável, como forma de promoção da saúde. Numa perspetiva de aproximação à comunidade, a Missão Continente incentiva e financia os projetos liderados pelos Centros de Saúde do Serviço Nacional de Saúde que se candidatam à iniciativa anual. *Rua Hospital 20, 3770-231 Oliveira do Bairro Agenda: 10h30 - Receção convidados 10h50 - Receção crianças 11h00 - Intervenções: ACeS BV – Dr. Pedro ACeS BV – Enf.ª Ana Isabel (a confirmar) Câmara Municipal Oliveira do Bairro – Presidente Mário João Oliveira Missão Continente UCC – Enf.ª Miriam 11h45 - Tunisob 12h00 - Apresentação do projeto12h15 - OBSD ou NFP GCISilvia Correiascorreia@gci.pt

Orçamento do Estado para 2018 não pode colocar em causa a atração do Investimento Estrangeiro para Portugal

Devemos manter o que o nosso País tem de positivo. Regime Fiscal de Residentes Não Habituais não pode ser alterado! Se, por si só, qualquer notícia que venha a público sobre a eventualidade de introduzir alterações à fiscalidade que incide sobre potenciais investidores estrangeiros é profundamente negativa, o que dizer quando é o próprio Governo a admitir uma tal possibilidade? É neste contexto que a CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e Imobiliário, alerta para a necessidade imperiosa de garantir um quadro de competitividade e estabilidade fiscais para o investimento estrangeiro, que não pode ser posto em causa no próximo Orçamento do Estado para 2018. O presidente da CPCI, Manuel Reis Campos, refere que “tem havido, por parte do Governo, uma consciência da importância de atrair mais investimento estrangeiro, reconhecendo o atual papel do investimento em imobiliário, que está muito associado ao bom momento que o país atravessa, por exemplo, no turismo. Mas as últimas discussões em torno da possibilidade de introduzir alterações ao eficaz Regime Fiscal de Tributação de Residentes Não Habituais, estão a dar sinais completamente errados aos investidores e não podem colocar em causa a confiança no nosso País, sob pena de deixarmos fugir estes recursos para outros países”. Reis Campos recorda que “ainda nem conseguimos resolver os problemas causados pelos erros cometidos no Programa dos Vistos Gold, onde perdemos a liderança europeia neste domínio e fomos ultrapassados por países como a Espanha ou Chipre, e já estamos a tentar repetir uma receita que se tem revelado desastrosa”. “Alterar o Regime de Tributação de Residentes Não Habituais, aumentando a carga fiscal incidente sobre estes investidores gera um duplo efeito negativo. Reduz drasticamente a nossa competitividade perante outros países europeus que se estão a posicionar e a disputar, com Portugal, estes investimentos. Mas também destrói um ativo essencial, que é a confiança, e que assenta em princípios de estabilidade fiscal que não podem ser postos em causa”, diz o presidente da CPCI. “A bem do crescimento económico, do emprego e da necessidade de dinamizar vetores estratégicos como a reabilitação urbana, que se deve alargar a todo o País, e a competitividade e coesão territorial, deve haver ponderação”, diz Reis Campos. “Se, mesmo num contexto de melhoria dos ratings, aumento da atividade económica e a redução do défice, continuamos a discutir aumentos de impostos e penalização dos investidores, algo errado se está a passar”, refere o dirigente. Ana Paula Rodrigues ana.paula@aiccopn.pt

Mesão Frio (Guimarães) recebe a última prova da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada

Realiza-se no dia 23 de setembro o Prémio de Ciclismo Junta de Freguesia de Mesão Frio, última e decisiva prova da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã (2017). Organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, a iniciativa decorrerá nas imediações da Escola Santos Simões (Guimarães) e incluirá provas para os escalões de pupilos, benjamins, iniciados, infantis, juvenis, cadetes e juniores. Decisiva para a definição das classificações finais da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã (2017), as diversas provas do Prémio de Ciclismo Junta de Freguesia de Mesão Frio serão realizadas nos arruamentos junto à Escola Santos Simões, nomeadamente na Avenida Rio de Janeiro e Rua Jaime Martins. Numa organização da Associação de Ciclismo do Minho, as atividades decorrerão entre as 15 e as 18h30, altura em que se realizará a cerimónia protocolar e de entrega de prémios. A última prova da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã (2017) conta com o apoio da Junta de Freguesia de Mesão Frio, Agrupamento de Escolas Santos Simões, Federação Portuguesa de Ciclismo, Tempo Livre / Centro de Medicina Desportiva de Guimarães, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, MAPFRE | Seguros, AFAcycles, Guimarpeixe e Ciclismo a fundo (revista oficial).No ano passado, cerca de duas centenas de jovens participaram no Prémio de Ciclismo Junta de Freguesia de Mesão Frio, última prova da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã (2016). Na iniciativa que decorreu nas imediações da Escola Santos Simões (Guimarães) venceram Fábio Silva e Patrícia Viana (juniores), Maria Jesus Barros (elite femininas), João Lopes e Mariana Almeida (cadetes), Lucas Braga e Beatriz Martins (juvenis), João Cunha e Ana Monteiro (infantis), David Ferreira e Milza Gonçalves (iniciados) e Rui Sabino e Jéssica Oliveira (pupilos/benjamins). ACM - Associação de Ciclismo do Minho Rua das Violetas, nº 600 Urb. Atouguia, Bl. A, 2ª fase - 4810-059 Guimarães Telefone: 253 416946 - Telefax: 253 408839www.acm.pt - geral@acm.pt

Rui Teixeira e Ana Leite vitoriosos no 8º BTT DHI Penha (Campeonato do Minho - CISION)

Rui Teixeira e Ana Leite venceram em elites o 8º BTT DHI Penha, quarta etapa do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION de 2017. Na pista vimaranense, com um traçado renovado, também saíram venceram Vítor Ferreira (juniores), João Batista (cadetes), Manuel Bessa (master 30), Antero Oliveira (master 40), António Freitas (master 50), Luís Costa (promoção) e Getpro / Linhas Afemar / Torcatense (equipas). Promovido pela Associação de Ciclismo do Minho, o 8º BTT DHI Penha foi a quarta prova pontuável para o Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION. A competição, disputada na presença de muito público, teve início junto ao Mini Golfe da Penha, numa pista de Down Hill onde se destaca a paisagem verdejante, fortemente pontuada pela imponência do granito e recantos singulares. A pista de Down Hill da montanha da Penha sofreu algumas alterações para receber a quarta etapa do Campeonato do Minho BTT DHI – CISION, em que participou cerca de uma centena de pilotos portugueses e espanhóis. Rui Teixeira (Getpro / Linhas Afemar / Torcatense) não deu hipóteses à concorrência, realizando os melhores tempos nas mangas de qualificação e de classificação. O Vice-Campeão do Minho em título deixou Bruno Almeida (MS Racing Portugal) na segunda posição em elites, enquanto José Pereira (Getpro / Linhas Afemar / Torcatense) obteve o terceiro melhor registo de tempo. Ana Leite (Enduro BTT Braga) venceu em elites femininas. Em juniores o vencedor foi o espanhol Victor Ferreira (C. C. Xtremebike), terminando nas posições seguintes do pódio André Ferreira (Individual) e João Pereira (Getpro / Linhas Afemar / Torcatense). O pódio de cadetes foi preenchido pelos atletas da Getpro / Linhas Afemar / Torcatense João Baptista e Pedro Fernandes. No escalão de master 30, Manuel Bessa (Desportivo Jorge Antunes) voltou a ser o mais rápidom, superiorizando-se a Jorge Afonseca (Motogalos / A C R Roriz / WTG) e a Rui Silva (Getpro / Linhas Afemar / Torcatense), respetivamente, segundo e terceiro classificados. Antero Oliveira (Getpro / Linhas Afemar / Torcatense), Campeão do Minho em título, venceu em master 40, tendo André Conceição (Individual) alcançado o segundo lugar e  Nuno Almeida (Desportivo Jorge Antunes) o terceiro. Em master 50, o triunfo foi de António Freitas (Getpro / Linhas Afemar / Torcatense) que deixou Augusto Pedrosa (Desportivo Jorge Antunes) na segunda posição. Luís Costa foi o melhor piloto da promoção na descida da pista da montanha da Penha. A formação Getpro / Linhas Afemar / Torcatense foi a equipa vencedora, secundada pelo Desportivo Jorge Antunes e pelo Motogalos / A C R Roriz / WTG.O 8º BTT DHI Penha teve o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, AFAcycles, Controlsafe, Hotel ibis - Guimarães e  Bike Magazine (revista oficial) Fotos em http://www.acm.pt/index.php?cat=resultados&id=1234&subcat=prova ACM - Associação de Ciclismo do Minho Rua das Violetas, nº 600 Urb. Atouguia, Bl. A, 2ª fase - 4810-059 Guimarães Telefone: 253 416946 - Telefax: 253 408839www.acm.pt - geral@acm.pt

HISTÓRIA reabriu portas do misterioso Hotel de H.H.Holmes, em Lisboa

Para promover a estreia da série, O Estripador, o canal HISTÓRIA proporcionou, este fim-de-semana, uma experiência única e inesquecível aos portugueses ao abrir o Escape Room “O Estripador”. A inspiração para a recriação desta iniciativa partiu do misterioso Hotel de H.H. Holmes - World´s Fair Hotel -, inaugurado em Chicago em 1893, por Henry Howard Holmes, que se suspeita ser Jack, O Estripador. Um hotel projetado para ser uma fábrica da morte. As inscrições para os dois dias disponíveis esgotaram nos primeiros dias, reunindo mais de 200 portugueses nesta experiência misteriosa, organizada pela Carimbo 360, Agência Criativa do canal. Divididos em grupos de quatro, os participantes foram distribuídos por cinco circuitos, cada um composto por três salas. Tinham que descobrir, em apenas 60 minutos, chaves ocultas, pistas e códigos secretos, que foram adaptados à temática da série, desvendando os enigmas sobre H.H. Holmes, o lendário serial killer da América. O objetivo dos corajosos hóspedes era resolver todas as etapas com sucesso para conseguirem sair da sala e evitarem ser mais uma das vítimas que fazem parte da lenda de Holmes. “Uma experiência a repetir”, “um desafio incrível e inesquecível”, “uma iniciativa fantástica e desafiante” foram alguns dos comentários mais ouvidos no final da experiência. Acompanhe todos os domingos, pelas 22h45, esta série de oito episódios sobre H.H. Holmes. Veja o vídeo aqui Para descarregar fotos clique aqui   HISTÓRIA História é o único canal de documentários com produção própria em Portugal, que procura despertar a curiosidade do espectador, levando-o à profundidade das histórias que definem o esforço humano. Um novo ponto de vista que inclui provas e teorias que podem mudar o nosso pensamento, proporcionando conhecimento e sentido, aos feitos que têm transformado o mundo. Produções internacionais de grande sucesso como “World Wars”, “A Maldição de Oak Island”, “Bárbaros” e as melhores produções próprias de séries como “Templários”, “As Faces de Fátima” ou “Portugal Desconhecido”, fazem parte da oferta de conteúdos que o História emite no nosso país.Produzido por The History Channel Iberia, uma joint-venture entre a AMC International-Iberia e a A+E Networks, o HISTÓRIA é uma marca de prestígio internacional que está disponível em mais de 160 países e que chega a mais de 330 milhões de espectadores em todo o mundo. O canal é distribuído em Portugal na Meo, NOS, NOWO e Vodafone. ATREVIA – Tel.: 21 324 02 27 Neuza Farinha – nfarinha@atrevia.com | Filipa João – fjoao@atrevia.com

Apresentação do Iphone mostra Lisboa a mais de 70 milhões de pessoas

Para demonstrar a qualidade das câmaras fotográficas dos seus novos Iphones, 8, 8 Plus e X, no dia 12 de setembro, a Apple utilizou uma foto da Ponte 25 de Abril e outra do Bairro Alto. “Isto é absolutamente lindo! Mas esta não é a Golden Gate Bridge. Esta foi tirada em Portugal” foi a frase proferida por Phil Schiller, vice-presidente de marketing da Apple, que marcou o momento em que Lisboa apareceu nos ecrãs do Auditório Steve Jobs. em São Francisco. O destaque a Lisboa durou pouco tempo, mas alcançou mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, entre as que seguiram a apresentação no site da Apple e as que viram os vídeos integrais publicados posteriormente no Youtube. O valor mediático da exposição da cidade de Lisboa é, segundo a Cision, superior a 14 milhões de euros, querendo isto dizer, que esse seria o valor a pagar, a preços de tabela, caso fosse feito um investimento publicitário em media digital de semelhante amplitude. A Cision é líder global em serviços e software de pesquisa, monitorização e análise de media e disponibiliza um pacote de serviços integrado para startups portuguesas, que permite a identificação de influenciadores em todo mundo, com potencial interesse na sua atividade, distribuição de press releases em circuitos globais e monitorização de informação. Uriel OliveiraSVP Business & OperationsAv. Fontes Pereira de Melo, 21 - 5º1050-116 LISBOA Lisboa351 213 190 570http://www.pt.cision.comuriel.oliveira@cision.com

PAN Açores pretende alterar as condições do canil de Ponta Delgada

Ponta Delgada, 18 de Setembro de 2017 – O PAN – Pessoas-Animais-Natureza defende que só com objectivos mensuráveis e medidas concretas é que se consegue mudar as condições do canil e do bem-estar animal no concelho de Ponta Delgada.  “Ter como medidas a mudança do nome do canil e a sensibilização per si, além de serem medidas supérfluas e pouco tangíveis na execução, não vão dignificar nem os animais nem a causa que representam. Como em qualquer problemática, não podemos nem ser vagos nem esporádicos na resolução desde flagelo que já dura há demasiado tempo”, afirma Pedro Neves, candidato do PAN à Câmara de Ponta Delgada. Com o grande objectivo de acabar com o abate indiscriminado no canil de Ponta Delgada já em 2018, o PAN conta com um pacote de medidas para reforçar esta pretensão, que vai desde a criação da figura do Provedor Municipal dos Animais ao reforço activo dos programas de esterilização e à fiscalização e penalização dos criadores ilegais. O PAN pretende ainda uma majoração do orçamento para o centro de recolha oficial de 75 mil para 145 mil euros. A pensar na dinamização das adopções no canil, o partido quer acabar com todas as taxas para quem deseja adoptar os animais, além da oferta do chip. “Num universo de 39 milhões de euros de orçamento anual para Ponta Delgada, o canil recebe apenas 0,2% desse valor, o que além de injusto mostra a ineficácia ou mesmo a não existência de políticas de bem-estar animal por parte da Câmara Municipal. Se compararmos com o orçamento para as festas e actividades recreativas no valor de um milhão e trezentos mil euros, conseguimos verificar onde se encontram as prioridades do órgão executivo”, reforça o candidato Pedro Neves. No orçamento participativo de Ponta Delgada, o melhoramento do canil municipal foi o projecto mais votado, uma prova tanto da vontade expressa da população como da necessidade de uma democracia mais representativa. Quase um ano depois e com um orçamento de 50 mil euros, o projecto escolhido de forma participativa continua sem data de início para a execução da obra. O PAN Açores alerta ainda para as falhas graves encontradas no canil por técnicos credenciados, identificadas no último relatório de controlo do Centro de Recolha de Ponta Delgada, verificação feita após inúmeras denúncias tornadas públicas. Nesse relatório consta que as eutanásias e mortes não são devidamente documentadas, os animais recolhidos não são desparasitados, vacinados e esterilizados à entrada, assinalando também a falta de um programa de esterilização de acordo com a lei vigente. “Choca-nos não apenas a inacção mas o desprezo e o desrespeito pelas normas de bem-estar animal. Pergunto: será o problema só da sociedade que abandona os animais ou de uma Câmara que nos abandonou a todos?”, questiona Pedro Neves. Pedro Neves 917 956 798apacores@pan.com.pt

Proselo (Arcos de Valdevez) recebe o Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros

A freguesia de Proselo (Arcos de Valdevez) acolhe no dia 24 de setembro a penúltima etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros. O 19º BTT XCO - ACRAP será disputado nas imediações do Campo de Futebol da ACRAP, em Proselo, Arcos de Valdevez. Numa organização conjunta da Associação de Ciclismo do Minho e da ACRAP - Associação Cultural e Recreativa Amadora Proselense, o 19º BTT Cross Country é aberto à participação (além das categorias de competição) de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção. Depois de um período para treinos entre as entre as 9 e as 12h00, realizam-se a partir dessa hora as atividades para pupilos, benjamins e iniciados. Pelas 14 horas começará a prova para infantis, juvenis, cadetes, femininos (sub 23/elites e master), paraciclismo e promoção e às 15h30 a corrida de juniores, elites/sub 23 e masters. A cerimónia protocolar está prevista para as 17h30. A participação na prova é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção (custo de inscrição inclui seguro de acidentes pessoais). O secretariado para confirmação de inscrições abrirá às 9 horas e as inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt. O 19º BTT XCO - ACRAP tem o apoio da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, Junta de Freguesia de Proselo, Instituto Português da Juventude, Federação Portuguesa de Ciclismo, MAPFRE | Seguros, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, AFAcycles e Bike Magazine (revista oficial). ACM - Associação de Ciclismo do Minho Rua das Violetas, nº 600 Urb. Atouguia, Bl. A, 2ª fase - 4810-059 Guimarães Telefone: 253 416946 - Telefax: 253 408839 www.acm.pt - geral@acm.pt

60 + 170 = Futuro

Setembro de 2017 – Um grupo empresarial, duas localizações, dois aniversários: o especialista em lubrificantes LIQUI MOLY foi fundado há 60 anos, enquanto a MÉGUIN tem quase o triplo da idade. Com efeito, em 2017, a fábrica de óleos minerais celebra o seu 170.º aniversário. Apesar da idade avançada, estas duas empresas alemãs estão de boa saúde e recomendam-se. A LIQUI MOLY e a MÉGUIN mantiveram uma relação estreita durante décadas enquanto empresas independentes: a MÉGUIN produzia, em regime de subcontratação, alguns dos lubrificantes que a LIQUI MOLY vendia com sucesso em todo o mundo, sobretudo óleo para motores, sendo mais do que um complemento do negócio de aditivos, a base histórica das atividades comerciais da LIQUI MOLY. No ano de 2006, as duas empresas decidiram unir forças e a LIQUI MOLY adquiriu a MÉGUIN, mantendo os dois nomes de marca autónomos. A fusão foi uma decisão importante e, além disso, acertada, dado que, desde então, as curvas de crescimento apresentam uma única direção: para cima. Entre 2009 e 2016, o volume de negócios cresceu em 256 milhões de euros, atingindo 489 milhões de euros, o que significa um aumento para mais do dobro. “Como acontece com as pessoas, o estado de saúde de uma empresa depende do seu estilo de vida e da atitude individual. Quem cuida da mente e do corpo tem mais hipóteses de ter uma vida mais longa do que alguém que não cuida de si mesmo”, afirma Ernst Prost, diretor e proprietário de ambas as empresas. Ernst Prost e a LIQUI MOLY partilham o mesmo ano de nascimento, 1957, e nenhum deles mostra sinais de envelhecimento, pelo contrário. Para o diretor da LIQUI MOLY, é importante manter-se em forma, alerta e aberto para a mudança: “Isso dá-nos uma boa capacidade de adaptação, um fator decisivo para o sucesso e a continuidade de uma empresa.” Modernidade significa estar sempre a par dos últimos desenvolvimentos e reconhecer e aceitar novas tendências atempadamente. “É óbvio que podemos sempre ir contra a maré, mas depois acabamos por nos afundar. É mais inteligente saber como colocar os remos”, diz o chefe da empresa e prossegue, dando como exemplo a globalização: “Não fomos nós que a pedimos, mas aproveitamos as oportunidades que nos traz com enorme entusiasmo e força.” Quem quer aproveitar a força da maré, tem de se adaptar rapidamente às condições climáticas em permanente mudança. No caso de uma equipa grande como a da LIQUI MOLY e MÉGUIN, constituída por quase 800 pessoas, isto só funciona se for dada máxima prioridade à responsabilidade individual – conceito-chave: princípio de subsidiariedade. Hierarquias planas e processos ágeis resultam em decisões rápidas. “No nosso mercado, somos uma lancha rápida, não um lento petroleiro. Todos os dias readaptamos a nossa rota aos desejos dos nossos clientes”, diz Ernst Prost. Esta atitude é vital, uma vez que esta média empresa enfrenta diariamente grandes petrolíferas de ação global. Ser bem-sucedido sob tais condições e durante tanto tempo, no caso da MÉGUIN, desde 1847, e no caso da LIQUI MOLY, desde 1957, só é possível com uma filosofia e uma prática não convencionais. Neste grupo empresarial, há muitos exemplos disso: ao passo que a concorrência renuncia cada vez mais à manutenção de representantes de venda, estas duas empresas apostam no contacto direto com os clientes e continuam a aumentar as suas equipas de vendas – no mercado local alemão e nos outros países. E, novamente ao contrário dos seus concorrentes, ambas as empresas disponibilizam um serviço de assistência telefónica que responde a questões técnicas sobre os produtos. Este serviço localiza-se nas cidades alemãs de Ulm e de Saarlouis, respetivamente, não se tratando de um mero call center, mas sim de um serviço à frente do qual estão técnicos especializados. Para este grupo empresarial, o investimento no conhecimento tem uma importância existencial e revela igualmente a sua orientação para o futuro. “Descobrir novos produtos exige pesquisa intensiva, a qual, por seu lado, exige a mais moderna tecnologia de laboratório e de produção”, segundo o diretor da empresa. Por este motivo, nos últimos anos, o grupo duplicou a capacidade dos seus laboratórios, tendo também construído um parque de depósitos no porto e aumentado extraordinariamente a capacidade de armazenamento da fábrica de óleos. A nova distribuição de matrizes e a robótica inovadora constituem um salto qualitativo exponencial na tecnologia de produção. Paralelamente, foram lançados outros projetos. “As raízes das duas empresas encontram-se na Alemanha. Para nós, o Made in Germany constitui um valor especial”, sublinha Ernst Prost. O grupo empresarial aposta neste lema e nos seus princípios fundamentais, entre os quais se contam o respeito, a previsibilidade, a gratidão e os valores tradicionais do comércio hanseático. “Estes valores são mais antigos do que as nossas empresas juntas, mas não é por isso que estão ultrapassados”, explica o proprietário do grupo, “embora sejamos obrigados a constatar que defender estes valores é, hoje em dia, quase uma excentricidade, no bom sentido.” O que parece old school é, na verdade, moderno e uma questão de responder às exigências do espírito da época. A resposta a essas exigências é tarefa constante dos engenheiros de desenvolvimento e dos técnicos de marketing e de vendas da LIQUI MOLY e da MÉGUIN, que alteram e questionam permanentemente todos os seus processos. O mundo muda rapidamente e, com ele, o gosto e as necessidades dos clientes, sobretudo das gerações mais jovens, futuros clientes. Atualmente, o grupo está a desenvolver um aditivo para híbridos. Como explica Ernst Prost: “Reconhecer os sinais dos tempos e retirar daí as conclusões corretas é o segredo de um negócio sustentável e da subsistência da LIQUI MOLY e da MÉGUIN.”

PORTO TECH HUB CONFERENCE 2017: ESPECIALISTAS MUNDIAIS APRESENTAM AMANHÃ, NA ALFÂNDEGA DO PORTO, ÚLTIMAS TENDÊNCIAS DO SETOR TECNOLÓGICO

É já amanhã, dia 20 de setembro, que 8 especialistas mundiais da área tecnológica vão subir ao palco do Centro de Congressos da Alfândega do Porto, para apresentar e debater as últimas tendências do setor tecnológico, no âmbito da 3ª edição da conferência internacional 'Porto Tech Hub Conference'. Ao longo de todo o dia, entusiastas do "mundo tecnológico" vão assistir a intervenções abrangentes sobre tecnologia como wearables, inteligência artificial e 'internet das coisas', mas também sobre conteúdos mais técnicos, como blockchain, desenvolvimento agile e Java 9. Depois de, em meados de agosto, terem sido conhecidos os nomes dos primeiros oradores a confirmar presença no evento - Simona Cotin, Cloud Developer Advocate da Microsoft, Benjamin Fuentes, Bluemix & Blockchain Advocate da IBM e Simon Ritter, Deputy Chief Technology Officer da Azul Systems, a associação Porto Tech Hub revelou, a 7 de setembro, os speakers que "fecham" o cartaz da 3ª edição do maior evento de tecnologia realizado no norte do país: Pierre Carratu, CEO da Youbiquo; Ricardo Costa, Professor no Instituto Politécnico do Porto e CEO da Loqr; Beniamino Guida, CEO da Aeromechs; Guillaume Pichot, Agile Software Engineer MTS do eBay; David Carvalhão, Country Director da Vigil365; Igualmente confirmada, acrescenta a associação Porto Tech Hub, está a presença de Ana Teresa Lehman, Secretária de Estado da Indústria, que vai participar na sessão de abertura da conferência. A Porto Tech Hub tem como missão reunir as empresas tecnológicas da região do Grande Porto, no sentido de construir os alicerces para que a cidade seja reconhecida globalmente como um centro tecnológico de excelência, assim como um excelente local para viver e trabalhar na área das tecnologias de inovação e aumentar o networking entre empresas e entidades da área das TIC. Nascida em 2015, a Porto Tech Hub é uma associação criada por empresas líderes de mercado - Blip, CRITICAL Software e Farfetch - às quais entretanto se juntaram outras empresas tecnológicas da região do Grande Porto, como a byside, CRITICAL Manufacturing, Euronext, i2S, Sonae Bit, Fabamaq, ITSector, Armis, Jolera, Present Technologies e Codigree.   Mais informações e compra de bilhetes em https://portotechhub.com DOWNLOAD DO PRESS-RELEASE EM FORMATO EDITÁVEL (WORD): em anexo; DOWNLOAD DO CARTAZ DA PORTO TECH HUB 2017: em anexo; INFO | OBTENÇÃO DE CREDENCIAIS PARA A COMUNICAÇÃO SOCIAL: Para obtenção da respetiva credencial, os membros dos órgãos de comunicação social deverão enviar o nome, contacto e meio a que pertencem para o endereço de e-mail: geral@portotechhub.com. Em resposta, receberão um e-mail de confirmação. No própria dia do evento, a credencial poderá ser levantada na zona de check-in dedicada aos media, mediante a apresentação da confirmação do pedido.  

Euromoney elege CBRE como melhor consultora imobiliária em Portugal

Lisboa, 19 de setembro de 2017 – A CBRE Portugal foi mais uma vez eleita a Melhor Consultora Imobiliária em Portugal nos Euromoney Real Estate Awards 2017, recebendo ainda os prémios na categoria de Melhor Agência e Melhor Serviço de Avaliações. Francisco Horta e Costa, Managing Director da CBRE Portugal, afirmou estar “orgulhoso que a CBRE Portugal continue a ser reconhecida a nível nacional, tal como a CBRE Global o é internacionalmente. Não é fácil, ano após ano, continuarmos a ser distinguidos. A expetativa em relação à CBRE vai sempre subindo, o que significa que também nós temos que aumentar um nível de exigência e empenho que já de si são muito altos. Mas fazemo-lo com todo o profissionalismo que nos caracteriza, porque gostamos não só de sermos os melhores como também de sermos reconhecidos por isso.” Para além da distinção de melhor consultora imobiliária em Portugal, a CBRE foi nomeada como melhor empresa de consultoria imobiliária global pelo sexto ano consecutivo. Também a nível global, a CBRE cotou-se ainda com a mais elevada classificação nos serviços de Agência (Venda e Arrendamento) e Serviços de Avaliação pelo segundo ano consecutivo. "Estamos honrados pelo reconhecimento contínuo por parte dos nossos clientes e colegas do setor", afirmou Bob Sulentic, Presidente e CEO da CBRE. "É o resultado direto dos nossos talentosos profissionais - apoiados pela nossa forte plataforma operacional - que trabalham juntos, todos os dias, para criar excelentes resultados para os nossos clientes". Tendo vencido os prémios globais, a CBRE foi nomeada como a melhor empresa de consultoria imobiliária na Europa Ocidental, América do Norte, Ásia, América do Sul e África, obtendo prémios em 27 países – uma melhoria face aos 21 países em 2016. A Euromoney, publicação líder de mercado especializada em finanças internacionais, realiza um inquérito anual em que recolhe as opiniões de consultores imobiliários, promotores, gestores de investimento, consumidores finais nas empresas e bancos a nível mundial para identificar os melhores prestadores de serviços imobiliários. Participaram, no inquérito deste ano, profissionais do setor imobiliário de mais de 75 países. Para mais informações sobre a edição de 2017 dos Euromoney Real Estate Awards, por favor visite www.euromoney.com Sobre o Grupo CBRE O Grupo CBRE, Inc. (NYSE:CBG), é uma empresa classificada na Fortune 500 e S&P 500, com sede em Los Angeles, líder mundial na prestação de serviços para o setor imobiliário (dados relativos a 2016). Com mais de 75.000 colaboradores a nível mundial (excluindo empresas afiliadas) a CBRE desenvolve a sua atividade para investidores e ocupantes através de aproximadamente 450 escritórios em todo o mundo (excluindo empresas afiliadas). A CBRE oferece um conjunto de serviços integrados, que incluem consultoria estratégica e mediação em operações de venda e arrendamento de imóveis, promoção, investimento imobiliário, gestão de imóveis, gestão de instalações, gestão de projetos, serviços de avaliação e research. Em Portugal a empresa está presente desde 1988, prestando uma vasta gama de serviços em todo o território nacional. Para mais informações visite o nosso site em www.cbre.pt. Para estar a par das últimas notícias da CBRE siga-nos em: LinkedIn:           CBRE Portugal Ricardo Quintela Account Manager ricardo.quintela@hkstrategies.com D:  00351214136200 M: 00351917695940

O REGRESSO AO TRABALHO NÃO TEM QUE SER UMA CHATICE… EIS O V.º FESTIVAL BRANDS LIKE BANDS

Lisboa,20 de setembro de 2017 - Setembro é uma época em que muitas pessoas regressam ao trabalho e é também o mês em que várias empresas começam a preparar, de forma mais intensiva, a sua participação no palco do Festival Brands Like Bands, o único Festival do Mundo com Bandas de Empresas. A decorrer no Porto, no Hard-Club, e em Lisboa, no Time Out Market, a 7 e a 21 de Outubro, respectivamente, o Festival conta este ano com uma novidade que é a participação de bandas compostas por alunos da Universidade do Porto, Universidade Nova de Lisboa e Instituto Superior Técnico. «Internamente fomos sentindo a necessidade, e também ouvimos as empresas, de que seria interessante desenvolver e fazer a ligação do Festival com as Universidades, que no fundo são o berço de muitos futuros colaboradores e de muitas bandas, e mostrar, também, aos estudantes um certo “lado B” das empresas, mais cool e extrovertido. E assim, este ano, convidámos algumas bandas universitárias; e já estamos a pensar e a tentar perceber o que podemos fazer, futuramente, para que sejamos diferenciadores, já que essa é a grande marca do Festival.» - referiu Sílvia Pouseiro, da Organização do Festival Brands Like Bands. O cartaz, concebido pela Ivity, inspirou-se nos primeiros anos do rock’n’roll. Este ano as receitas de bilheteira revertem na íntegra para duas instituições: a Associação NOMEIODONADA e para o seu Kastelo, uma Unidade de Cuidados Continuados e Paliativos para crianças e jovens até aos dezoito anos, e para a Unidade de Radiologia Mamária do IPO Lisboa. Eis o programa do Festival, deste ano: Sábado – Dia 7 Outubro// 19.30 // Porto // Hard-Club (antigo Mercado Ferreira Borges)Entrada 3 euros – Todas as receitas de bilheteira revertem, integralmente, para a Associação NOMEIODONADA  ::Balter Youth – Universidade do Porto::The Dudes – Cision::Estado Crítico – CRITICAL Software::Liberty Big Band – Liberty Seguros::Banda Autêntica – Unicer Sábado – Dia 21 Outubro //16.00// Lisboa // Time Out Market (antigo Mercado da Ribeira)Entrada 3 euros – Todas as receitas de bilheteira revertem, integralmente, para a Unidade de Radiologia Mamária do IPO Lisboa ::Dândi – Universidade Nova de Lisboa Instituto Superior Técnico::Liberty Big Band – Liberty Seguros::Big Band Siemens – Siemens::Desaffinity – Affinity::AMT Band – AMT-Consulting::Outliers On Fire – GDINE – Instituto Nacional de Estatística::One Night Band – Cuatrecasas::The MERCERnaries – Mercer::HumansR – RHmais::Fora-da-Lei – PLMJ- Soc. Advogados Toda a informação disponível em: http://festivalbrandslikebands.com, com um resumo das quatro últimas edições: https://vimeo.com/199548364 Brands Like BandsFernando BarrosTelefone: ( 351) 968 109 102fernando@brandslikebands.com

SOCIEDADE PONTO VERDE LEVA A RECICLAGEM À CORRIDA B2RUN

A presença da Sociedade Ponto Verde pretende incentivar as empresas participantes a tornarem-se vencedoras na corrida pela reciclagem. Lisboa, 19 de setembro de 2017: “Saia da cadeira do escritório, calce os ténis e venha correr” é o mote para a corrida B2Run Lisboa, um evento desportivo concebido para as empresas e onde a Sociedade Ponto Verde vai marcar presença com o objetivo de promover a separação de embalagens durante a prova. O espaço do evento, que decorre no dia 20 de setembro, no Meo Arena, em Lisboa, estará equipado com contentores para separação de resíduos incentivando os atletas a depositar os resíduos de embalagem gerados durante a sua participação. A participação da Sociedade Ponto Verde está integrada na campanha “Reciclagem, Sempre!”, que continua a sensibilizar os portugueses um pouco por todo o lado para a importância da reciclagem em todos os locais e em todas as situações. «A separação de embalagens dentro de casa já é um hábito para 7 em cada 10 lares. Nos últimos 20 anos, o País conseguiu reciclar 7,5 milhões de toneladas de resíduos de embalagens, o equivalente ao peso de 3 Pontes Vasco da Gama. A SPV quer continuar a inspirar mudanças de mentalidades, tanto dentro como fora de casa, nomeadamente em iniciativas como as corridas, eventos em que por norma há um grande consumo de embalagens», salienta Luís Veiga Martins, Diretor Geral da Sociedade Ponto Verde. No Meo Arena serão instaladas diversas estruturas mobilizando para a separação e a deposição das embalagens usadas e diversos promotores vão desafiar as equipas inscritas a “correrem pela reciclagem”. As 3 primeiras empresas a chegarem ao final da corrida, e que se tenham inscrito no desafio antes do início da prova, receberão um “vale reciclagem SPV”, que lhes permitirá levar para a empresa uma oferta que os ajudará a reciclar no local de trabalho. A campanha de sensibilização da Sociedade Ponto Verde “Reciclagem, Sempre!” desafia os portugueses a reciclar em qualquer contexto ou lugar, mesmo quando a rotina muda - seja numa ida à praia, num piquenique, numa corrida, num festival ou numa festa. Sobre a Sociedade Ponto Verde A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), mais conhecido como "Sistema Ponto Verde". Promover a sensibilização e educação ambiental junto dos portugueses é um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde. Júlia Almeida 21 355 30 36 - 96 167 8780jalmeida@gci.pt

Visita de imprensa às Galerias Romanas da Rua da Prata

Para confirmação de presença e marcação de entrevistas contacte marianabotelho@egeac.pt A EGEAC e o Museu de Lisboa abrem, pela segunda vez este ano, as galerias romanas de Lisboa, no âmbito das Jornadas Europeias do Património. Nos dias 22, 23 e 24 de setembro, as galerias receberão mais de três mil visitantes e as inscrições, já estão esgotadas. Esta estrutura romana, descoberta no subsolo da Baixa de Lisboa, em 1771, na sequência do Terramoto de 1755 e posterior reconstrução da cidade, tem sido objeto, ao longo do tempo, de múltiplas interpretações quanto à sua função original. Atualmente, teses quase unânimes avançam a possibilidade destas galerias romanas terem sido um criptopórtico, solução arquitetónica que criava, em zona de declive e de pouca estabilidade geológica, uma plataforma horizontal de suporte à construção de edifícios de grande dimensão, normalmente públicos. A descoberta de uma inscrição consecratória a Esculápio, Deus da Medicina, em nome de dois sacerdotes do culto imperial e no do Município de Olisipo, gravada numa das faces de um bloco paralelepipédico de calcário e datada do séc. I a.C., atualmente no Museu Nacional de Arqueologia, poderá ser uma confirmação do carácter público deste edifício. No início do séc. XX, estas galerias ficaram conhecidas como as “Conservas de Água da Rua da Prata” por serem utilizadas pela população como cisterna. Hoje, o monumento romano, quando se encontra fechado, tem um nível de água superior a um metro de altura, proveniente de lençóis freáticos que correm por baixo de Lisboa, havendo por isso necessidade de uma operação de bombeamento da água para possibilitar a visita ao seu interior e ainda uma limpeza posterior para que as visitas se realizem em segurança. A visita conta com a presença da Directora do Museu de Lisboa, Joana Sousa Monteiro e da coordenadora do Museu de Lisboa – Teatro Romano, Lídia Fernandes.Saiba mais sobre as Galerias Romanas da Rua da Prata aqui ou no site www.museudelisboa.pt Mariana Botelhomarianabotelho@egeac.pt Comunicação Museu de Lisboa Campo Grande, 245, 1700-091 Lisboa Tel: 21 7513200 Tlm: 91 7248803

Continente é a primeira empresa de retalho alimentar a usar o Google Street View

A funcionalidade da Google está disponível em 25 lojas Continente de todo o país Continente é a primeira empresa de retalho portuguesa a utilizar a funcionalidade O Continente é a primeira empresa de retalho alimentar, em Portugal, que permite visitar e conhecer 25 das suas lojas através do smartphone, computador ou tablet a partir do Street View. Esta funcionalidade da Google, que permite aos utilizadores percorrerem ruas e entrarem em edifícios emblemáticos, através de fotos reais, a 360º, inclui agora 25 espaços Continente, depois da insígnia e a Google terem cooperado para esse objetivo. Com este passo inovador, o Continente pretende abrir caminho para, no futuro, permitir aos clientes fazerem as suas compras a partir de casa, através de um clique, mas usando como referência as lojas físicas. A utilização do Street View reflete o empenho do Continente em aproveitar as novas tecnologias para facilitar e melhorar o dia a dia dos portugueses.  Esta junta-se assim ao Continente Online e às diferentes aplicações digitais que a marca já disponibiliza, APP Continente, App Cartão Continente, APP Listas Continente, APP Tira-vez, APP Yämmi e Websites, como o Frescos Continente, Chef Continente, Universo Bebé, Beleza Continente e Pet Continente. Declarações:De acordo com Tiago Simões, Diretor de Marketing do Continente, “Esta é, sem dúvida, uma tecnologia inovadora que vai ao encontro dos objetivos do Continente em apresentar novas soluções às famílias portuguesas, que facilitam a sua experiência de compra. Somos os primeiros em Portugal a apostar nesta funcionalidade do Google Maps - a solução digital mais utilizada no mundo em geolocalização –  , o que demonstra, uma vez mais, o nosso pioneirismo em inovação no setor.” Descarregue aqui as imagens: https://we.tl/P3ulnTOUEB GCISilvia Correiascorreia@gci.pt

NOS Alive é o festival mais mediático de 2017

A Maratona dos Festivais de Verão Cision 2017 chegou ao fim com o NOS Alive como grande vencedor. O evento que anualmente se realiza no Passeio Marítimo de Algés sucede ao Rock in Rio graças, sobretudo, ao elevado número de notícias que gerou: mais de seis mil referências entre setembro de 2016 e agosto de 2017. O festival que este ano trouxe a Portugal nomes como Foo Fighters ou Depeche Mode atingiu ainda uma exposição superior a 29 horas nas rádios e televisões nacionais. No segundo lugar deste ranking Cision está o Super Bock Super Rock, que foi mencionado em 3.710 notícias. Sem grandes diferenças entre eles, surgem, no terceiro e quarto postos, o Vodafone Paredes de Coura e o Meo Sudoeste, respetivamente. Ambos registaram mais de 29 horas nas televisões e rádios, mas o festival nortenho foi mencionado em mais artigos (2.819) do que o alentejano (2.516). O NOS Primavera Sound acaba a maratona em quinto lugar, tendo aparecido em 2.675 notícias e uma exposição superior a 10 horas na rádio e na televisão. O ranking fica completo, por ordem decrescente, com o Meo Marés Vivas, o Festival Vilar de Mouros, O Sol da Caparica, o EDP Cool Jazz, o Sumol Summer Fest, o Festival Bons Sons e o RFM SOMNII. Os festivais monitorizados pela Cision somaram 24.371 notícias e mais de 190 horas de emissão nas rádios e televisões entre setembro de 2016 e agosto de 2017. A Maratona dos Festivais de Verão - Ranking Cision é um estudo realizado de forma continuada pela Cision, que analisa a evolução do mediatismo comparado de diversos festivais de música realizados em Portugal, ao longo dos meses, até ao final do Verão. O desempenho mediático conquistado por cada festival é calculado tendo em conta a metodologia Cision de avaliação de comunicação, que considera o número de notícias identificadas, o espaço ou tempo de antena ocupado e as oportunidades de visualização, tendo em conta as audiências alcançadas e o valor do espaço editorial contabilizado em função das tabelas de publicidade de cada órgão de comunicação social. O objeto de análise deste estudo são todas as notícias referentes aos diferentes festivais, veiculadas no espaço editorial português, em mais de 2.000 meios de comunicação social (televisão, rádio, online e imprensa). Neste caso, o ranking reflete o resultado global do período de 1 de setembro de 2016 a 31 de agosto de 2017, com os diferentes festivais a serem ordenados pela posição alcançada. Uriel OliveiraSVP Business & OperationsAv. Fontes Pereira de Melo, 21 - 5º1050-116 LISBOA Lisboa351 213 190 570http://www.pt.cision.comuriel.oliveira@cision.com

AVON LANÇA ‘A MINHA LOJA AVON’

Sabia que agora já pode comprar online produtos AVON? A marca acaba de lançar ‘A Minha loja AVON’, um canal de venda online, projetado para melhorar a experiência de venda aos seus Revendedores e melhorar a experiência de compra aos consumidores.Este lançamento complementará a tradicional abordagem de venda direta porta a porta, ao disponibilizar ferramentas personalizáveis que beneficiam os revendedores em termos de produtividade, angariação de novos contactos e lucros. Cada revendedor passa a receber os pedidos de clientes diretamente online, pode personalizar a sua Loja em cada campanha com as Montras disponíveis e, ainda, facilmente partilhar por email junto dos seus habituais clientes ou encontrar novos consumidores, através da partilha por Facebook. Para os fãs da marca, estes passam a fazer facilmente, em qualquer sítio e em qualquer hora, as suas encomendas na loja de um revendedor, que pode ser encontrado facilmente, através do localizador por área geográfica, ou diretamente na loja online em www.avon.pt. A AVON disponibilizará o acesso a todas as tendências de beleza, moda e decoração, novidades e promoções da marca e dará a conhecer também os produtos mais recomendados. “Queremos estabelecer uma melhor proximidade entre os nossos revendedores e os seus consumidores e também chegar mais perto do target jovem, que está sobretudo na esfera online, por isso para nós fez todo o sentido apostar numa forma de venda mais fácil e rápida. Acreditamos que haverá uma maior interaçãodo consumidor com a nossa marca e que este é um caminho que nos ajudará a chegar a novos clientes. Esta nova ferramenta não substitui a venda direta “pessoa a pessoa”, pois ainda temos muitas mulheres que consideram o aconselhamento cara a cara por parte do Revendedor como fundamental”, refere Vasco Gomes, Head of Sales, AVON Portugal Sobre a AVONA AVON é a companhia que há 130 anos defende a beleza, a inovação, o otimismo e, acima de tudo, as mulheres. Os produtos da AVON incluem marcas reconhecidas e adoradas como Anew, AVON Color, AVON Care, Skin So Soft. Com mais de 6 milhões de Revendedoras, os produtos AVON deliciam consumidores em aproximadamente 70 países em todo o mundo. Saiba mais sobre a AVON e os seus produtos em www.avon.pt, www.avoncompany.com e http://avonblog.pt/ ATREVIA| Telefone: 213 240 227Neuza Farinha – nfarinha@atrevia.comFilipa Reis – freis@atrevia.com

AVON APRESENTA NOVO BATOM LÍQUIDO MARK E LANÇA PASSATEMPO #LIPLOOKMARK

Para promover o novo batom líquido, da linha Mark, a AVON acaba de lançar um passatempo de fotografia que decorre de 20 de setembro a 20 de outubro, com a oferta de uma caixa exclusiva de edição única, avaliada em 280€, com os 20 tons do novo batom líquido. Os interessados em participar devem tirar uma fotografia com o seu melhor look de maquilhagem brilhante ou mate, e fazer upload da mesma na página do passatempo no Facebook da AVON ou colocar no próprio Twitter ou Instagram com a hashtag #lipLOOKmark. O novo batom líquido Mark da AVON está disponível com dois acabamentos – mate e brilhante -, e foi criado com uma fórmula rica em pigmentos e uma tecnologia magnet-lock, que dão aos lábios uma cor intensa que não desvanece, permanecendo durante horas. A solução perfeita para os participantes criarem o seu look de maquilhagem. As 30 melhores fotos serão selecionadas por um júri interno da AVON de entre os 50 looks mais votados, sendo as vencedoras da caixa de batons.Podem ganhar ainda um prémio extra – um workshop de maquilhagem -, os TOP 10 deste passatempo e do anterior, da máscara de pestanas Big & Style, lançado na campanha 6 da AVON. Sobre a AVONA AVON é a companhia que há 130 anos defende a beleza, a inovação, o otimismo e, acima de tudo, as mulheres. Os produtos da AVON incluem marcas reconhecidas e adoradas como Anew, AVON Color, AVON Care, Skin So Soft. Com mais de 6 milhões de Revendedoras, os produtos AVON deliciam consumidores em aproximadamente 70 países em todo o mundo. Saiba mais sobre a AVON e os seus produtos em www.avon.pt, www.avoncompany.com e http://avonblog.pt/ ATREVIA| Telefone: 213 240 227Neuza Farinha – nfarinha@atrevia.com | Filipa Reis – freis@atrevia.com

PROJETO VENCEDOR “3C – CONHECER, CAPACITAR, CONTROLAR” DO CENTRO DE SAÚDE DE ALCÁCER DO SAL (UCC E UCSP) VAI RECEBER DONATIVO DA MISSÃO CONTINENTE

A Missão Continente vai entregar no próximo dia 21 de setembro, pelas 15h00, no Centro de Saúde de Alcácer do Sal, o donativo de 13.386,56€ ao Centro de Saúde de Alcácer do Sal (UCC e UCSP), para financiar o projeto “3C – Conhecer, capacitar, controlar” um dos 40 projetos vencedores do Concurso Anual da Missão Continente. O projeto “3C – Conhecer, Capacitar, Controlar”, do Centro de Saúde de Alcácer do Sal (UCC e UCSP), é destinado a doentes cardiovasculares, portadores de Hipertensão Arterial e Diabetes e tem como finalidade promover cuidados de saúde em múltiplas áreas e informar sobre os cuidados a ter, adaptados ao historial de doenças.  A iniciativa contará com a presença do Presidente do Conselho de Administração da ULS, assim como o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. O Concurso Missão Continente tem como objetivo a adoção de um estilo de vida mais saudável, como forma de promoção da saúde. Numa perspetiva de aproximação à comunidade, a Missão Continente incentiva e financia os projetos liderados pelos Centros de Saúde do Serviço Nacional de Saúde que se candidatam à iniciativa anual. Programa: 15h00 – Receção dos convidados 15h15 – Sessão de abertura 15h30 – Apresentação do projeto 15h50 – Entrega do prémio 16h00 – Entrega da placa alusiva ao prémio 16h15 – Coffee end GCISilvia Correiascorreia@gci.pt

Em contagem decrescente “O Mundo Fantástico de Paula Rego” no Centro Colombo está a chegar ao final

A Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego”, patente ao público até ao próximo dia 27 de setembro na Praça Central do Centro Colombo, está prestes a chegar ao fim. Tendo já recebido mais de 210.000 visitas desde a sua inauguração, esta é a última oportunidade para todos aqueles que ainda não tiveram oportunidade de visitar o estilo único de Paula Rego e querem muito fazê-lo ainda neste espaço comercial. Paula Rego aborda as principçais obras literárias inspirando-se nas mesmas para a sua criação artística dando-lhe a sua interpretação e toque pessoal. Na série “Peter Pan”, que está em exibição desde 22 de agosto (data em que se realizou a troca dos quadros criados pela artista inspirados na obra literária de Jane Eyre), pode ser visto o distanciamento da obra literária do mesmo nome, tendo a artista retratado alguns episódios mais distantes e frios da história do “rapaz que não queria crescer”, onde a realidade se cruza com a fantasia. Para assinalar a 7ª edição do projeto “A Arte Chegou ao Colombo”, o Centro Colombo surpreendeu os seus visitantes com a exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego”, artista portuguesa conhecida do grande público, que pela primeira vez expôs o seu trabalho num espaço comercial. Com entrada gratuita esta iniciativa é uma verdadeira democratização da arte. Ao todo são 59 obras que englobam uma diversidade artística muito grande que inclui gravuras, pintura, pastel (pintura) e litografias. Paula Rego é uma artista com uma visibilidade mundial que não deixa ninguém indiferente em relação àquilo que é o seu estilo. Contemporaneidade, irreverência e surpresa são alguns dos ingredientes que consegue conjugar numa tela, proporcionando uma arte muito própria. E é com estes ingredientes que lançamos o convite para visitar os últimos dias em que a exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego” está patente na Praça Central do Centro Colombo, até dia 27 de setembro. Desenvolvida em parceria com a Casa das Histórias Paula Rego, com a Fundação D. Luís I e com a Câmara Municipal de Cascais, a Exposição “O Mundo Fantástico de Paula Rego” pode ser visitada, gratuitamente, até 27 de setembro, todos os dias, das 10H00 às 24H00. Ø  Imagens do Key Visual e da Exposição permanente, disponíveis aqui.  Nota: junto da reprodução das imagens deverão constar os dados de identificação da Câmara Municipal de Cascais / Fundação D. Luís I / Casa das Histórias Paula Rego e o nome do fotógrafo, Carlos Pombo.  Ø  Imagens da Série “Peter Pan”, disponíveis aqui Sobre “A Arte Chegou ao Colombo”“A Arte Chegou ao Colombo” é um projeto único e diferenciador que procura, de uma forma natural e intuitiva, contribuir para a divulgação e promoção das diferentes atividades e manifestações culturais. A iniciativa foi lançada em 2011 e contou, no primeiro ano de arranque, com a parceria do Museu Coleção Berardo na exposição dos trabalhos de quatro artistas nacionais – Joana Vasconcelos, Miguel Palma, Susana Anágua e Isaque Pinheiro. Seguiram-se depois o MNAA – Museu Nacional de Arte Antiga (2012), a Exposição “Andy Warhol – Icons” (2013), a instalação interativa “The Pool” da artista norte-americana Jen Lewin (2014) e a “A Divina Comédia de Salvador Dalí” (2015). Em 2016, a iniciativa recebeu a Exposição Terry O’Neill – “Faces of the Stars”. Sobre o Centro Colombo O Centro Colombo, um dos maiores centros comerciais da Península Ibérica com 113.858 m2 de Área Bruta Locável (ABL), dispõe de mais de 340 lojas e possui características únicas que, juntamente com a sua enorme variedade de oferta, permitem ao consumidor a melhor experiência em compras. Com uma área de abrangência supra regional, no Centro Colombo encontra tudo aquilo que possa imaginar. São mais de 60 restaurantes, 8 salas de cinema e um IMAX, Jardim Exterior, Health Club, Parque Infantil (ColomboLand), Espaço BabyCare e Bowling City, além de vários serviços de apoio ao cliente e das maiores lojas âncora do país que incluem as marcas mais procuradas pelos consumidores. Desta forma, o Centro Colombo representa uma oferta completa caracterizada pela Inovação e Diferenciação dos seus produtos e serviços, com o intuito de maximizar o conforto e segurança dos seus clientes. A par da experiência única de compras e de lazer que oferece aos seus clientes, o Centro Colombo assume a responsabilidade de dar um contributo positivo para um mundo mais sustentável, trabalhando ativamente para um desempenho excecional nas áreas ambiental e social. Todas as iniciativas e novidades sobre o Centro podem ser consultadas no site www.colombo.pt e na página de FaceBook em https://www.facebook.com/centrocolombo. Lift Consulting – Carla Rodrigues / Sofia LareiroM: M: +351 915193379 l +351 934 847 492carla.rodrigues@lift.com.pt // sofia.lareiro@lift.com.pt

Comece Hoje a “mandar na sua bexiga”

Blog dá conselhos para uma bexiga mais saudável Todas as pessoas que enfrentam problemas de trato urinário têm agora disponíveis duas novas ferramentas para responder e esclarecer as suas dúvidas e os mitos que existem – o blog Comece Hoje e a página oficial de Facebook. Comece Hoje é um projeto online desenvolvido no âmbito da campanha Na Bexiga Mando Eu que visa aumentar a consciencialização dos portugueses para as temáticas ligadas à doença da Bexiga Hiperativa, um dos problemas de saúde mais recorrentes por todo o mundo e que afeta cerca de 17% da população europeia com mais de 40 anos. Comece Hoje vem colmatar a lacuna existente a nível da informação disponível para a população relativamente às questões e problemas relacionados com a bexiga. O blog pretende ser uma ferramenta útil que disponibiliza informação sobre um conjunto de sintomas da Bexiga Hiperativa e promover um estilo de vida saudável que favoreça uma melhoria na qualidade de vida de quem é afetado direta ou indiretamente pela doença. Para a atriz Custódia Gallego, embaixadora da campanha Na Bexiga Mando Eu, “o lançamento destes novos dois canais vem reforçar e ajudar a perpetuar o mote do projeto e a importância da disponibilização de informação aos doentes e familiares. O importante é mostrar a todos que os problemas da bexiga, como o caso da Bexiga Hiperativa, podem causar um grande impacto na qualidade de vida do doente. Estas plataformas são importantes exatamente para que, tanto os doentes como as pessoas em seu redor, saibam que é possível controlar a bexiga e fazer uma vida normal”. Dicas de alimentação, atividade física e esclarecimento de dúvidas e sugestões para uma mente sã em corpo saudável são exemplo da informação acessível nestas plataformas. Comece Hoje! Na Bexiga Mando Eu é uma plataforma online, criada pela Astellas Farma, que conta com o apoio da Associação Portuguesa de Neurourologia e Uroginecologia. Mais sobre a Bexiga Hiperativa A bexiga hiperativa consiste numa contração ou aperto involuntário e repentino do músculo da parede da bexiga, mesmo quando esta contém um volume reduzido de urina. As contrações involuntárias criam uma necessidade urgente de urinar, diminuindo o controlo que a pessoa tem sobre a sua bexiga. Estas contrações dão origem a sintomas associados à bexiga hiperativa, tais como necessidade urgente de urinar, necessidade frequente de ir à casa de banho (oito ou mais vezes por dia, ou uma ou mais vezes por noite) e, em alguns casos, perdas acidentais de urina, por não se conseguir chegar a tempo à casa de banho. “Na bexiga mando eu” Uma plataforma online que conta com o apoio da Associação Portuguesa de Neurourologia e Uroginecologia  que vem colmatar a falta de informação que existe sobre esta doença e o seu impacto na qualidade de vida dos doentes, bem como alertar a população para os sintomas com o intuito de reduzir o subdiagnóstico da doença. O portal dedicado a esta patologia é dirigido a doentes, familiares e todas as pessoas que sejam afetadas direta ou indiretamente por esta doença que é um dos problemas de saúde mais comuns por todo o mundo! Sobre a Astellas Pharma A Astellas Pharma é uma companhia farmacêutica comprometida com a melhoria do estado de saúde, a nível mundial, fornecendo as mais recentes e inovadoras terapêuticas. O foco da organização está na disponibilização de terapêuticas, ao nível de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e da comercialização de tratamentos eficazes, que melhorem a vida dos doentes, continuando a crescer de forma sustentada no seu setor. É uma das 20 maiores empresas farmacêuticas, que emprega cerca de 15 mil colaboradores em todo o mundo. A Astellas está em Portugal desde 1967, conta com cerca de 53 colaboradores e focaliza-se nas seguintes áreas terapêuticas: Oncologia, Urologia, Transplantação, Anti-infecciosos e Dor.Para mais informações sobre a Astellas visite www.astellas.com.pt/pt Helena GoisHelena.Gois@hkstrategies.com

PAN quer Permissão de Entrada de Animais em Estabelecimentos Comerciais

A atual legislação não permite a entrada de animais em espaços fechados que exerçam atividade de restauração ou bebidas mesmo que o proprietário do estabelecimento o autorize Petição sobre este tema deu entrada na Assembleia da República com 5500 assinaturas PAN leva a debate Projeto de Lei cuja discussão está agendada para 3 de Outubro Lisboa, 20 de setembro de 2017  – O PAN – Pessoas-Animais-Natureza agendou ontem, em Conferência de Líderes, o debate do Projeto Lei n.º 172/XIII/1ª que visa uma alteração ao Decreto-lei n.º 10/2015, de 16 de Janeiro, de forma a permitir a entrada de animais em estabelecimentos comerciais. O debate do Projeto de Lei faz-se no âmbito da discussão da Petição n.º 172/XIII/1ª – que deu entrada na Assembleia da República com 5500 assinaturas – e está agendado para o dia 3 de Outubro. A redação atual desde diploma não permite a entrada de animais em espaços fechados que exerçam atividade de restauração ou bebidas mesmo que o proprietário do estabelecimento o autorize, salvo se se tratar de cães de assistência. No entanto, e atendendo a que os animais fazem cada vez mais parte da vida das famílias portuguesas, o partido considera que já é tempo de ser dada a possibilidade aos proprietários dos estabelecimentos comerciais de decidirem se pretendem ou não admitir animais dentro do seu espaço, à semelhança do que já acontece com os outros estabelecimentos, desde que estes não tenham acesso à área de confeção ou maneio de alimentos. “Muitos animais de companhia acompanham os seus detentores em períodos de lazer e noutros momentos do seu dia-a-dia, sendo por isso natural que também pretendam fazer-se acompanhar do seu cão, por exemplo, quando vão lanchar a uma pastelaria. Esta medida impede que os animais tenham que esperar presos à porta dos supermercados ou no interior do automóvel enquanto os detentores estão dentro destes estabelecimentos”, explica André Silva, Deputado do PAN. Na maioria dos Estados-Membros da União Europeia já não existe esta proibição, como é o caso de França, Itália ou Alemanha. Em Portugal, são vários os relatos de situações em que o facto de os animais estarem presos junto aos estabelecimentos ou confinados dentro de veículos culminou em problemas de saúde ou em incidentes que colocaram em causa o bem-estar dos animais ou pessoas.“Queremos seguir o exemplo dado por uma grande parte dos países da União Europeia nesta matéria. Assim, assegura-se a liberdade de escolha dos proprietários dos estabelecimentos, mas também dos clientes que queiram fazer-se acompanhar pelos animais”, reforça André Silva. PANNaíde Müller Assessora de Comunicação e Relações Públicas(+351) 92 54 88 003 | naide.muller@pan.parlamento.pt

Mai Magazine volta a fazer história na Noruega

País de feitos bastante relevantes, Portugal tem-se assumido cada vez mais como modelo nas mais variadas áreas, e volta a fazer história além fronteiras, depois da trabalho realizado pela Mai Magazine, empresa oficial de comunicação do Palmesus, o maior e mais importante evento de música eletrónica da Escandinávia. Criado em 2009, o festival desde logo se assumiu no panorama europeu e tornou-se a maior festa de praia alguma vez realizada na Noruega, estabelecendo-se em Kristiansand, cidade portuária norueguesa que rapidamente se tornou no principal ponto turístico de verão no país.  Responsável pela comunicação oficial de outros eventos de grande dimensão em Portugal, como o RFM Somnii, a produtora de conteúdos digitais Mai Magazine, sediada em São João da Madeira, voltou a merecer a aposta da organização norueguesa, depois de, em 2015, ter ficado responsável pela produção do aftermovie do festival, que incluiu, entre outros, artistas como Fatboy Slim, Steve Aoki, Kygo, Wyclef.  Na edição de 2017, prova do bom trabalho realizado, a empresa portuguesa viu a função reforçada, tendo, para além da realização do aftermovie oficial do evento, garantido a cobertura fotográfica de todo o festival. Entre viagens de norte a sul da Noruega, foi confiada à Mai Magazine a promoção do evento através da construção de uma história  envolvente, que destaca os aspetos culturais e territoriais de todo o país. Com enorme afluência, o Palmesus esgota cada uma das suas edições com cerca de um ano de antecedência, recebendo cerca de 30 mil as pessoas atraídas pela agradável temperatura e pelo cartaz, que reune nomes como The Chainsmokers, Armin van Buuren, Zara Larsson, Dimitri Vegas & Like Mike ou Fedde Le Grand. http://maimagazine.net/ info@maimagazine.net Facebook Mai Magazine

Aprender a provar queijo: ANIL lança o desafio a profissionais do sector e a queijófilos

Porque o saber (e o sabor) não ocupa lugar, a Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (ANIL) está a preparar uma formação de Qualificação de Provadores em Análise Sensorial de Queijo, a ter lugar nos dias 28 e 29 de Setembro, entre as 09h30 e as 18h00, na sede da associação, situada na Rua de Santa Teresa, 2 C, 2.º, no Porto. Um desafio que se destina a profissionais do sector – produtores de queijo e responsáveis das empresas produtoras, bem como técnicos ligados às áreas da qualidade e do marketing, elementos de painéis de provadores e consultores em análise sensorial –, mas não só! Se é amante de queijo – queijófilo – e tem curiosidade em aprender como se provam, há vagas para si. Aos interessados pede-se a inscrição prévia, que deve ser feita até dia 25, junto da ANIL, cujos contactos estão disponíveis em www.anilact.pt (e abaixo). O valor desta formação é de €250 para associados e €320 para não associados. Os demais pedidos de informação devem ser feitos junto da instituição. Uma formação que vai permitir desenvolver as aptidões necessárias para que o ‘provador’ obtenha um bom desempenho na sua função – que pode ser de aplicação profissional ou meramente pessoal. Por essa razão é fundamental arregaçar as mangas e saber descrever com rigor um queijo através do olfacto e do paladar, avaliando-o de acordo com os diferentes aspectos – odor, sabor, textura, aparência interior e exterior. Outro dos objectivos consiste em transmitir a técnica e o vocabulário a utilizar perante quem quer conhecer pormenores ou detalhes que determinem se a qualidade do produto é para manter ou melhorar, tendo em conta os atributos característicos do mesmo. Na equipa de formação está Marta Vacas de Carvalho e Maria da Luz Ramiro. A primeira, licenciada em Engenharia Agrícola e Mestre em Matemática Aplicada às Ciências Biológicas, conta com 20 anos de experiência em análise sensorial e diversos artigos publicados em revistas da especialidade, estando actualmente dedicada à consultoria em análise sensorial. A segunda, é licenciada em Engenharia Agro-Industrial pelo ISA, tendo exercido funções na área técnica de uma das principais empresas produtoras de queijo. Integra, desde 2006, a rede Controlvet, onde desempenha funções de consultora e formadora na área da qualidade e segurança alimentar. Formação :: Qualificação de Provadores em Análise Sensorial de Queijo Data: 28 e 29 de Setembro de 2017 . 09h30 às 18h00 Local e Inscrição: ANIL - Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (Sala de Formação) Morada: Rua de Santa Teresa, 2C, 2.º . 4050-537 Porto Contactos: eventos@anilact.pt ou 222 001 229   Conteúdos: 28.Setembro.2017 I.1. Aspecto exterior e interior – aspectos visuais I.2. Textura na mão e na boca I.3. Teste de diferenças para texturas I.4. Atributos olfacto-gustativos I.5. Teste de diferenças para aromas I.6. Técnica e vocabulário da prova I.7. Defeitos em queijos I.8. Avaliação sensorial de queijos 29.Setembro.2017 II.1. Construção da ficha de prova II.2. Validação de referenciaisII.3. Avaliação sensorial de queijos e validação da performance individual Fotos diversas alusivas a queijo, disponíveis para download em: https://77dkoz.s.cld.pt Joana Pratas General Manager 937 790 005 joanapratas@joanapratas.com ou joanapratas.com@gmail.com JOANA PRATAS • Consultoria em Comunicação

Novo concurso de ideias premeia investigadores da região Norte

Candidaturas até 1 de outubro O concurso Fraunhofer Portugal Challenge vai distinguir, pela primeira vez, investigadores de centros ou unidades de investigação da região Norte. Através do ‘Fraunhofer Portugal Challenge 2017 – Tech Transfer Award’, serão premiados os seis melhores projetos, a quem será entregue um valor total de 6.000 euros. As candidaturas terminam no dia 1 de outubro (domingo). Depois de oito edições bem-sucedidas do Fraunhofer Portugal Challenge – concurso dirigido a estudantes de Mestrado e de Doutoramento que já concluíram as suas teses –, o centro de investigação Fraunhofer Portugal AICOS criou um novo prémio para instituições de Investigação e Desenvolvimento (I&D). O Challenge – Tech Transfer vai premiar as melhores ideias nas áreas de Ambient Assisted Living (AAL) e Information and Communication Technology for Developing Countries (ICT4D). São elegíveis ideias baseadas em projetos de I&D já aprovados por programas de financiamento públicos, cujo período de execução inclui o ano corrente (2017). Os seis finalistas vão apresentar as ideias numa sessão pública, que se vai realizar no dia 27 de outubro, nas instalações da Associação Fraunhofer Portugal, no Porto. Neste evento, serão entregues prémios no valor total de 6.000 euros, divididos pelos três primeiros lugares de cada categoria. Sobre a Fraunhofer Portugal A Fraunhofer Portugal tem como missão promover a investigação aplicada com o intuito de fomentar o desenvolvimento económico e, simultaneamente dar resposta a um conjunto de necessidades da população. É uma associação sem fins lucrativos, reconhecida pelo Estado Português como Pessoa Coletiva de Utilidade Pública. Com sede no Porto, foi criada em 2008 pela Fraunhofer-Gesellschaft, a maior organização de investigação aplicada da Europa, e pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã.Também criado em 2008, o Fraunhofer Portugal AICOS (Research Center for Assistive Information and Communication Solutions) é o primeiro centro de investigação da Fraunhofer em Portugal e resulta de uma parceria estratégica entre a Fraunhofer-Gesellschaft e a Universidade do Porto. O Fraunhofer Portugal AICOS atua em duas grandes áreas: “Ambient Assisted Living” (AAL) e Tecnologias de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento (ICT4D). A investigação desenvolvida no Fraunhofer Portugal AICOS é direcionada para dois grupos de utilizadores prioritários: os idosos e as populações de países em desenvolvimento, e tem como intuito criar soluções tecnológicas inovadoras e intuitivas e facilitar o acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação. O Fraunhofer Portugal AICOS tem competências científicas em três áreas primordiais: Interação Pessoa-Computador, Processamento de Informação e Computação Autónoma. Isabel Beleza Juncal | comunicacao4@essenciacompleta.pt | 220 963 285

34 equipas em Ourém

Faltam poucos dias para a penúltima prova do Campeonato Nacional de Trial 4x4 e as perspetivas não podiam ser melhores. São esperadas mais de três dezenas de equipas e muito público, que deve comparecer em peso na estreia de uma prova do CNTrial 4x4 na região. As equipas chegam dos vários pontos do continente, mas também da ilha da Madeira, de Málaga e de Gibraltar. De salientar também a estreia de novos carros... veja-se o caso de marco Polónio e Davide Silva (Malpevent Team) que vêm até Espite, Ourém estrear o seu novíssimo Crawler AMG. Quando faltam apenas duas provas para terminar o CNTrial 4x4 2017, Rui Querido segue na frente da classificação geral da Absoluto, com mais 21 pontos do que o segundo classificado, Cláudio Ferreira. Bruno Fernandes é terceiro com 54 pontos. Rui Querido segue na frente também na classe Proto...tem 86 pontos, Álvaro Alves é segundo com 72 e Bruno Fernandes terceiro com 69 pontos. Quando estão cumpridas 5 provas, Pedro Alves passou para a frente da classificação da Extreme com mais 3 pontos do que António Calçada e mais 6 do que António Silva. Cláudio Ferreira recuperou em Bragança a liderança da Super Proto. Saiu de Trás-os-Montes com 81 pontos. João Fernandes chega a Ourém líder isolado da classe de Promoção. Tem agora 10 pontos de vantagem sobre João Vicente. Daniel Duque chegou a Bragança na liderança da classe e saiu da cidade transmontana com ainda mais vantagem. Tem agora 94 pontos, mais 8 do que Domingos Diniz. A sexta e penúltima etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4 está então agendada para 23 e 24 de setembro, em Ourém. O parque fechado e verificações técnicas e documentais acontecem sábado à tarde, Rua Professor Mário Albuquerque, em Espite. No domingo os treinos começam às 10H e a prova de resistência arranca às 14H30.?(Comunicado integral em Anexo) Gabinete de Imprensa CNT 4x4 t. 919 435 809e. cntrial4x4@gmail.com

LIQUI MOLY atinge a marca dos 800 colaboradores

Setembro de 2017 – O crescimento da LIQUI MOLY continua a ser notícia. Nos meses de agosto e setembro, o especialista alemão em lubrificantes e aditivos contratou 23 novos colaboradores, ultrapassando assim a marca dos 800 trabalhadores. Desde 2006, o número de colaboradores duplicou. Mais recentemente, a LIQUI MOLY anunciou que o mês de agosto foi um mês histórico, graças ao volume de negócios mais elevado de sempre. Na LIQUI MOLY, o volume de negócios, o lucro e o número de colaboradores aumentam quase simultaneamente. Atualmente, a empresa conta com 819 trabalhadores, 515 nas instalações de Ulm e 268 em Saarlouis, estando os restantes distribuídos pelas três filiais, entre elas a LIQUI MOLY Iberia. A marca dos 800 trabalhadores foi atingida pelos 23 colaboradores que iniciaram a sua atividade na empresa em agosto e setembro. Neste grupo, contam-se nove aprendizes. “É fantástico ver como estes jovens trazem uma lufada de ar fresco à empresa e trocam novas ideias sobre o futuro da LIQUI MOLY com a velha guarda”, sublinha o sócio-gerente Ernst Prost. Para ele, isto representa muito mais do que a “famigerada” passagem de testemunho entre gerações. “Trata-se pura e simplesmente da sustentabilidade de uma empresa. Isso está, de facto, na mão da juventude.” Ernst Prost está convencido de que todos contribuem para esta sustentabilidade: “Enquanto nós, a “velha guarda”, contribuímos com experiência, rotina e profissionalismo, transmitindo simultaneamente o nosso sistema de valores, eu espero dos nossos jovens colaboradores um espírito empreendedor, novo, até mesmo radical e revolucionário. E, obviamente, uma formação profissional especializada, bem como uma boa formação em termos gerais, são, para mim, algumas das grandes tarefas de qualquer empresa e de todas as firmas que participem com responsabilidade social na economia de mercado.” Para o sócio-gerente da LIQUI MOLY, o volume de negócios e o lucro são indicadores importantes para a continuidade da empresa. “Só uma companhia bem-sucedida é capaz de oferecer, de modo duradouro, postos de trabalho seguros.” Porém, estes importantes indicadores de sucesso só podem ser alcançados através de outros números, que não aparecem no balanço da empresa: o número de trabalhadores e, em primeira linha, a sua dedicação. “O aspeto mais importante da nossa empresa não são os indicadores económicos, são as pessoas. O nosso balanço é positivo também por isso”, diz Ernst Prost. Uma vez que todos contribuem para o sucesso da empresa, o diretor não destaca nenhum dos 800 colaboradores em particular. “Nós não trabalhamos a solo, somos uma equipa em que cada um cumpre a tarefa que lhe foi pessoalmente atribuída.” A LIQUI MOLY precisou de quase cinco décadas para chegar aos 400 trabalhadores, mas, em 2006, o número de colaboradores aumentou subitamente com a integração de mais de 130 pessoas, graças à aquisição do fabricante de óleos minerais MÉGUIN, sediado no estado alemão de Saarland. Nos últimos onze anos, o número de colaboradores duplicou. Apesar desta evolução, Ernst Prost não quer comprometer-se com uma data para ultrapassar a marca dos 900 ou, até, 1000 trabalhadores: “Mas se o nosso crescimento mantiver este passo, isso pode acontecer mais cedo do que esperamos.”

SOCIEDADE PONTO VERDE AGRADECE A TODOS OS PORTUGUESES QUE RECICLAM

No âmbito do Dia Mundial da Gratidão, a Sociedade Ponto Verde vem agradecer publicamente a todos os portugueses que ao longo de duas décadas têm vindo a contribuir para um Portugal mais amigo do ambiente. Um agradecimento a todos que com gestos simples muito têm feito pelo nosso ambiente, que acreditam no poder individual da mudança e que todos os dias contribuem para um mundo melhor, o nosso sincero obrigada. A reciclagem de embalagens teve início em Portugal há duas décadas e desde então os portugueses já reciclaram 7,5 milhões de toneladas de resíduos de embalagens, o equivalente ao peso de 3 Pontes Vasco da Gama. A Sociedade Ponto Verde agradece-lhes por este feito e por continuarem cada vez mais empenhados em contribuir para um país mais sustentável. O Dia Mundial da Gratidão teve origem em 1965 no Havai, onde se realizou um encontro internacional sobre a ideia de tirar um dia do ano para agradecer formalmente por todas as coisas de bem que se encontram no mundo. De regresso a casa, no ano seguinte, no mesmo dia 21 de setembro, muitos dos participantes no encontro mantiveram o gesto. Desde então, o Dia Mundial da Gratidão ganhou mais adeptos, celebrando-se agora um pouco por todo o mundo. Sobre a Sociedade Ponto VerdeA Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, através da implementação do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), mais conhecido como "Sistema Ponto Verde". Promover a sensibilização e educação ambiental junto dos portugueses é um dos grandes objetivos da Sociedade Ponto Verde. Júlia Almeida 21 355 30 36 - 96 167 8780jalmeida@gci.pt

Lisboa recebe Mostra de Cinema Espanhol, com o apoio da SEAT

/          Exibição dos filmes que mais marcaram Espanha em 2017, com a presença de nomes destacados do panorama cinematográfico espanhol/          Novo SEAT Arona também em exibição no El Corte Inglés Lisboa, 21/09/2017. – Entre 29 de setembro e 2 de outubro, a SEAT volta a apoiar o Cine Fiesta, uma mostra de cinema espanhol que traz a Lisboa os filmes que mais se destacaram este ano em Espanha, assim como alguns nomes conhecidos do panorama cinematográfico espanhol. Num evento que terá lugar no Cinema UCI do El Corte Inglés, a SEAT vai estar presente no local com o seu novo modelo - SEAT Arona, um crossover compacto que se destaca pelo seu desenho, pelas suas enormes possibilidades de personalização e a tecnologia mais avançada em segurança e conetividade. Com o início da comercialização marcado para novembro, o Novo Arona estará em exposição no local, possibilitando uma exibição em primeira mão a quem por lá passar. De entre os filmes programados, destaque para A Rainha de Espanha, uma sátira do realizador Fernando Trueba; El Hombre de las Mil Caras, um thriller que aborda questões políticas e financeiras; e El Guardián Invisible, do realizador Fernando González Molina. O programa do Cine Fiesta 2017 contará, entre outros, com a presença da atriz Ana Wagener que virá apresentar o thriller Contratiempo, e de Carlos Santos que apresentará a comédia Villaviciosa de al Lado. A programação infantil também não foi esquecida e as famílias poderão rever em cinema a divertida animação Ozzy. O Cine Fiesta é uma iniciativa do Instituto de la Cinematografia y de las Artes Audiovisuales do Governo de Espanha com o apoio da SEAT e da Cinemundo. Através de passatempos no facebook da Marca, a SEAT vai oferecer algumas entradas para o festival (facebook.com/SEATPortugal).   SEAT é a única companhia no seu setor com capacidade total para desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 81% dos seus veículos, estando presente em mais de 80 países, através de uma rede de 1.700 concessionários. Em 2016, a SEAT teve um lucro operacional de 143 milhões de euros, o valor mais elevado da história da marca, e vendeu cerca de 410.000 unidades. O Grupo SEAT emprega 14.500 profissionais nos seus três centros de produção: Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem-sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Ateca e o Toledo na República Checa, o Alhambra em Portugal e o Mii na Eslováquia. A multinacional espanhola tem um Centro Técnico que se configura um “núcleo de conhecimento” que integra cerca de 1.000 engenheiros que têm como objetivo contribuírem como força impulsionadora de inovação, do maior investidor industrial I&D em Espanha. A SEAT disponibiliza a mais recente tecnologia de conetividade na sua gama de veículos e está empenhada num processo de digitalização global da empresa para impulsionar a mobilidade do futuro. Relações Públicas Marketing e Comunicação T / +351 218 918 900 press@seatportugal.pt SEAT Portugal Edifício Expo 98 Av. D. João II, Lote 1.07.2.1 – R/C Ala A 1998-014 Lisboa, Portugalwww.seat.pt

Brinde ao outono que aí vem

  Depois de um verão intenso, os dias começam a ficar mais curtos e as noites mais frescas. É o Outono que se aproxima a passos largos. Mas porque o verão ainda não foi embora – felizmente! – ainda apetece acompanhar algumas refeições com um vinho versátil e fresco, que nos transporta de novo para as férias. Produzido pela Companhia Agrícola do Sanguinhal, o Sôttal Branco Leve – provavelmente o vinho leve regional mais antigo do nosso país – é um branco muito fresco, tão discreto que deixa brilhar o sabor dos queijos, mariscos ou saladas mas com a doçura suficiente para que fique registado no paladar.Macio, suave e delicado são adjetivos que acentam na perfeição a um vinho (Sôttal 2016) tão especial que foi Ouro no Berliner Wein Trophy 2017 (Alemanha) e Prata no Concurso de Vinhos de Lisboa 2017.Antes que os seus amigos cheguem para almoçar, abra uma garrafa (bem fresca), admire a sua cor clara, sirva um copo para si e delicie-se com as notas cítricas, o aroma a frutos tropicais (ananás e manga entre outros) e a presença evidente da casta moscatel. Mas se a refeição em causa for o jantar, os finais de dia mais frescos pedem um tinto. O Casabel Tinto 2015, também produzido pela Companhia Agrícola do Sanguinhal, é vencedor de três importantes prémios: Dupla Medalha de Ouro no CWSA 2017 (Hong Kong), Ouro no Berliner Wein Trophy 2017 (Alemanha) e Bronze no Decanter 2017 (UK). Motivos de peso para que seja o protagonista de um jantar de carne, peixe assado ou massas. Sirva-o a uma temperatura de cerca de 18 graus para que os aromas a frutos vermelhos maduros e as notas tostadas sobressaiam. Dois vinhos especiais, tão diferentes entre si que são a companhia perfeita para as variações de humor que caracterizam a estação intermédia. A Companhia Agrícola do Sanguinhal foi fundada por Abel Pereira da Fonseca nos anos 20 do século passado. Tem uma história ímpar na tradição vinhateira – tanto na produção como na comercialização de vinhos – ancorada em 3 quintas: Quinta do Sanguinhal, Quinta das Cerejeiras e Quinta de São Francisco. Nuno Nobre | 962 922 466 | nn@nunonobre.com 

LISBOA, PORTO E SINTRA SÃO AS AUTARQUIAS COM MAIS RECLAMAÇÕES

Com o mote das eleições autárquicas à porta, o PORTAL DA QUEIXA – a maior rede social de consumidores no País – decidiu analisar as reclamações recebidas dirigidas às Câmaras Municipais do País. Entre janeiro e setembro de 2017, a plataforma recebeu um total de 758 reclamações, o que revela um aumento de 110% das queixas face ao período homólogo. Mas o PORTAL DA QUEIXA não ficou por aqui. Propondo-se obter um barómetro sobre o índice de satisfação dos munícipes dos concelhos alvo de reclamação no Portal, e com vista a estabelecer uma correlação com os executivos camarários eleitos (mandatos atuais), o PORTAL DA QUEIXA desenvolveu um rigoroso estudo analítico - em parceria com a Social Data Lab – sobre as reclamações registadas, entre setembro de 2013 e setembro de 2017, dirigidas às autarquias, elegendo como variável: o número de reclamações per capita (número de reclamações por 100.000 habitantes). O estudo permitiu concluir que, as reclamações no PORTAL DA QUEIXA não se distribuem de forma uniforme pelo território português: Lisboa (204), Porto (129) e Sintra (126) são os três concelhos que lideram o Ranking ‘TOP 20’ das autarquias com mais reclamações. Neste ‘TOP 20’, e no fundo da tabela, estão os municípios onde os cidadãos menos reclamam: Braga (27), Odivelas e Setúbal (ambos com 24) e Sesimbra e Portimão (ambos com 22). RESULTADOS: Total de reclamações por município do período considerado (set 2013 a set 2017): Câmara Municipal de Lisboa 204 Câmara Municipal do Porto 129 Câmara Municipal de Sintra 126 Câmara Municipal do Seixal 105 Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia 99 Câmara Municipal de Matosinhos 69 Câmara Municipal da Amadora 59 Câmara Municipal de Oeiras 55 Câmara Municipal de Almada 54 Câmara Municipal do Barreiro 52 Câmara Municipal de Cascais 42 Câmara Municipal de Coimbra 40 Câmara Municipal de Valongo 34 Câmara Municipal da Maia 34 Câmara Municipal de Loures 28 Câmara Municipal de Braga 27 Câmara Municipal de Odivelas 24 Câmara Municipal de Setúbal 24 Câmara Municipal de Sesimbra 22 Câmara Municipal de Portimão 22 O ESTUDO PERMITIU CONSTATAR QUE: • as reclamações efetuadas, entre 2013 e 2017, no PORTAL DA QUEIXA aumentam em função do grau de urbanização e do poder de compra do concelho, tal como em função do nível de instrução dos seus habitantes. Ou seja, aumentam em função do grau de desenvolvimento das populações; • as reclamações diminuem nos concelhos onde a % percentagem de população sem o ensino secundário é maior. Ou seja, diminuem nos concelhos onde há menos instrução. • as reclamações aumentam nos concelhos onde há mais população residente: mais natalidade (mais frequente nas zonas mais urbanas); o poder de compra é maior; a densidade populacional é maior (zonas mais urbanizadas); a população empregada no sector terciário é maior. (*Agregação dos concelhos por NUT III) • a média obtida para a totalidade das NUT em causa é de 16 reclamações por 100.000 habitantes; • apenas as grandes regiões metropolitanas, Lisboa e Porto, excedem esse valor médio; • o Alentejo central, Coimbra e o Algarve surgem em segundo plano, sendo as únicas NUT com valores superiores a 10 reclamações por 100.000 habitantes Este resultado conduz à ideia de existir uma correlação positiva entre o grau de urbanização e a variável em estudo, sendo as zonas mais urbanizadas do País aquelas que apresentam uma incidência de reclamações per capita superior. O estudo científico elaborado pela Social Data Lab - ao cruzar as reclamações com a caracterização sócio-demográfica dos próprios concelhos analisados - evidenciou ainda que, a reclamação no PORTAL DA QUEIXA realça, de forma muito clara, uma atitude moderna, de maturidade civilizacional e de consciência cívica, atestando o impacto social da plataforma no seio da sociedade portuguesa.   Sobre o PORTAL DA QUEIXA: O facto de uma marca ter reclamações é uma natural consequência da sua presença no mercado. Agora, quando um cliente reclama de um produto ou serviço, é expectável que ambas as partes (marca e consumidor) iniciem um processo relacional, com vista a encontrar a solução para o problema apresentado. Esta é a verdadeira essência do Portal da Queixa: agilizar, estreitar e facilitar a comunicação entre os intervenientes, de uma forma isenta, sem intervir no processo de reclamação, sem mediar o conflito, mas tendo, sempre, como principal objectivo passar ‘Do Problema à Solução’. www.portaldaqueixa.com Raquel Garcez Pacheco 351 933 964 497 comunicar-se@comunicar-se.com

Renda prime do Comércio de Rua em Lisboa cresceu 70% em cinco anos, diz JLL

Formato começou a despertar interesse dos retalhistas principalmente a partir de 2012, com as alterações à Lei do Arrendamento Urbano LISBOA, 21 de setembro 2017 – No período acumulado entre 2012 e 2017, a renda prime do comércio de rua em Lisboa, cuja referência é o Chiado, cresceu cerca de 70% (de 75 euros/m2/mês para os atuais 130 euros/m2/mês), evidenciando a explosão do interesse dos retalhistas por este formato. Esta foi uma das principais conclusões da sessão de debate promovida pela JLL no âmbito do Portugal Real Estate Summit, evento dedicado ao investimento imobiliário que reuniu mais de três centenas de profissionais nacionais e estrangeiros no Estoril. Com o tema “Retail: More than Shopping Centers!”, a sessão foi conduzida por Patrícia Araújo, Head of Retail da JLL, que explicou que “a alteração à lei do Arrendamento Urbano no final de 2012 foi uma das principais razões para que este formato despertasse o interesse dos retalhistas e emergisse definitivamente como uma opção nas estratégias de implantação das marcas em Portugal. Também o aumento do turismo em Lisboa, a reabilitação urbana que a cidade tem sido alvo e as próprias mudanças nos hábitos de consumo e um estilo de vida mais direcionado para a vivência de bairro contribuíram para impulsionar o crescente sucesso do comércio de rua na capital”. “Por isso, é muito importante que continuem a existir condições para que o formato se mantenha interessante, especialmente de estabilidade legal, pelo que esperamos que as novas alterações aprovadas recentemente a esta Lei não tenham um impacto muito negativo na tendência crescente estabelecida no comércio de rua”, disse ainda Pedro Lancastre, diretor geral da JLL. De acordo com o mais recente relatório de mercado da JLL, o Market 360º, a renda prime do comércio de rua no Chiado atingiu os 130 euros/m2/mês no 1º semestre de 2017, refletindo um crescimento de cerca de 8,5% face ao mesmo período de 2016 (120 euros/m2/mês). Na Baixa, o aumento foi um pouco mais acentuado (em torno dos 10%, de 90 euros/m2/mês para 100 euros/m2/mês), enquanto que nos restantes destinos de compras as rendas se mantiveram estáveis. A Avenida da Liberdade manteve o valor de referência nos 90 euros/m2/mês, o Príncipe Real nos 40 euros/m2/mês, o Cais do Sodré nos 35 euros/m2/mês e a Rua Castilho nos 30 euros/m2/mês. A pressão da subida das rendas sentida no Chiado e na Baixa resulta de uma procura de espaços muito superior à oferta, gerando, assim, direitos de ingresso cada vez mais elevados. Ainda assim, em resultado da saída de alguns retalhistas e da reabilitação integral de diversos edifícios, é esperada a abertura de novas lojas nestas duas localizações. Já na Avenida da Liberdade, a JLL destaca que existem espaços disponíveis, embora estejam sobretudo dimensionados para lojas de média e grande dimensão, o que, muitas vezes, não coincide com a procura atualmente existente, mais direcionada para áreas menores.Além do crescimento do comércio de rua em Lisboa, a sessão dinamizada pela JLL abordou ainda as grandes tendências de consumo que estão a marcar o retalho e, por essa via, a forma como os retalhistas abordam o espaço físico das lojas. O crescimento do comércio eletrónico e a crescente importância do segmento de Food&Beverage na oferta de retalho foram alguns desses temas. Madalena Vasconcelos | madalena.vasconcelos@eu.jll.com | 21.358.32.22 Rita Ribeiro | rita@ritaribeiro.com | 21.406.74.49

PARA ALÉM DA BEXIGA

SIMPÓSIO ASTELLAS CENTRO DE CONGRESSOS ALFÂNDEGA DO PORTO - SÁBADO, 23 DE SETEMBRO, 12H30 - No âmbito do Congresso anual da Associação Portuguesa de Urologia (APU), decorre a 23 de Setembro, entre as 12h30 e as 13h15, um Simpósio sobre as consequências da bexiga hiperativa para os doentes. Este simpósio-satélite promovido pela Astellas, contando com as perspetivas da Urologia e da Medicina Geral e Familiar (MGF), alertará para esta patologia que se estima afetar cerca de 17% da população europeia com mais de 40 anos, focando-se nas complicações adjacentes, como a necessidade constante de urinar, que, sobretudo durante a noite, pode originar quedas e fraturas do colo do fémur, perturbações do sono, disfunções sexuais e até mesmo depressão. O painel de intervenção conta como oradores o Dr. Miguel Ramos, médico urologista do Hospital de Santo António e a Dr.ª Maria João Sá, médica de MGF na USF Covelo e como moderador o Dr. Luís Abranches Monteiro, urologista e presidente da Associação Portuguesa de Neurourologia e Uroginecologia (APNUG).O Congresso anual da APU decorre no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, nos dias 22, 23 e 24 de Setembro.  Helena Gois Account Manager helena.gois@hkstrategies.com D:  +351 2 1413 6200 M:  +351 910511197 F:  +351 21 413 62 99   Hill+Knowlton Strategies Edificio Gonçalves Zarco, Lado Norte da Doca de Alcântara, Piso 1 Lisbon, 1350-352 Portugal www.hkstrategies.com

RELAÇÕES MULTICULTURAIS-EMPRESARIAIS DOS PAÍSES AFRO-IBERO-AMERICANOS NA 1ª CONFERÊNCIA DA ACADEMIA DO PROTOCOLO EM LISBOA

Programa internacional cultural, diplomático, académico e empresarial composto por mesas redondas e encontros subordinadas à temática Protocolar e das Relações Multiculturais e Empresariais; sob os auspícios da Matriz Portuguesa - Associação para o Desenvolvimento da Cultura e do Conhecimento, da UCCLA - União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa e da Casa da América Latina, com a parceria institucional da Escuela Internacional de Protocolo, de Espanha, na sede da UCCLA, Avenida da Índia, n.º 110, em Lisboa, no dia 18 de Outubro de 2017.   Destinatários | Corpo Diplomático. Responsáveis pelo Protocolo e Relações Internacionais das entidades oficiais e empresariais nacionais e estrangeiras sediadas em Portugal. Membros da Direcção das Câmaras de Comércio e Indústria, dos Centros Culturais e das Associações de Amizade dos Países Afro-Ibero-Americanos. Empresários, administradores de empresas públicas e privadas. Estudantes do curso de Relações Internacionais e de Protocolo.   Objectivos | Proporcionar um meio privilegiado para encontros pluriculturais e multiculturais de Responsáveis de Protocolo e Relações Internacionais da Esfera Afro-Ibero-Americana. Favorecer as relações culturais, empresariais, sociais, académicas e políticas entre os países da Esfera Afro-Ibero-Americana. Melhoramento das relações e condições de negociações entre os Países e Culturas da Esfera Afro-Ibero-Americana.   Ver Programa | Acreditação www.matriz-portuguesa.ptmatriz@matriz-portuguesa.pt+351 91 287 10 44

Livro “A Herança Nazi” apresentado no Forte da Graça

  O livro de Pedro Inocêncio, “A Herança Nazi”, vai ser apresentado no domingo, dia 24 de setembro, às 15.00 horas, no Forte da Graça, em Elvas. Pedro Inocêncio vai apresentar o seu romance histórico, desenhado à originalidade emblemática do autor. A obra é “um thriller perturbador e desconcertante mas também romântico e ousado, que irá transportar os leitores para uma viagem audaz, onde a ficção se mistura com a realidade e o suspense se combina com o romantismo... Afonso Mendes médico voluntário da AMI é um homem habituado a viver em sobressalto e a lidar com a dor e o sofrimento humanos, na sua condição mais extrema. Quando uma ousada e estonteante morena o seduz no seu consultório e lhe entrega uma misteriosa chave prateada, o médico está longe de imaginar que irá embarcar na maior e mais perigosa aventura da sua vida... Aquela chave permite que Afonso tome conhecimento da mais ampla manobra clandestina que o mundo alguma vez testemunhara e uma das maiores fraudes da História da Humanidade!"   Nelson Cavaco | 00351 961 712 809 | assessoria@inovamarketing.pt Margarida Correia | 00351 912 268 439 |  margarida.c@inovamarketing.pt